Entenda qual a diferença entre grupo e equipe de trabalho

Grupo e Equipe de Trabalho Veja as diferenças entre grupo e equipe de trabalho.

 

No meio corporativo, é comum que os termos grupo e equipe sejam tratados como sinônimos, mas essas duas palavras possuem diferenças conceituais que afetam diretamente a rotina de trabalho. Nesse sentido, é essencial que gestores e colaboradores entendam a distinção de cada um desses termos para que suas atividades sejam realizadas com o máximo de eficácia possível.

Acompanhe-me na leitura de hoje e descubra qual a diferença existente entre estes dois termos no ambiente organizacional

Comece a ter o

Destaque

que você merece!

Preencha os campos abaixo para receber os episódios por e-mail.

Diferença entre grupo e equipe de trabalho

Por mais que pareça se tratar do mesmo conceito, quando partimos para o contexto empresarial, existem diferenças fundamentais a serem consideradas, para que enganos não aconteçam na execução dos processos organizacionais. 

Veja, a seguir, quais são as principais distinções existentes entre grupo e equipe de trabalho

Grupo de trabalho

O grupo de trabalho refere-se a uma quantidade de pessoas que possuem competências e habilidades semelhantes e compartilham o mesmo espaço de trabalho. Porém, ao estabelecerem as metas a serem atingidas, as atividades são realizadas de forma individual, pois um trabalho não depende do outro e não existe colaboração entre as partes, podendo até mesmo haver competição entre os profissionais.

Outra característica do grupo de trabalho é a existência de hierarquia (gestores, coordenadores e colaboradores). Esse é um contexto profissional que pode gerar deficiências, problemas de relacionamento interpessoal e diferenças de valores.

Equipe de trabalho

Em uma equipe de trabalho, as pessoas agem em busca de um objetivo em comum. Ou seja: os profissionais não realizam suas atividades de forma individual e as atividades de um integrante complementam o que foi executado pelo outro, sendo que a cooperação de todos garante que o resultado desejado seja verdadeiramente alcançado.

Na equipe de trabalho existe a presença de um líder, mas todos os membros trabalham de forma linear. As funções de cada um são bem definidas, mas os profissionais realizam suas atividades com sinergia para que os objetivos estipulados sejam atingidos.

Esta maneira de realizar o trabalho cria um ambiente criativo, com comunicação holística, troca de experiências e transparência. Os conflitos e críticas podem até existir neste contexto, mas geralmente são resolvidos por meio da troca de feedbacks e são vistos como uma forma de crescimento e aprendizagem para todos os membros da equipe.

Equipes de trabalho x Grupos de trabalho

Para que você possa entender com ainda mais profundidade as diferenças de cada um no âmbito organizacional, aqui vão alguns exemplos:

Resultado

No que diz respeito aos resultados que precisam ser alcançados, quando falamos em grupos, a responsabilidade por alcançá-los ocorre de forma individual, ou seja, cada pessoa é responsável pelo seu próprio resultado.

Já no caso das equipes, se uma pessoa não atinge suas metas e objetivos, todos sentem-se responsáveis, uma vez que ganhar ou perder depende da ação conjunta de todos membros. 

Esforço

Dentro dos grupos, cada pessoa que faz parte dele se esforça individualmente para alcançar os resultados que almeja, nos processos dos quais fazem parte. Já quando falamos em termos de equipe, as metas são coletivas e o trabalho de todos os seus membros se complementam, para que assim seja possível alcançar os objetivos comuns a todos. 

Relações interpessoais

Todos nós sabemos que, dentro ou fora das organizações, é preciso cultivar relações saudáveis, pois assim o alcance de metas, objetivos e resultados se torna muito mais efetivo e também assertivo. 

No que diz respeito às equipes de trabalho, é realmente assim que acontece, ou seja, as pessoas que as compõem fazem questão de construir relacionamentos verdadeiramente positivos, pois sabem que isso torna o dia a dia profissional muito mais leve e com chances maiores de trazer resultados extraordinários. 

Agora, quando falamos em grupos de trabalho, os seus componentes não necessariamente precisam estabelecer relações interpessoais com os demais para terem um bom desempenho. Muitas vezes esses relacionamentos praticamente nem existem. 

