Dia das Mães – Qual a verdadeira importância desta data?

Dia das Mães Dia das Mães – Importância da data

 

Mãe. Uma palavra tão pequenininha, mas que carrega em si uma grandeza de significado e importância, nos causando um impacto emocional enorme quando a pronunciamos, quando pensamos nela, quando estamos com ela… 

Isso, por si só talvez já seja capaz de responder à pergunta que está no título deste texto, não é mesmo?! Porque quando pensamos em nossas mães, nas pessoas que nos trouxeram ao mundo, que nos dão suporte, apoio, sem contar o carinho e todo o amor, além das broncas, é claro, fica aparentemente óbvia a importância desta data no calendário. 

Mas acreditamos que é preciso ir além do óbvio e entender com profundidade a origem da data, onde ela surgiu, os motivos que fizeram com que ela fosse instaurada, que começasse a ser celebrada, entre outros pontos, que vamos abordar e apresentar a você ao longo deste artigo, que, como está dando para perceber, está mais do que especial. 

Então continue conosco nessa leitura e venha entender qual a verdadeira importância do Dia das Mães!

A origem do Dia das Mães

Foi no século XX que a data começou a ser celebrada. A mesma foi criada pela ativista Anna Jarvis, com o intuito de prestar homenagem à sua mãe, Ann Jarvis, que passou a ser conhecida pelo trabalho social que realizava com outros mães, principalmente durante a Guerra Civil Americana.

Ann atuou fortemente para que famílias que passavam necessidade tivessem acesso a melhorias, principalmente no que diz respeito à condições sanitárias, já que isso as ajudava a evitar os mais diversos tipos de doenças. Para isso, ela criou, na Virgínia Ocidental, a instituição Mother’s Day Work Clubs.

Porém, em 9 de maio de 1905 Ann Jarvis faleceu, algo que afetou bastante a vida de Anna, sua filha. Ainda abalada, mas totalmente motivada por todo o trabalho realizado por sua mãe, Anna Jarvis decidiu criar a data para homenageá-la. Assim, em maio de 1908, junto a um memorial, que também foi criado para prestar tal homenagem, houve a celebração do primeiro Dia das Mães. 

Acontece que Anna Jarvis não parou por aí e não se deu por satisfeita até conseguir que a data se tornasse uma celebração oficial. Ainda em 1908, ela conseguiu fazer com que uma proposta de instauração definitiva do Dia das Mães chegasse ao senado norte-americano, porém não obteve êxito. No entanto, por mais que a mesma não tenha sido aprovada oficialmente, ela se popularizou por todo o país e muitas pessoas começaram a comemorar e homenagear suas mães neste período.

Com toda esta popularização, no ano de 1910 o estado da Virgínia Ocidental, onde Ann Jarvis realizou grande parte de suas ações enquanto ativista, transformou o Dia das Mães em uma data oficial. Anos depois, mais especificamente em 1914, Anna Jarvis finalmente conseguiu fazer com que o Congresso dos Estados Unidos estabelecesse o segundo domingo de maio como o dia em que todos celebrariam e prestassem diversas homenagens às suas mães. 

O Dia das Mães no Brasil

No contexto brasileiro o Dia das Mães foi oficializado pelo presidente Getúlio Vargas, em um decreto assinado em 5 de maio de 1932. Nele, Vargas determinava que, assim como nos Estados Unidos, a data fosse celebrada no segundo domingo do mês de maio.  

A determinação da data em nosso país foi considerada uma grande vitória para o movimento feminista brasileiro, uma vez que esta ocorreu justamente por influência das ativistas da causa, que se via em franco crescimento no Brasil. 

Em países como Uruguai, Alemanha, Austrália, Dinamarca, entre diversos outros, o Dia das Mães é também celebrado no segundo domingo de maio. Porém, na Rússia, Sérvia, Noruega, Líbano e Argentina, por exemplo, a comemoração ocorre em diversas datas diferentes.

