O que a brilhante carreira de Michael Jordan pode nos dizer sobre como alcançar o sucesso

cesta de basquete

Conheça a carreira brilhante de Michael Jordan.

Michael Jordan, ex-jogador de basquete norte-americano, é uma lenda viva do esporte no mundo. Talvez você nunca tenha assistido a um jogo completo de basquete, mas provavelmente já ouviu o nome dele.

Jordan conseguiu elevar a maior liga profissional de basquete, a NBA, a outro nível. E com certeza é um dos responsáveis pela popularização do esporte fora dos Estados Unidos. Influenciou crianças e adultos espalhados pelos mais diversos lugares do globo terrestre.

O ex-atleta coleciona números: foi seis vezes campeão da NBA; eleito cinco vezes o melhor jogador da temporada regular; seis vezes o melhor jogador das finais; cestinha (jogador que faz o maior número de pontos) da liga em dez temporadas; duas vezes campeão olímpico e nas olimpíadas de Barcelona (1992) integrou a melhor seleção mundial de basquete da história. Definitivamente, o Pelé das quadras de basquete.

São poucas pessoas no mundo que são referência em sua área profissional como ele é. Com certeza, temos muitas coisas a aprender com o Michael Jordan. No artigo a seguir iremos falar mais a respeito das valiosas lições que podemos aprender com esse grande ídolo do basquete mundial. Vamos começar? 

Lições valiosas que podemos aprender com Michael Jordan 

O atleta que se tornou um verdadeiro símbolo para seu esporte tem muito a ensinar. Mais do que um exímio jogador de basquete, Jordan também era uma liderança dentro das quadras. Ser bom no que faz e ainda inspirar pessoas do mundo todo é algo que poucos conseguem fazer com tanta maestria. Veja algumas lições que esse ícone do esporte mundial tem a nos ensinar:

1. Decisivo até o último segundo

No basquete existe uma situação que é chamada de Clutch Time, quando o cronômetro está perto de zerar, com certeza, um dos momentos de maior pressão. Afinal, uma cesta pode trazer a vitória ou levar à derrota. 

Por diversas vezes o time confiava ao Jordan o último “chute”, sabiam que ele era decisivo. Isso porque ele era um jogador com um alto poder de precisão. Para alcançarmos o sucesso e termos a confiança de nossa equipe, devemos estar sempre preparados.

Para ser tão preciso, Jordan treinava incansavelmente esse lance. A lição que fica é a de que precisamos nos concentrar e dedicar para alcançar a taxa de sucesso desejada. Você tem colocado o seu melhor nas suas tarefas? Questionar-se a esse respeito de tempos em tempos é essencial para ser bem-sucedido. 

2. Sua história não começa nos melhores momentos

Até chegar a ser o maior jogador de basquete da história, Michael Jordan treinou bastante. E depois de ter se tornado o maior, continuou treinando. Ele sempre foi o primeiro a chegar aos treinos e o último a sair. Para trilhar os caminhos do sucesso, não há dúvidas de que precisamos nos dedicar ao máximo.

O fato de alcançar bons resultados não significa que você já sabe tudo o que há para saber. Ainda existe muito a descobrir e a se aperfeiçoar. Manter-se na busca pela constante qualificação é a melhor estratégia para ser mais competitivo. Tenha em mente que sempre há algo que você pode melhorar. 

3. Superação

Jordan errou mais de 9 mil arremessos, perdeu mais de 300 jogos, falhou 26 vezes em que seu time confiou a ele o “chute” da vitória. Mas ele superou todos esses erros. Em vez de desistir, ele continuou, treinou e se superou. Não somos perfeitos e podemos cometer erros. 

O que diferencia aqueles que al0ançam seus objetivos e aqueles que desistem está em como reagem ao erro. Uns apenas desanimam e desistem, já outros usam o erro para encontrar o caminho correto e alcançar a vitória. Errar é essencial para que se possa aprender para na próxima vez fazer corretamente. 

Entender o erro como uma oportunidade de crescimento e um incentivo para crescer é determinante para o sucesso. Quando Jordan falhava no lance decisivo sabia que precisava usar a frustração como combustível para conseguir treinar mais. 

Em um comercial, certa vez Michael Jordan disse: “Eu falhei uma vez e outra e outra e novamente em minha vida. E é por isso que tenho sucesso.” Comercial ou não, publicidade ou não, os números provam que isso é um fato.

4. Trabalho em equipe

Michael Jordan era o líder da brilhante equipe do Chicago Bulls, o grupo conquistou seis vezes o troféu da NBA. O time era conhecido como “dream team” (time dos sonhos) e embora Jordan tivesse grande responsabilidade nisso sabia reconhecer a importância da equipe. Como já diz o ditado popular, uma andorinha só não faz verão. Apoiar-se numa boa equipe é fundamental para qualquer liderança.

A equipe contava com excelentes jogadores que estavam engajados e alinhados para a conquista de um objetivo em comum. Dessa forma, Jordan funcionava para o time como o elo entre o grupo e o sonho de ser campeão. Na vida profissional é determinante reconhecer e valorizar as pessoas que caminham ao seu lado para realizar as metas.

5. Nunca se acomode

Quando Michael Jordan guiou o Chicago Bulls para a primeira conquista da NBA, em 1991, a equipe poderia ter se acomodado. No entanto, nem o jogador e nem a equipe estavam satisfeitos em vencer apenas uma vez. O ritual de erguer a taça foi repetido mais cinco vezes por Jordan à frente da equipe. A grande lição que fica é a de não se acomodar.

Ao realizar um objetivo é importante ter outro objetivo em mente para perseguir. Se você perde a visão dos objetivos acaba se perdendo na sua própria forma de trabalhar. É importante ter um lugar a que se quer chegar para não ficar parado. 

Somente quem tem objetivos que o movem consegue ir adiante na carreira. Para se tornar o melhor no que faz você deve estar sempre em busca de se aperfeiçoar em tudo o que faz. Para alcançar o sucesso é necessário esticar o seu braço o bastante para pegar o que quer. 

Gostou de conhecer mais sobre a carreira brilhante de Michael Jordan? Use essas lições para alavancar o seu crescimento profissional!

José Roberto Marques

Sobre o autor: José Roberto Marques é referência em Desenvolvimento Humano. Dedicou mais de 30 anos a fim de um propósito, o de fazer com que o ser humano seja capaz de atingir o seu Potencial Infinito! Para isso ele fundou o IBC, Instituto que é reconhecido internacionalmente. Professor convidado pela Universidade de Ohio e Palestrante da Brazil Conference, na Universidade de Harvard, JRM é responsável pela formação de mais de 50 mil Coaches através do PSC - Professional And Self Coaching, cujo os métodos são comprovados cientificamente através de estudo publicado pela UERJ . Além disso, é autor de mais de 50 livros publicados.



*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário

IBC - Instituto Brasileiro de Coaching: Av. Prof. Venerando Freitas Borges, 561 - Setor Jaó - Goiânia/ GO - CEP: 74.673-010
CNPJ: 31.328.744/0001-63

This will close in 0 seconds