Estados mentais e frequências de ondas cerebrais

feedback no trabalho
As ondas cerebrais são produzidas pela atividade das células cerebrais e estão diretamente ligadas aos diferentes estados de consciência.

Se você é do tipo de pessoa que se interessa por energia, meditação e até mesmo por psicologia, provavelmente já ouviu falar em vibração e em frequências de ondas cerebrais, não é mesmo? É comum ouvirmos alguém dizer que deseja entrar numa “vibração mais relaxada” ou numa “vibração meditativa”, por exemplo.

Mas afinal de contas, o que tudo isso quer dizer? Tudo começou na década de 1930, quando o psiquiatra e neurologista alemão Hans Berger inventou o eletroencefalograma (EEG), método não-invasivo que permite o monitoramento da atividade elétrica do cérebro de uma pessoa.

O método permitiu que fossem identificadas diferentes frequências de ondas cerebrais, e cada uma delas foi relacionada a um estado da mente humana. As ondas refletem a atividade do córtex, uma das partes do cérebro mais desenvolvidas e ricas em neurônios (células cerebrais).

Preencha AGORA o formulário para descobrir!

O que são as ondas cerebrais?

As ondas cerebrais são ondas eletromagnéticas fornecidas pela atividade elétrica das células cerebrais. É possível medir a frequência dessas ondas elétricas por meio de ciclos por segundo ou Hertz (Hz). As ondas cerebrais modificam suas frequências permeadas pela atividade elétrica dos neurônios, já que a amplitude de cada tipo de onda se relaciona diretamente com as mudanças de estados de consciência.

Cada pessoa possui características individuais de atividade das ondas cerebrais. Essas características têm um protótipo e um ritmo, incorporando, frequências Delta, Theta, Alfa, Beta e Gama. Essas frequências aparecem em vários níveis, pois o cérebro está em constante adaptação diante das várias tarefas que o ser humano cumpre em seu dia a dia.

Confira, a seguir, as características e os principais momentos da atividade cerebral em que cada tipo de onda é identificado.

Ondas Delta (1Hz a 3Hz)

Delta é a frequência mais baixa de ondas cerebrais e está ligada ao sono profundo, mas sem sonho. Algumas frequências Delta disponibilizam o hormônio do crescimento humano, chamado de HGH, que é bastante positivo para a reestruturação celular, enquanto dormimos. Isso fortalece o sistema imunológico e as nossas capacidades cognitivas. Esse tipo de onda é registrado com mais frequência em bebês e crianças.

Além disso, essa onda também está relacionada aos movimentos involuntários do organismo, como a respiração, o batimento cardíaco e a digestão. Pessoas cujo EEG indica picos altos de ondas Delta podem estar enfrentando problemas de aprendizagem ou TDAH (Transtorno de Déficit de Atenção com Hiperatividade). Se essas ondas estiverem em picos muito baixos, isso pode indicar um sono deficiente.

Ondas Theta (3,5Hz a 8Hz)

As ondas Theta são geradas pela mente inconsciente. Esse tipo de onda é encontrado no processo anterior ao adormecimento e em sono profundo. É em Theta que ocorre uma conexão profunda com a nossa espiritualidade, com nossas emoções mais profundas, com nossas intuições e com o pensamento criativo.

Quando deixamos a mente “vagar”, deixando os pensamentos passarem e imaginando uma porção de coisas, as ondas Theta “assumem o controle” da mente. Quando aparecem em picos muito elevados, podem estar associadas a quadros depressivos e de falta de atenção. Em picos muito baixos, relacionam-se à ansiedade e à baixa consciência emocional. Em níveis adequados, porém, as ondas Theta favorecem a inteligência emocional, a criatividade e a intuição.

Ondas Alfa (8Hz a 13Hz)

As ondas Alfa são responsáveis por um estado de relaxamento profundo, como o que ocorre durante uma meditação ou oração. É nesse nível mais profundo que as áreas da inteligência, memória, criatividade, inspiração, percepção sensorial e intuição atuam. Trate-se de um momento intermediário entre o relaxamento e o sono, mas a pessoa ainda não está adormecida.

