Por que faltam profissionais qualificados no mercado de trabalho?

grupo de profissionais

Saiba como se qualificar de acordo com as exigências do mercado.

A falta de profissionais qualificados no mercado de trabalho é, hoje, a maior preocupação das organizações e departamentos de RH. Com o avanço do mercado, o “apagão profissional” tem aumentado a cada dia, e a busca por profissionais qualificados tem sido cada vez maior.

A verdade é que profissionais existem aos montes, mas faltam profissionais qualificados no mercado de trabalho, ou seja, com competências técnicas e comportamentais adequadas às exigências de cada atividade. Uma pesquisa feita com 1,6 mil empresas de todo o país mostrou que a cada 10 indústrias, 7 sentem dificuldades em encontrar mão de obra qualificada.

Isso quer dizer que, para quem se qualificar, oportunidades existirão. A questão é: o que podemos fazer para obter essa qualificação? A seguir, você vai conferir 7 dicas nesse sentido. Boa leitura!

A felicidade é imprescindível para o bom desempenho profissional!
Clique aqui, faça nosso “TESTE” e descubra como anda sua felicidade!

O que fazer quando faltam profissionais no mercado?

Confira algumas dicas e saiba como se qualificar de acordo com as exigências do mercado.

1. Busque aperfeiçoamento constante

O aperfeiçoamento é fundamental a qualquer profissional que busca uma boa colocação e uma carreira de sucesso. Invista em especializações, faça cursos na sua área de atuação, aprenda novas línguas e participe de treinamentos que a sua própria empresa pode oferecer.

Quanto mais conhecimentos você adquirir, maiores serão as suas chances de ser contratado para uma boa vaga. O conhecimento é o que há de mais poderoso no mundo. Você pode ter 1 bilhão de reais, mas, se não souber o que fazer com essa quantia, de nada adiantará possuí-la, não é mesmo? Portanto, amplie o seu conhecimento. Não se trata de um gasto, mas sim de um investimento.

2. Obtenha experiência

Uma das causas mais frequentes da não contratação de profissionais, principalmente jovens em início de carreira, é a falta de experiência, mas isso também atinge profissionais com graduação e pós-graduação.

É cada vez mais notório que a graduação não garante o emprego. É fundamental que haja um elo entre o conhecimento técnico e o prático. Por isso, a experiência conta muito na hora de buscar uma vaga no mercado de trabalho. Uma dica para quem deseja ganhar experiência é optar pelos estágios ou programas de aperfeiçoamento de curta duração. Até mesmo trabalhos voluntários podem ser um ponto de partida para quem não sabe como começar. Experimente!

3. Leia bastante

Outra dica importante é manter-se bem informado. Lembre-se de que informação nunca é demais e que, quanto mais você souber, melhor para o seu currículo e para o seu desempenho profissional. Pesquise as novidades do mercado e, principalmente, da sua área. Isso pode ajudar muito na hora de uma contratação. Antecipe-se!

Além do mais, mesmo a leitura por prazer pode ajudá-lo. Ela amplia a sua criatividade, a sua capacidade de imaginar cenários, as suas competências comunicacionais, o seu vocabulário, entre outros aspectos tão essenciais ao dia a dia de trabalho. A clareza de comunicação é um recurso essencial para o sucesso e, infelizmente, raro de encontrar.

4. Converse com profissionais mais experientes

Por mais que as dicas deste artigo possam ser aplicadas a todas as áreas profissionais, não podemos negar que cada segmento tem os seus macetes. Por isso, ao definir os seus objetivos profissionais, um meio de qualificar-se é também conversar com pessoas mais experientes, de preferência que já alcançaram as metas que você definiu para si.

Essas pessoas podem dar conselhos, recomendar livros, sugerir cursos e orientar-lhe de forma prática para que você progrida no caminho escolhido. É como uma mentoria, em que o mais sábio compartilha os seus conhecimentos com o iniciante. Procure alguém com essas características que possa auxiliá-lo.

