Investir e reter os talentos dentro das organizações

Equipe de um escritório parabenizando um dos colaboradores

Aprenda a reter talentos em sua organização.

Reter talentos consiste em adotar estratégias, práticas e políticas que estimulem o desejo de permanência dos colaboradores na empresa. Em um cenário de mercado extremamente competitivo, se mostra crucial investir na conquista e retenção dos talentos. Bons profissionais contribuem para que as organizações se tornem mais inovadoras, em médio e longo prazo pode ser decisivo investir na retenção.

Preencha AGORA o formulário para descobrir!

O que é retenção de talentos?

A retenção de talentos é um conjunto de estratégias, práticas e políticas voltadas para manter os colaboradores de uma empresa. Há diversos métodos que podem ser usados para incentivar que os profissionais desejem permanecer nas companhias.

Para que a retenção se efetive, é necessário manter os profissionais motivados. Trata-se de um trabalho que demanda grande disposição por parte dos gestores e líderes do setor de recursos humanos. Além de estar disposto a investir na retenção, é essencial saber como fazer esse trabalho.

Quer descobrir qual grau da sua felicidade?
Clique aqui e acesse o “Termômetro da Felicidade”!

Importância da retenção de talentos

O capital humano é um bem precioso, precisamos concordar que esse é o grande diferencial para as organizações. Ter no quadro de colaboradores, profissionais talentosos, especializados e proativos, faz com que a empresa se torne mais competitiva no mercado.

Segundo uma análise da Associação Brasileira de Recursos Humanos (ABRH), a mão de obra especializada está cada vez mais escassa e quando a companhia a possui, precisa criar meios para investir e reter os seus talentos.  Esse é o grande desafio das organizações: não investir somente nas boas condições de trabalho, mas também mostrar aos seus colaboradores que se preocupam com o seu bem-estar e seu desenvolvimento, tanto pessoal como profissional.

O caminho para a retenção desses talentos inicia-se desde a seleção. É importante que o departamento de Recursos Humanos esteja sempre atento ao perfil comportamental dos seus funcionários para poder identificar quando alguém se encontrar desmotivado. Por isso, sempre se deve buscar entender quais são os motivos que os levaram a esse ponto e, então, encontrar uma forma de ajudá-lo, retê-lo e desenvolvê-lo na companhia.

Dicas de como investir e reter talentos dentro das organizações

Muitos gestores se enganam ao pensar que a retenção de talentos se baseia apenas em oferecer um bom salário e alguns benefícios. Para que os profissionais tenham o desejo de permanecer na empresa, é importante que recebam aquilo que estão buscando. Vale dizer que cada talento tem uma busca diferente.

Veja, a seguir, algumas dicas que vão tornar mais eficiente a retenção dos talentos da sua empresa.

1. Processos seletivos bem planejados

A retenção de talentos começa antes da contratação dos profissionais. As empresas precisam focar na realização de processos seletivos que levem à contratação dos colaboradores certos para cada função. O investimento em retenção de talentos somente se justifica se os profissionais forem realmente relevantes para o quadro da companhia.

O processo seletivo deve ir além da leitura de currículos. Os profissionais selecionados devem ter habilidades específicas para preencher a vaga. Características pessoais podem ser determinantes para que um indivíduo se encaixe na cultura organizacional. Para conseguir fazer uma avaliação mais profunda é importante investir em um processo seletivo em etapas.

A quantidade de etapas varia de acordo com o tamanho da companhia e a quantidade de candidatos para a vaga. É interessante que, quanto mais pessoas se candidatarem, mais filtros sejam utilizados. Além de analisar o currículo, é válido realizar testes técnicos, dinâmicas em grupo e entrevistas.

2. Plano de carreira sólido

Uma das melhores estratégias para reter talentos é desenvolver bons planos de carreira para os colaboradores. Oferecer perspectivas de crescimento para os profissionais dentro da companhia ajudará a estimulá-los a ficar. A rotatividade elevada é estimulada por um mercado fervilhante de oportunidades. Se não encontra o que busca em uma empresa, o funcionário pode simplesmente ir para outra.

A possibilidade de evoluir na companhia em que se está faz com que os funcionários escolham ficar. Para os empreendimentos, é positivo trabalhar com o desenvolvimento de seus colaboradores. Quando os cargos de liderança são assumidos por colaboradores que já fazem parte do time, é possível ganhar em engajamento e conhecimento.

