Descubra quais são os tipos de departamentalização

Departamentalização Departamentalização é uma forma muito utilizada pelas empresas para se obter homogeneidade e equilíbrio entre as tarefas.

Em todas as empresas é muito importante que os departamentos sejam devidamente estruturados para que os processos fluam e a empresa possa crescer cada vez mais. Por toda a sua importância, buscar meios para que essa estruturação seja realmente eficaz e benéfica para a organização empresarial. 

Nesse sentido, a departamentalização se apresenta como uma aliada poderosa para que gestores possam ter uma empresa organizada de maneira lógica e eficiente. Mas, o que é a departamentalização? Continue a leitura e descubra! 

O que é a departamentalização

A departamentalização é uma forma de divisão do trabalho por especialização da estrutura organizacional da empresa, ou seja, é o agrupamento de acordo com um critério específico de homogeneidade das atividades e correspondente a recursos em unidades organizacionais.

Em geral as atividades de uma empresa são divididas em departamentos, que são uma forma de organização mais eficiente e com melhores resultados para os objetivos da companhia.

Porque a departamentalização é necessária?

À medida que as empresas se tornam maiores e começam a envolver atividades mais diversificadas, surge a necessidade de dividir as principais tarefas organizacionais e transformá-las em responsabilidades departamentais ou divisionais.

A departamentalização é uma forma de conseguir homogeneidade e equilíbrio entre as tarefas de cada órgão da empresa, com o objetivo de aumentar a eficiência e gerar maior qualidade no trabalho executado.

Tipos de Departamentalização

Cada empresa tem a sua forma de departamentalizar de acordo com a sua realidade. Por isso é importante que a empresa avalie quais os tipos existentes para que a escolha da departamentalização seja feita de maneira correta. E quais são os tipos? Conheça nos próximos tópicos:  

1- Função

Essa é a organização que cria departamentos formados por pessoas que possuem habilidade e conhecimentos similares e que participam de atividades e tarefas comuns dentro de um processo de trabalho, ou seja, são especialistas em uma determinada função.

2- Produto ou Serviço

Essa é de acordo com as atividades que estão ligadas a cada um dos produtos ou serviços da empresa. Esse tipo agrupa seus colaboradores dentro de áreas específicas. Nesse caso, o foco é o tipo de produto oferecido pela empresa.

3 – Territorial

Onde a divisão é feita de acordo com os locais em que a empresa atua. Muitas empresas hoje possuem filiais em áreas ou regiões diferentes. Aqui o foco é prestar atenção nas características de cada região.

4 – Cliente

Esse tipo de departamentalização é usado principalmente no grupamento de atividades de vendas ou serviços, ou seja, é quando uma empresa conhece muito bem os seus clientes e se organiza para concentrar os esforços nos atributos e necessidades do seu público. Ex.: Departamento Infantil, Feminino e Masculino.

5 – Processo ou Equipamento

Como o próprio nome já diz é o agrupamento de atividades centralizadas nos processos de produção ou equipamento. Esse tipo é comumente encontrado em produção. As atividades de uma fábrica podem ser agrupadas em perfuração, soldagem, montagem etc., cada qual em seu departamento.

6 – Projeto

Aqui os colaboradores receberão atribuições temporárias dentro de projetos, que possui início, meio e fim. Dessa forma, as funções só passam a existir enquanto o projeto existir.

7 – Matriz

Semelhante a de projeto, porém com uma exceção principal, aqui o administrador de projeto não tem autoridade de linha sobre os membros da equipe. A organização de matriz proporciona uma hierarquia que responde rapidamente às mudanças em tecnologia.

8 – Mista

Esse é o tipo mais frequente, cada empresa tem a estrutura que mais se adequa à sua realidade organizacional.

Depois de falar sobre cada tipo de departamentalização é válido dizer que não há um tipo certo ou errado e que sempre vai funcionar, o mais importante é entender a realidade da sua empresa.

Agora, conte pra gente: você conhecia esse conceito? Já aplicou essa técnica em sua empresa? Utilize o espaço abaixo para contar a sua experiência e a sua opinião sobre o assunto. Espalhe o conhecimento! Curta e compartilhe este artigo em suas redes sociais. 

 

Copyright: Konstantinos Kokkinis / Shutterstock

José Roberto Marques

Sobre o autor: José Roberto Marques é referência em Desenvolvimento Humano. Dedicou mais de 30 anos a fim de um propósito, o de fazer com que o ser humano seja capaz de atingir o seu Potencial Infinito! Para isso ele fundou o IBC, Instituto que é reconhecido internacionalmente. Professor convidado pela Universidade de Ohio e Palestrante da Brazil Conference, na Universidade de Harvard, JRM é responsável pela formação de mais de 50 mil Coaches através do PSC - Professional And Self Coaching, cujo os métodos são comprovados cientificamente através de estudo publicado pela UERJ . Além disso, é autor de mais de 50 livros publicados.



*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário

IBC - Instituto Brasileiro de Coaching: Av. Prof. Venerando Freitas Borges, 561 - Setor Jaó - Goiânia/ GO - CEP: 74.673-010
CNPJ: 31.328.744/0001-63