O que é o ego e qual sua influência diária em nós

Ego Descubra qual a influência do Ego no comportamento de cada pessoa

 

É provável que você já tenha ouvido frases como “você está com um ego inflado”, “deixe o ego de lado”, “você só está falando isso para amaciar o seu ego”. Mas, afinal, o que é ego? Qual será a relação do significado do termo com a atual origem do pensamento?

Em 1923, o psiquiatra austríaco Sigmund Freud (1856-1939) mostrou ao mundo o artigo “O Ego e o Id”, que explica a teoria das três estruturas do aparelho mental, as estruturas psíquicas. Ao mesmo tempo em que apresentava suas ideias inovadoras ao mundo, o estudioso também chocava. Afinal, não é todo dia que a sociedade é instigada a pensar mais sobre si mesmo e o modo que pensa, não é mesmo? E o que é o ego, afinal de contas? Para saber mais sobre o assunto, continue a leitura! 

Preencha AGORA o formulário para descobrir!

Entenda o que é o ego 

Antes de definir o que é ego, é essencial entender o que é Id e superego. O Id é um conceito que abrange todas as vontades mais primitivas do ser humano. Para ilustrar essa ideia, pense em tudo que você gostaria de fazer ou falar. Mas, pense sem limite, pois a ideia aqui é que você reflita sobre todas as situações possíveis ou impossíveis que você gostaria que fossem reais. Pronto? É isso! Nesse setor, você pode encontrar emoções relacionadas à libido, paixão e até agressividade.

Para ilustrar melhor o termo, imagine um show super lotado. É comum que tenha muito “empurra empurra”, afinal, todos querem ter uma visão melhor do artista que está no palco. Porém, nesse momento é possível que algumas pessoas usem a violência para conseguir uma posição melhor na plateia.

Já o superego é um formato de escudo contra os desejos construídos pelo Id. É o superego que vai lembrar o indivíduo qual é o tipo de sociedade em que ele está inserido, consequentemente determinando se a ação é adequada ou não. Você pode associar essa estrutura à ética e a moral.

Aqui vai um exemplo bem simples do que é superego: imagine que você comprou algo que custava R$30 com uma nota de R$50, só que no lugar de devolver uma nota de R$20, o caixa lhe entrega duas notas de R$20. Essa é a hora que o seu superego vai apelar para que a sua honestidade fale mais alto. Então, você devolve uma das notas de R$20 e fica com a consciência limpa.

Finalmente, é hora de compreender o que é ego. É o meio termo entre o Id e o superego, ou seja, não é 8 e nem 80. Basicamente, o ego poderia ser exemplificado como um momento de profunda reflexão individual.

Para exemplificar, pense que você precisa comprar uma roupa e, ao ir em uma loja uma peça lhe chama a atenção. Ao entrar no estabelecimento e pedir para que atendente lhe mostre essa roupa você percebe que ela custa muito caro, e que se comprar, poderá causar dificuldades financeiras para sua família. 

É nesse momento que o Id pode entrar em ação e incentivá-lo a comprar mesmo assim, querendo satisfazer suas necessidades. Em contrapartida o superego lhe orienta a não comprar, pois você não possui os recursos financeiros necessários para isso.  

Para regular essas orientações e nos manter presentes no contexto social, o ego nos puxa a orelha e tende a encontrar um equilíbrio entre as possíveis ações, levando em consideração, principalmente, as pessoas ao seu redor, nesse caso, sua família, e reconhece suas necessidades e desejos.

Sendo assim, ao invés de comprar essa roupa você pergunta ao atendente se possui algo que esteja dentro do seu orçamento.

Após ler sobre a definição de ego é mais fácil de entender a influência que esse conceito tem no cotidiano do todo ser humano do planeta. 

Os tratamentos freudianos

O Freud foi muito além desse artigo. O renomado psiquiatra disseminou a ideia de que quem possui distúrbios psicológicos pode ser mais bem tratado, caso fale a respeito, desses distúrbios, com um terapeuta. Basicamente, ele indicou que as pessoas pudessem desabafar com um profissional capaz de analisar suas palavras, comportamento e sentimentos. Como se não bastasse, ele começou a interpretar sonhos e a desenvolver métodos para metaforicamente entrar na mente das pessoas e achar a cura. Daí nasceu a psicanálise. 

Como o coaching pode atuar no seu cotidiano?

O coaching é um método usado por muitas pessoas ao redor do mundo. Só para você ter uma ideia, atualmente, esse mercado movimenta US$ 2,3 bilhões internacionalmente! Essa ferramenta ensina sobre autoconhecimento e autodesenvolvimento de uma maneira empoderadora e transformadora.

Quando se fala de conhecer mais de si mesmo estamos falando de adquirir consciência sobre todas as características que o completam. Isso inclui seus atos relacionados ao ego. Justamente por ensinar a exercitar a sua sabedoria interna, o coaching é tão essencial.

A formação Practitioner em Programação Neurolinguística (PNL) do Instituto Brasileiro de Coaching (IBC) incentiva que você encontre tudo que há de melhor e pior em você, transformando sua vida de maneira positiva. Ser o máximo que você puder ser!

O curso é baseado no estudo de programação neurolinguística desenvolvido por Richard Bandler e John Grinder durante os anos 70, nos Estados Unidos. Segundo os pesquisadores, é possível criar ligações intensas entre os processos neurológicos, a linguagem e o comportamento em prol de um objetivo.

A grade de conteúdo trabalha profundamente sobre o que é a programação neurolinguística; o que é e como praticar a linguagem não verbal; quais são os processos de ancoragem e como aplicá-los; o que é a estrutura do pensamento (aprendizagem, ação e reação); o que é o alinhamento de níveis neurológicos; como analisar situações por mais de um ponto de vista; como negociar e solucionar problemas de forma efetiva; quais são os canais representacionais; entre outros temas. Após passar pela formação, você terá desenvolvido a capacidade necessária para chegar à sua meta final trilhando um caminho construtivo e positivo para si mesmo e para quem está em volta.

Agora, conte pra gente: qual a sua experiência com o ego? Você se considera uma pessoa com o “ego inflado”? Utilize o espaço abaixo para contar a sua experiência e a sua opinião sobre o assunto. Espalhe o conhecimento. Curta e compartilhe este artigo em suas redes sociais. 

 

O artigo é bom, né?

No IBC é assim, não custa nada evoluir e alcançar resultados extraordinários. Se você quer seguir por esse caminho de evolução é só baixar o nosso e-book gratuito,
Tudo sobre Coaching. Preencha o formulário abaixo com seus dados para ler.

Copyright: 774546007 – https://www.shutterstock.com/pt/g/bananaoil

Deixe seu Comentário

IBC - Instituto Brasileiro de Coaching: Av. Prof. Venerando Freitas Borges, 561 - Setor Jaó - Goiânia/ GO - CEP: 74.673-010