Montar um plano de carreira em uma empresa demanda saber por que e de que maneira os funcionários desejam construir sua vida profissional. O ideal é pesquisar para identificar habilidades, competências e desejos de crescimento. Saber como os profissionais se veem no futuro é determinante para acertar nessa estratégia.

3. Segurança profissional

Sentir-se seguro no trabalho é fundamental para manter os colaboradores motivados e evitar que eles busquem por novas oportunidades. Além de se tornarem mais produtivos, os profissionais seguros conseguem se desenvolver melhor em suas funções. A segurança no trabalho diz respeito a não levar sustos e nem viver sob a ameaça de uma demissão iminente.

Estabilidade e um ambiente de trabalho salutar se convertem no desejo de permanecer. Profissionais que têm uma vida tranquila na empresa em que estão levam esse ponto em consideração antes de pensarem em mudar de trabalho. Outro ponto relevante a considerar no tocante à segurança é montar uma Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA).

Trata-se de uma comissão eleita pela própria companhia cujo objetivo é estabelecer regras a serem seguidas pela organização. A CIPA é responsável por cuidar da saúde física e mental dos colaboradores. O bem-estar dos funcionários é a grande prioridade dessa comissão.

4. Clima organizacional

Quando o clima organizacional não é bom, pode acontecer de os profissionais desejarem deixar a companhia, independentemente das vantagens. É bem difícil se manter motivado em um ambiente cercado por intrigas e discussões com os colegas. Além de não contribuir para a retenção de talentos, um clima organizacional ruim impacta negativamente na produtividade.

Dentre os aspectos que podem tornar o clima organizacional pesado estão cobranças excessivas e competitividade agressiva. Os líderes têm um papel muito relevante na construção desse clima. É importante que as lideranças estejam preparadas para estar nesse lugar e consigam conduzir os seus liderados com serenidade.

O ambiente da empresa precisa ser agradável e suscitar os profissionais a entregar o seu melhor. O engajamento e o desejo de permanecer dependem de como o funcionário se sente quando chega à companhia. Se, ao chegar ao trabalho, o profissional se sente mal e com sua energia sugada é bem possível que comece a cogitar encontrar outro emprego.

5. Ofereça benefícios

Um bom salário nem sempre é o suficiente para que um colaborador opte por permanecer na sua empresa. Uma forma de incentivá-lo a ficar no quadro de funcionários é considerar a oferta de benefícios. Esses benefícios podem ser financeiros, mas também se estender para a melhoria da qualidade de vida dos profissionais.

Oferecer bônus e aumentos salariais de tempos em tempos com certeza ajuda nesse trabalho de retenção. Também é interessante ampliar a gama de benefícios para além dos obrigatórios. Para oferecer benefícios pertinentes é válido fazer uma pesquisa junto aos seus colaboradores para saber o que eles almejam. Um desconto em uma academia ou ter dias de folga como prêmio por um bom desempenho podem ser alternativas interessantes.

Planos de saúde e planos de aposentadoria podem fazer os olhos de alguns profissionais brilharem. No entanto, todo e qualquer benefício somente se torna um incentivo para permanecer se for o que os profissionais desejam.

Gostou de saber mais sobre como reter talentos dentro das organizações? Navegue pelo Portal IBC para conferir mais conteúdos sobre RH e Gestão de Pessoas, Coaching, Empreendedorismo e muito mais!

O artigo é bom, né?

No IBC é assim, não custa nada evoluir e alcançar resultados extraordinários. Se você quer seguir por esse caminho de evolução é só baixar o nosso e-book gratuito,
Tudo sobre Coaching. Preencha o formulário abaixo com seus dados para ler.
José Roberto Marques

Sobre o autor: José Roberto Marques é referência em Desenvolvimento Humano. Dedicou mais de 30 anos a fim de um propósito, o de fazer com que o ser humano seja capaz de atingir o seu Potencial Infinito! Para isso ele fundou o IBC, Instituto que é reconhecido internacionalmente. Professor convidado pela Universidade de Ohio e Palestrante da Brazil Conference, na Universidade de Harvard, JRM é responsável pela formação de mais de 50 mil Coaches através do PSC - Professional And Self Coaching, cujo os métodos são comprovados cientificamente através de estudo publicado pela UERJ . Além disso, é autor de mais de 50 livros publicados.



*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário

IBC - Instituto Brasileiro de Coaching: Av. Prof. Venerando Freitas Borges, 561 - Setor Jaó - Goiânia/ GO - CEP: 74.673-010