Uma nova forma de celebrar o Dia das Mães

Este é um Dia das Mães diferente. Estamos enfrentando um grande desafio no mundo, o que tem feito com que muitos filhos não tenham a oportunidade de estar com suas mães, com as mães especiais que fazem parte de suas vidas. Um dia em que muitas dessas pessoas sentem uma saudade enorme no peito, por não poderem abraçar, beijar as maiores preciosidades que existem para elas: seus filhos.

Em algum momento isso pode realmente acabar gerando certa angústia e ansiedade, em praticamente todos os membros da família, principalmente em mães e filhos que já não moram mais na mesma casa. E é normal que isso aconteça, já que todos nós enfrentamos juntos uma situação totalmente atípica. 

No entanto, isso não quer dizer que devamos deixar a tristeza tomar conta. Pelo contrário, é preciso ressignificar este momento e encontrar novas maneiras de comemorar, de “estar junto”, mesmo que distante, e de levar amor e alegria pro dia dessa pessoa tão importante em nossa trajetória. 

É por isso que nos próximos parágrafos traremos diversas dicas, para que você possa surpreender a sua mãe, neste domingo do Dia das Mães, sem que para isso você tenha que quebrar o isolamento social. Confira:

Escreva memórias e recordações

Que tal aproveitar para relembrar os momentos mais marcantes que vocês já viveram juntos? Faça uma lista de memórias e recordações e descreva cada uma delas, deixando claros os motivos que as tornaram verdadeiramente importantes em sua vida. 

Para entregar, você colocar tudo o que escreveu em um template, criado por você mesmo ou algum aplicativo de edição de texto ou imagem, e enviar para ela por e-mail, por aplicativos de mensagens e afins. 

Faça um vídeo com fotos de vocês 

Se você está pensando: “Ah, mas eu não tenho habilidade para escrever, então não consigo colocar no papel estas memórias e recordações”. Tudo bem, não tem problema. Ao invés de recorrer à escrita, você pode juntar as fotos dos momentos que vocês têm juntos e elaborar um vídeo com este material. 

Depois de fazer isso é só enviar também por e-mail ou por aplicativo de troca de mensagens. 

Compre um voucher para ela

Bom, se você é daquelas pessoas mais práticas, algo a que pode recorrer é à compra de um voucher, de algum produto ou serviço que ela possa aproveitar depois que tudo isso passar. Pode ser uma massagem, um Day Spa, um dia no salão de beleza, enfim, escolha algo que você sabe que com certeza ela vai gostar e pronto, é só enviar também. 

Monte uma cesta

Um bom presente também é montar uma cesta com produtos que ela gosta. Pode ser uma cesta de café da manhã, de queijos e vinhos, de chocolates, produtos naturais, entre muitos outros, que você sabe que ela vai adorar receber. Depois, é só pedir para entregar na porta da casa dela. 

Tomem café juntos ou almocem por videochamada

Como o momento não permite que se reúna a família para o bom e velho almoço do Dia das Mães, que tal uma videochamada para que tomem café ou mesmo almocem juntos? Vai ser uma ótima oportunidade para colocar o papo em dia, saber como sua mãe está, para vocês combinarem coisas para fazerem juntos, quando puderem se encontrar pessoalmente de novo e por aí vai. 

Este é um momento propício para colocar a criatividade para funcionar. Encontre a melhor maneira de dar aquele beijo e abraço de longe em sua mãe e mãos à obra!

Gostou deste conteúdo? Que tal compartilhá-lo com seus amigos, para que eles também saibam como podem homenagear suas mães à distância? Deixe nos comentários o que achou e lembre-se de continuar nos acompanhando diariamente!

Copyright:  1038404041 – https://www.shutterstock.com/pt/g/evgenyataman

*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário

IBC - Instituto Brasileiro de Coaching: Av. Prof. Venerando Freitas Borges, 561 - Setor Jaó - Goiânia/ GO - CEP: 74.673-010