Overthinking – O que é e como lidar?

Mulher pensando demais.

Confira algumas dicas de como lidar com o overthinking.

Você é do tipo que pensa muito e age pouco? Então, vale a pena ler este artigo sobre overthinking e como ele pode estar atrapalhando o seu crescimento pessoal e profissional. Ter controle sobre o fluxo dos nossos pensamentos e emoções pode ser bastante desafiador. Por isso, entender o problema através de um panorama mais completo é essencial. 

Afinal, o que é overthinking?

Pensar de forma contínua e insistente em determinadas coisas, geralmente ruins, é o que caracteriza o overthinking. Em linhas gerais, se trata de uma tentação negativa de pensar sobre algo sem parar. O estilo de vida moderno criou mais possibilidades para a manifestação do overthinking em nosso cotidiano. 

É importante esclarecer que não se trata de uma mera preocupação. O overthinking insere na mente das pessoas medos e inquietações sem sentido. O ato de pensar, que em si é saudável, acaba se tornando insalubre pelo exagero. Funciona como um incentivo para o aumento do estresse e do medo de que alguma coisa dê errado. 

A boa notícia é que há formas de lidar com o overthinking e se livrar dessa limitação obsessiva. A pessoa precisa aprender a se impor diante dos pensamentos negativos e confusos. É uma forma de impedir que sintomas psicológicos se manifestem e que sua vida seja prejudicada pelo descontrole. 

Como reconhecer o overthinking?

O desenvolvimento do overthinking costuma ser bastante sutil e por isso muitas pessoas não reconhecem que têm um problema. Com o passar do tempo, o volume de pensamentos sem proveito supera o de pensamentos sadios. O indivíduo afetado pelo overthinking tende a se tornar bastante ansioso e estressado. 

A pessoa acaba tendo uma visão de mundo deturpada pelas ideias obsessivas. Também é comum que esse indivíduo crie hipóteses de cunho pessimista para o que pode acontecer. Cria-se a ilusão de que se está preparando para a situação, mas na verdade a pessoa está apenas piorando tudo. Isso leva a sérios prejuízos emocionais. 

Overthinking: como lidar?

A seguir listamos dicas de como lidar com o overthinking, assim você passa a contar com ferramentas para barrar esses pensamentos obsessivos.

1. Reconheça o momento de agir na direção certa

Quando estamos buscando uma solução para algo, é possível cairmos na armadilha do overthinking. Ao invés de agir para tentar solucionar o problema de forma definitiva, a pessoa entra num círculo vicioso de pensamentos. Nada é resolvido, não se sai do lugar e a pessoa se afunda mais. O problema acaba se tornando muito maior do que é ainda que não tenha uma base real em que se apoiar. 

O mais importante é que as pessoas compreendam que não existem soluções perfeitas e sim soluções adequadas. A solução precisa ser eficaz no sentido de solucionar o problema. Uma forma prática de evitar o overthinking é pensar em duas soluções de uso imediato que se mostrem adequadas. Essas soluções devem te colocar no caminho certo.

Embora agir rapidamente não necessariamente signifique encontrar a solução mais eficaz, ainda é melhor do que ficar preso em uma espiral de pensamentos negativos. Começando a se colocar dessa forma diante dos problemas você terá maior controle sobre o seu destino. 

2. Aprenda a canalizar

O overthinking pode ser extremamente prejudicial para quem não consegue dar vazão aos seus pensamentos. Quanto mais pensamentos negativos se acumulam, mais o indivíduo se sente pressionado. É como encher um balão de ar sem parar, em algum momento ele vai estourar. 

O acúmulo de pensamentos negativos leva a uma série de danos emocionais. Então, é preciso despejar parte desses pensamentos dando espaço para o bem-estar. Uma forma saudável de canalizar essas emoções é escrever em um diário as suas impressões. Alguns minutos diários te ajudarão a eliminar parte desse peso. 

Quem gosta de desenhar pode usar essa forma de canalização também, desenhe como se sente. Externar os sentimentos é imprescindível para não acumulá-los e não passar a repeti-los obsessivamente. 

3. Estabeleça limites

Um pensamento negativo tem grande influência sobre outros pensamentos negativos. Basta que um surja para que outros se associem a ele. Quando uma pessoa pensa a respeito de uma situação futura, começa a projetar cenários. A partir desses cenários, começa a pensar em tudo de errado que pode acontecer. 

As possibilidades ruins criadas pelo overthinking podem levar a um grande tormento e angústia. Precisamos sim pensar sobre as nossas ações e ter planos para diferentes cenários, porém, não devemos embarcar em uma viagem ao universo do pessimismo. Nem só coisas ruins irão acontecer. 

Pensar na pior coisa que pode acontecer pode ser estranhamente “tranquilizante” porque nos deixa preparados. Porém, sempre considere como reagir se esse cenário se concretizar. Abaixo listamos questionamentos para você fazer a si mesmo:

– O que pode acontecer na melhor das hipóteses?

– O que pode acontecer na pior das hipóteses?

– O que é mais fácil de acontecer? 

4. Distanciamento é importante 

Nesse ponto já concordamos que o overthinking não ajuda em cada e que o melhor é procurar soluções, certo? Ao invés de questionar porque uma coisa ruim aconteceu com você, é melhor se perguntar como pode alterá-la positivamente. Só esse entendimento já rompe imediatamente esse ciclo de repetição. Foque seus pensamentos no que virá a seguir. 

O distanciamento da situação é essencial para adquirir uma nova perspectiva do problema. Para encontrar boas soluções, é essencial ter uma visão mais relaxada e com menos influência de projeções errôneas. Ter lucidez é fundamental para pensar com mais clareza. 

5. Torne sua consciência mais apurada

Prestar atenção à forma como você pensa é essencial para controlar o overthinking. Analise seus pensamentos de tempos em tempos para entender se está remoendo algo que não deveria. Se perceber que tem algo se repetindo, procure encerrar esses pensamentos. Quando os pensamentos são excessivos e repetitivos atrapalham o seu discernimento e a sua criatividade.

Aprenda a substituir os pensamentos ruins por ideias construtivas e inovadoras. Não é fácil, porém, faz toda a diferença para se colocar de forma mais saudável diante dos seus problemas. Direcione seus pensamentos para soluções construtivas e não para pensamentos que te diminuam. 

O overthinking pode ser bastante prejudicial e por isso deve ser observado com atenção!

José Roberto Marques

Sobre o autor: José Roberto Marques é referência em Desenvolvimento Humano. Dedicou mais de 30 anos a fim de um propósito, o de fazer com que o ser humano seja capaz de atingir o seu Potencial Infinito! Para isso ele fundou o IBC, Instituto que é reconhecido internacionalmente. Professor convidado pela Universidade de Ohio e Palestrante da Brazil Conference, na Universidade de Harvard, JRM é responsável pela formação de mais de 50 mil Coaches através do PSC - Professional And Self Coaching, cujo os métodos são comprovados cientificamente através de estudo publicado pela UERJ . Além disso, é autor de mais de 50 livros publicados.



*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário

IBC - Instituto Brasileiro de Coaching: Av. Prof. Venerando Freitas Borges, 561 - Setor Jaó - Goiânia/ GO - CEP: 74.673-010
CNPJ: 31.328.744/0001-63

This will close in 0 seconds