Amor verdadeiro: é possível definir?

Amor verdadeiro

Saiba como é possível definir um amor verdadeiro.

 

O que não falta nesse mundo são referências românticas à procura, encontro e a perda do verdadeiro amor. Basta fazer uma rápida busca para encontrar listas e mais listas de filmes, séries, programas de TV, livros, poemas, crônicas, músicas, videoclipes e tantas outras formas de arte e entretenimento que expressam o amor em diversas formas e fases. Mas, você já conseguiu definir o que é amor verdadeiro sem se basear em nenhum desses materiais? Antes de responder, continue a ler o texto para entender mais sobre esse tema.

Quer saber mais sobre a metodologia do coaching?

Vamos liberar o acesso para você só hoje!

Relacionamentos amorosos diferentes

Muitos podem dizer que é possível construir essa definição a partir dos relacionamentos reais que temos no dia a dia. Por exemplo, a relação amorosa o seu companheiro ou companheiro, as amizades, a ligação entre os pais e os filhos, o relacionamento com outros familiares e por aí vai.

Geralmente, uma pessoa possui mais de uma conexão amorosa, independentemente da classificação que esta tenha. Considerando todos os tipos de relacionamentos, será que é possível escolher qual é o mais importante? É essencial lembrar que as pessoas podem ter importâncias iguais para as outras só que de formas diferentes.

O cuidado eterno

Mais essencial do que encontrar o amor verdadeiro é saber cuidar dessa conexão. O cuidado deve ser constante para que esse relacionamento não fique enfraquecido. Isso não quer dizer que é obrigatório comprar presentes sempre que possível. O ato de presentear é bonito e importante, mas não deve ser único. Marcar presença, estar ali em momentos felizes e tristes, preocupar-se e estar disponível são outras ações fundamentais e que, às vezes, são muito mais significativas do que gastar dinheiro.

As conexões distantes

Acima você pode ler sobre a importância de se cuidar do relacionamento construído. Afinal, de que adianta se doar para algo e simplesmente esquecer-se, não é mesmo? Porém, mesmo com todo o amor do mundo, é possível que algumas relações acabem se distanciando. As causas podem variar entre uma situação problemática que abalou a ligação, a distância física, uma terceira pessoa que teve grande influência negativa ou o tempo.

Apesar da gravidade da origem do distanciamento, existem fusões que não são possíveis de serem desfeitas. Por isso, mesmo com todos os obstáculos ainda existe o amor. E, mesmo que ele ainda não seja lembrado diariamente, ainda existe.

O coaching como ferramenta da vida pessoal

Como você já deve ter lido aqui no portal do Instituto Brasileiro de Coaching (IBC), o coaching é uma poderosa ferramenta capaz de transformar a vida das pessoas de um jeito positivo. O método ensina você a entender quais são suas características positivas que podem ser potencializadas e quais são as negativas, que merecem uma alteração para que não seja apenas sabotadoras. Mais do que se compreender, você também aprenderá a se desenvolver um pouco mais todos os dias. Afinal, é essencial evoluir e não ficar estagnado, não é mesmo?

Além do autoconhecimento e do autodesenvolvimento, o coaching possui diversas técnicas que podem lhe ajudar a ser uma pessoa melhor em âmbito pessoal ou profissional. E é aí que entra o tema do artigo, o amor verdadeiro. A busca, encontro ou perda de um sentimento tão forte como esse pode ter consequências boas ou ruins.

Imagine um indivíduo que fica durante anos procurando pelo par perfeito em detrimento de evoluir e se destacar profissionalmente. Agora pense na pessoa que está vivendo um grande amor, mas se esquece de viver nas outras esferas da vida. Ainda existem os casos de pessoas que perdem o companheiro ou companheira e acabam entrando em uma onda muito triste, deixando de se esforçar para os outros setores.

Claro que também existe o lado de quem não se recorda de viver o âmbito do amor na vida pessoal. Mesmo tendo encontrado o par ideal, uma pessoa pode dar atenção somente ao trabalho e não cuidar do relacionamento amoroso. Outro exemplo é aquele que, após um término de relacionamento, passa a trabalhar loucamente e esquece-se de construir uma vida pessoal, mesmo que rodeado de amigos e familiares.

Exemplos não faltam para ilustrar a falta de equilíbrio entre a vida pessoal e profissional. Não existe fórmula mágica, existe apenas uma recomendação valiosa: balanceamento. Reflita sobre as suas escolhas e atitudes, tentando entender se realmente está se dedicando como deveria ao trabalho ou ao que faz fora dele.

Você já perguntou a si mesmo se é verdadeiramente feliz?
Clique aqui e descubra qual é o grau da sua felicidade!

O coaching de relacionamento

Dentro do universo coaching, existem diversas vertentes que se encaixam perfeitamente no momento em que você se encontra agora. Basta procurar aqui no portal do IBC ou conversar com um dos nossos atendentes. Uma das linhas muito interessantes do método aqui no IBC é o coaching de relacionamento.

Essa técnica trabalha questões essenciais dentro de uma relação, tais como a timidez, baixa autoestima, insegurança, itens do subconsciente e muito mais. O objetivo é encontrar quais são os pontos que estão sabotando a felicidade do casal. É esse se fosse um profundo exercício de autoconhecimento e autodesenvolvimento só para um casal. Com esse trabalho, o coaching contribui para a construção de um bom relacionamento, falando com o ser humano de forma plena e com empatia para abordar todas as questões de cada universo particular.

Para trabalhar corretamente com cada par, é essencial que o coach apresente todos os formatos e entenda, junto com os dois, qual é o melhor para o momento deles. O coaching de relacionamento pode trabalhar de duas formas, conheça:

Coaching de casais: são de duas a quatro sessões feitas com o coach e o casal. A ideia é conversar para identificar as necessidades e dificuldades que cada parte dos relacionados passa. Somente após emergir nessa situação que o coach faz sessões individuais para trabalhar os pontos de cada um. Após essa fase, o coach volta com as sessões em dupla para alinhar os pontos.

Coaching individual: em sessões semanais, o coach usa de técnicas e ferramentas que variam de acordo com a história de cada coachee (cliente). Ao conhecer bem a pessoa, o coach é capaz de escolher o melhor método e mergulhar nele para compreender quais são os pontos positivos e aqueles a se desenvolver do coachee.

Viu como o coaching pode ajudar em diversos setores da sua vida? Agora é a hora de refletir para entender como buscar e usar o que há de melhor em você. Não deixe de trabalhar o seu máximo, de potencializar as suas qualidades por causa de outra pessoa ou de alguma situação.

Gostou do artigo? Compartilhe nas suas redes sociais.

 

Copyright: 307688174 – https://www.shutterstock.com/pt/g/pixelrain

*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário

IBC - Instituto Brasileiro de Coaching: Av. Prof. Venerando Freitas Borges, 561 - Setor Jaó - Goiânia/ GO - CEP: 74.673-010