Habilidades e competências

Os indivíduos que fazem parte de um grupo de trabalho têm competências únicas, que os ajudam a alcançar as metas e objetivos a que se propõem. Eles fazem questão de desenvolver cada um delas, no sentido de ter um desempenho cada vez melhor, porém, por realizarem seus trabalhos de forma independente, estas habilidades não obrigatoriamente complementam às dos demais membros do grupo.

Quando partimos para a esfera das equipes, observamos que cada um de seus membros são incentivados a desenvolver continuamente suas habilidades e competências, principalmente através da construção de relacionamentos saudáveis, o que faz com que todos tenham a oportunidade de melhorar o seu desempenho constantemente.

Sonhos

Este é um dos pontos que mais se destacam na diferenciação entre grupos e equipes de trabalho. Digo isso, pois, nos lugares por onde passo, principalmente nas empresas, e observo que existem profissionais que têm seus próprios sonhos, trabalhando de forma individual para alcançá-los, vejo nitidamente que se trata de um grupo. 

Já nos lugares onde vejo pessoas compartilhando sonhos e anseios, trabalhando com bastante esforço, de maneira coletiva, para finalmente alcançar o estado desejado que tanto almejam, consigo observar com clareza que estou diante de uma equipe unida, que deseja, acima de tudo, o bem coletivo e não individual. 


Seja capaz de conectar verdadeiramente as pessoas!
Acesse “Leader Coach” e desenvolva uma equipe imbatível!

Qual a melhor opção para a minha empresa?

Analisando tudo o que apresentei até aqui, a impressão que se dá é a de que montar ou desenvolver uma equipe de trabalho pode ser mais vantajoso do que um grupo dentro de uma empresa, por exemplo. Entretanto é preciso tomar cuidado com esta afirmação, pois nem sempre ela se aplica efetivamente na prática. 

Digo isso, pois, para que você escolha a melhor opção para o seu negócio, é essencial analisar o contexto em que este se encontra, quais práticas, processos e procedimentos são realizados na organização, entre muitos outros fatores importantes, para aí sim definir qual das duas formas de gestão melhor atendem às necessidades da empresa de uma forma geral. 

O que é fundamental dentro disso tudo é compreender como as equipes e o grupos funcionam, conforme acabamos de fazer, para que se possa tomar decisões mais conscientes e que beneficiem a todos que fazem parte dos negócios que a empresa realiza. 

Saber fazer este reconhecimento das características dos dois modelos é importante, para que você não cometa erros como tentar construir uma equipe dentro de uma empresa com estilos de hierarquia pouco flexíveis, uma vez que ao partir para este tipo de tentativa, as chances de sofrer com consequências negativas são muitos maiores. Ou para que você não caia na armadilha de colocar um líder como responsável por um grupo de trabalho, acreditando que este terá a possibilidade de inspirar e motivar diariamente seus membros no alcance de metas e objetivos pessoais, já que esta possibilidade está bem distante da realidade de cada um deles.

Sendo assim, como eu disse acima, o melhor a ser feito é buscar entender o contexto geral da empresa, para que assim a decisão seja o mais assertiva possível. 

Como fortalecer a união entre os colaboradores da empresa?

Mesmo sendo bastante comum a existência de grupos de trabalho no meio corporativo, com profissionais que trabalham de forma individual e se preocupam apenas com suas metas e interesses, com a comunicação falha entre gestores e os outros colaboradores, a competitividade alta e o feedback algo pouco valorizado, acredito verdadeiramente que é possível fortalecer a união em meio aos profissionais que fazem parte de um negócio.

Para que esse ciclo seja rompido e se crie um bom ambiente de trabalho, é fundamental que o gestor mude a cultura organizacional da empresa. Dessa forma, ele será capaz de contribuir para o desenvolvimento de profissionais comprometidos, integrados uns aos outros, que reconheçam o valor do trabalho em equipe, compreendam a missão da organização, lidem de forma positiva com os feedbacks, entenda que todos são responsáveis pelo sucesso ou fracasso da empresa e realizem suas atividades com excelência.

Continue a leitura e veja o que mais pode ser feito para fortalecer ainda mais a união entre todos os colaboradores de uma empresa. 