5. Acompanhe as tendências

Além de ler as teorias da sua profissão, lembre-se de acompanhar as notícias, os blogs e até mesmo as redes sociais de profissionais bem-sucedidos e conhecidos da sua área. É importante seguir essas pessoas e portais, uma vez que é neles que encontramos as principais novidades e tendências.

É fundamental saber o que há de novo, tanto na sua área como em outras que possam servir de inspiração para o seu trabalho. Nesse sentido, fique atento às notícias das empresas nacionais e internacionais. Muito do que se faz hoje no Brasil teve início em outros países. Por isso, antecipe-se e monitore as tendências.

6. Participe dos eventos da sua área

Você participa de palestras, feiras, exposições, congressos e workshops com os profissionais do seu segmento? Se a resposta for “não”, saiba que você está perdendo valiosas oportunidades. Esse tipo de evento sempre possibilita o aprendizado das novidades da área, bem como o resgate e a reciclagem de competências que podem ter “adormecido” no dia a dia.

Além do mais, essas são ocasiões perfeitas para conhecer novas pessoas do seu segmento e trocar experiências com elas. Quem sabe não surge uma boa parceria de negócios? Aproveite os eventos para fazer networking, ampliando e fortalecendo a sua rede de contatos.

7. Desenvolva novas habilidades e competências

Por fim, saiba que, segundo pesquisas, o talento é um dos principais pontos que diferenciam um candidato do outro. O talento está ligado a competências adicionais, a entregar algo a mais às organizações. Em outras palavras, não basta apenas que você tenha a qualificação técnica para a vaga oferecida, é fundamental que você tenha diversas habilidades que o coloquem ainda mais à frente e supere as expectativas da empresa contratante.

O que as corporações procuram são profissionais que façam além das suas obrigações e que façam a diferença no ambiente de trabalho. O coaching pode ser um ótimo aliado nesse processo, pois é uma excelente metodologia de desenvolvimento humano, sendo indicada a todos aqueles que buscam aperfeiçoamento e desenvolvimento — tanto pessoal quanto profissional.

Ao vivenciar o processo de coaching, é possível aprimorar competências e desenvolver novas habilidades, como: comunicação eficiente, delegação e negociação assertivas, visão sistêmica, planejamento estratégico, metas e objetivos tangíveis, gestão do tempo, foco, criatividade, capacidade para trabalhar em equipe e ouvir na essência, desenvolvimento de lideranças, entre outros. Fazendo coaching e seguindo as dicas acima, certamente não faltarão mais profissionais qualificados no mercado de trabalho!

E você, querida pessoa, tem colocado as dicas acima em prática? O que tem feito para se qualificar e acompanhar as exigências do mercado de trabalho? Deixe o seu comentário no espaço a seguir. Além do mais, que tal levar estas informações a todos os seus amigos, colegas de trabalho, familiares e a quem mais possa se beneficiar delas? Compartilhe este artigo nas suas redes sociais!

José Roberto Marques

Sobre o autor: José Roberto Marques é referência em Desenvolvimento Humano. Dedicou mais de 30 anos a fim de um propósito, o de fazer com que o ser humano seja capaz de atingir o seu Potencial Infinito! Para isso ele fundou o IBC, Instituto que é reconhecido internacionalmente. Professor convidado pela Universidade de Ohio e Palestrante da Brazil Conference, na Universidade de Harvard, JRM é responsável pela formação de mais de 50 mil Coaches através do PSC - Professional And Self Coaching, cujo os métodos são comprovados cientificamente através de estudo publicado pela UERJ . Além disso, é autor de mais de 50 livros publicados.



*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário

IBC - Instituto Brasileiro de Coaching: Av. Prof. Venerando Freitas Borges, 561 - Setor Jaó - Goiânia/ GO - CEP: 74.673-010
CNPJ: 31.328.744/0001-63

This will close in 0 seconds