Níveis elevados de ondas Alfa podem nos deixar sem energia ou sem a atenção necessária para executar uma tarefa. Em compensação, níveis muito baixos desse tipo de onda indicam um estado de alerta excessivo, como nos casos de ansiedade, estresse e insônia. Em níveis adequados, por fim, as ondas Alfa promovem os estados mentais de relaxamento, visualização e meditação.

Ondas Beta (12Hz a 33Hz)

Os três primeiros tipos de ondas são aqueles de frequências mais baixas, associados a atividades neuronais mais tranquilas, incluindo o estado de sono, de meditação e de relaxamento. As ondas Beta, por sua vez, já indicam um estado de vigília, consciência, foco e atenção.

Elas são imprescindíveis em procedimentos criativos, já que deixam a pessoa desperta, alerta e com a mente concentrada e pronta para executar trabalhos que necessitam de atenção redobrada ou para aprender a fazer algo. Esta é a onda da cognição e, por este motivo, estão presentes quando estudamos, trabalhamos, pensamos em estratégias, cozinhamos, dirigimos, entre outras atividades que exigem atenção.

Níveis altos de ondas Beta, contudo, podem ser problemáticos, pois indicam um estado de alerta intenso, que pode gerar crises de ansiedade, estresse e pânico. Níveis muito baixos, por sua vez, estão associados a relaxamento ou a baixa energia (quase um estado depressivo). Em níveis adequados, as ondas do tipo nos tornam mais atentos e concentrados para executar tarefas e resolver problemas.

Tenho um convite especial. Quer se conhecer melhor?
Clique aqui e aprenda muito mais sobre si mesmo!

Ondas Gama (25Hz a 100Hz)

As ondas Gama (ou Gamma) possuem a maior onda de frequência, numa vibração extremamente rápida. A ciência ainda não tem muito a dizer sobre esse tipo de onda, já que não é tão comum captá-las nos eletroencefalogramas.

Essa frequência de onda está associada a tarefas que demandam alto poder cognitivo, aprendizagem, memória, capacidade de registrar informações, percepções pessoais e sentidos (processamento de estímulos auditivos, táteis e visuais). Indivíduos com problemas mentais ou de aprendizagem geralmente apresentam atividades em ondas Gama abaixo da média das pessoas.

Esse tipo de onda apresenta picos elevados em estados de felicidade intensa. Estudos também têm demonstrado que, na meditação budista, as ondas Gama promovem um estado de gentileza e de amor profundo por todos os seres.

Como é possível perceber, a mente humana é bastante complexa, de modo que as ondas cerebrais variam conforme a atividade que estamos desempenhando e os estados de consciência que ela nos exige.

Para extrair o que cada frequência pode nos oferecer de melhor, a dica é sempre o equilíbrio: ter atenção nas atividades que assim exigirem, saber a hora de relaxar para amenizar o estresse, ter momentos de meditação e dormir de forma profunda para que acordemos descansados no dia seguinte.

Se você gostou deste artigo, não se esqueça de deixar seu comentário no espaço abaixo e também de compartilhar estas informações com todos os seus amigos, familiares e colegas, por meio das redes sociais. Leve este conteúdo a quem mais possa beneficiar-se dele.

O artigo é bom, né?

No IBC é assim, não custa nada evoluir e alcançar resultados extraordinários. Se você quer seguir por esse caminho de evolução é só baixar o nosso e-book gratuito,
Tudo sobre Coaching. Preencha o formulário abaixo com seus dados para ler.

Imagem: Romanova Natali / Shutterstock

José Roberto Marques

Sobre o autor: José Roberto Marques é referência em Desenvolvimento Humano. Dedicou mais de 30 anos a fim de um propósito, o de fazer com que o ser humano seja capaz de atingir o seu Potencial Infinito! Para isso ele fundou o IBC, Instituto que é reconhecido internacionalmente. Professor convidado pela Universidade de Ohio e Palestrante da Brazil Conference, na Universidade de Harvard, JRM é responsável pela formação de mais de 50 mil Coaches através do PSC - Professional And Self Coaching, cujo os métodos são comprovados cientificamente através de estudo publicado pela UERJ . Além disso, é autor de mais de 50 livros publicados.



*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário

IBC - Instituto Brasileiro de Coaching: Av. Prof. Venerando Freitas Borges, 561 - Setor Jaó - Goiânia/ GO - CEP: 74.673-010