Tudo começa pela liderança

O líder é o principal responsável pela condução de uma equipe ou de um grupo. Neste sentido, a união dos colaboradores dentro da empresa depende bastante de suas ações, da forma como ele se comunica com cada um dos profissionais que estão sob sua liderança, da maneira como procura entender as especificidades, características, personalidade, sonhos, anseios, entre outros pontos de todos eles, que o ajudarão elaborar estratégias eficientes para mantê-los unidos, trabalhando em prol de algo maior, que é o sucesso coletivo e da empresa como um todo.

Definindo o papel de cada um

Após entender as características profissionais de cada indivíduo, é preciso definir os papéis e funções que estes vão assumir dentro da empresa. Fazer isso é essencial, pois torna claro os objetivos individuais e coletivos que eles precisam atender, o que, consequentemente, dá liberdade e autonomia para atuarem, independentemente de estarem em um grupo ou em uma equipe. 

A soma das habilidades

Para fomentar a união entre os colaboradores de uma empresa, não necessariamente é preciso que todos tenham as mesmas habilidades, pelo contrário. O que líderes, gestores e empresários devem se empenhar em fazer é uma soma de habilidades distintas, para que assim haja cada vez mais espaço para a diversidade e todos tenham a oportunidade de contribuir para a melhoria constante dos processos organizacionais com o seu melhor. 

É preciso dialogar sempre

Outro ponto essencial para que a união tenha espaço entre os colaboradores de uma empresa, independentemente de fazerem parte de grupos ou equipes, é manter um canal aberto para que eles sempre dialoguem uns com os outros. Incentivar esta prática é fundamental, pois além de trazerem resultados verdadeiramente efetivos para a organização de uma forma geral, também lhes dá a oportunidade de interagirem, se questionarem, ouvir as opiniões e sugestões dos colegas, assim por diante, sempre levando em consideração o respeito pelo jeito de ser do outro e sua maneira de trabalhar. 

O feedback como grande apoio neste processo

Contar com o feedback como ferramenta de melhoria contínua e também de incentivo da união entre os colaboradores é algo essencial para o alcance de resultados extraordinários neste sentido. Estimular líderes e comunicarem a seus colaboradores os pontos em que eles estão acertando e onde precisam melhorar é algo que vai lhes ajudar a potencializar seus talentos, efetivamente e na prática. 

Além disso, ao observarem esta prática constante na organização, eles poderão também levá-la ao seu dia a dia e, com o tempo, estarão contribuindo com a evolução de seus colegas de trabalho, lhes oferecendo feedbacks assertivos, que lhes darão a oportunidade de crescer e se desenvolver continuamente. 

Desperte o desejo de colaborar

Mesmo que façam parte de grupos de trabalho, os profissionais com este perfil também podem ser incentivados a, sempre que necessário, colocarem-se à disposição para colaborarem com os colegas, no dia a dia dentro da empresa, ajudando-os no que for preciso, para que todos alcancem seus resultados individuais e os objetivos que a organização almeja. 

Despertar este desejo em todos é primordial, pois assim é possível realizar um trabalho de excelência nos negócios, já que as pessoas que fazem parte dele estarão empenhadas em se ajudar mutuamente, contribuindo, assim, para o alcance da alta performance individual e coletiva. 

Ações simples como estas podem fazer toda a diferença, não só que os seus negócios se destaquem no mercado em que você atua, mas também para que seus colaboradores tenham a oportunidade de melhorar continuamente e crescerem em suas carreiras, como sempre sonharam. Invista na união de seus colaboradores e torne a sua empresa cada vez mais bem-sucedida. 

Agora me conte, querida pessoa: sua empresa é composta por grupos ou equipes de trabalho? Que resultados você já alcançou a partir desta composição? Deixe um comentário, falando sobre suas experiências com relação a este assunto e compartilhe o artigo com seus amigos em suas redes sociais.

E aí, curtiu esse conteúdo?

Saiba que ele é apenas a pontinha do iceberg e você pode desenvolver suas habilidades de liderança muito mais. Baixe agora o ebook Leader Coach e aprenda como extrair o máximo resultado da sua equipe.
Preencha o formulário, é de graça.

Copyright: wavebreakmedia / Shutterstock

Deixe seu Comentário

IBC - Instituto Brasileiro de Coaching: Av. Prof. Venerando Freitas Borges, 561 - Setor Jaó - Goiânia/ GO - CEP: 74.673-010