Quais são as causas, sintomas e tratamento do estresse

homem estressado

© Depositphotos.com / alphaspirit O estresse é um estado no qual o indivíduo, ao se submeter a muitas situações que exigem muito do corpo e mente, apresenta diversas alterações corporais e emocionais.

Estamos acostumados a viver em um ritmo acelerado, desempenhando diversas tarefas ao mesmo tempo e com prazos curtíssimos. Por conta disso, o estresse se tornou um problema comum entre as pessoas que estão submetidas a esse ritmo frenético no seu cotidiano. Trata-se de uma resposta do organismo para a carga excessiva de atividades do dia a dia. Saiba mais a seguir.

Fique atento!

Mesmo que não seja oficialmente considerado uma enfermidade, o estresse é um estado no qual o indivíduo, ao se submeter a muitas situações que exigem muito do corpo e mente, apresenta diversas alterações corporais e emocionais. Ao passar por situações estressoras, o organismo libera hormônios que levam ao aceleramento dos batimentos cardíacos, do ritmo respiratório, além de sudorese e tensão muscular. Essa é uma reação natural de defesa do corpo, que se prepara para situações inesperadas, mas que pode gerar danos quando este estado defensivo se torna permanente.

As causas do estresse estão associadas a ocasiões em que os indivíduos são submetidos a sentimentos de apreensão, ansiedade ou preocupação com algo ou algum evento, uma rotina sobrecarregada por tarefas diversas e ainda determinadas substâncias como a cafeína, álcool, drogas e tabaco.

Existem diversas reações do corpo que podem ser consideradas sintomas do estresse, tais como: depressão, dificuldade de concentração, nervosismo, cansaço, irritabilidade, ansiedade, dificuldade para dormir, aceleramento do coração, da respiração, dores nas costas e no pescoço, resfriados recorrentes, gastrite, azia, diarreia, úlcera, coceira no corpo e boca seca.

O estresse não possui um tratamento formalizado e específico. As recomendações especializadas sugerem mudança de hábitos em diversos aspectos. São eles:

Balanceie a sua alimentação

O esforço do corpo para compensar a falta de alguns nutrientes causa desgaste e intensifica o estresse. Em contrapartida, quando está munido de todos os nutrientes que necessita, o corpo funciona melhor, provendo mais energia e disposição.

Em casos de estresse crônico, o consumo de cafeína, açúcar e sal pode agravar esse estado no indivíduo.

Exercite-se

Ao realizar exercícios físicos, liberamos hormônios que potencializam o funcionamento do corpo. A adrenalina, por exemplo, reduz o estresse, enquanto a endorfina gera prazer e propicia melhorias à qualidade do sono. O GH, por sua vez, proporciona sensação de bem estar.

Ria mais

Os indivíduos que riem mais sofrem menos com o estresse. Diversas pesquisas chegaram a essa constatação: ao dar risada, o indivíduo estimula a liberação de endorfina e alcança um estado de bem estar, aumentando a pressão arterial e a frequência do coração, propiciando relaxamento do corpo.

Quem ri das coisas, enxerga-as sob uma perspectiva diferente, na qual os problemas não são tão importantes e não causam tanto incômodo. Por isso, ria até de seus problemas!

Durma mais

Dormir é a melhor maneira de proporcionar descanso ao nosso corpo, permitindo que ele recupere as forças e esteja em melhores condições para lidar com as situações que geram estresse.

Atenção à respiração

Ao atentar-se a própria respiração, o indivíduo focaliza-se nessa única atividade, afastando os pensamentos que causam apreensão. O ato de respirar conscientemente, regulando a cadência do processo, nos leva a controlar a ansiedade, uma vez que o estado de ansiedade tende a apresentar respiração rasa e rápida.

Diminua o ritmo

Não assuma tarefas se já estiver sobrecarregado e, assim, evite se sentir pressionado a realizar atividades em um curto período de tempo. Atribua sua atenção a uma tarefa de cada vez, reserve pequenos intervalos durante o trabalho para alongar, evite ficar o dia inteiro ligado no celular e reserve um momento para você descansar a cabeça, relaxar e se distrair.

É importante lembrar que o estresse contínuo pode levar a doenças sérias, como hipertensão, gastrite, depressão, contração muscular crônica e até alguns tipos de câncer. Por isso, o problema deve ser tratado com seriedade, e não apenas como uma falta de tempo para relaxar. Busque levar uma vida mais equilibrada e priorize sua saúde.

E você, esteve estressado ultimamente? Compartilhe esse artigo com amigos e os ajude a prevenir e tratar o estresse.

O artigo é bom, né?

No IBC é assim, não custa nada evoluir e alcançar resultados extraordinários. Se você quer seguir por esse caminho de evolução é só baixar o nosso e-book gratuito,
Tudo sobre Coaching. Preencha o formulário abaixo com seus dados para ler.
Deixe seu Comentário

IBC - Instituto Brasileiro de Coaching: Av. Prof. Venerando Freitas Borges, 561 - Setor Jaó - Goiânia/ GO - CEP: 74.673-010