Porque e como devemos dar um feedback

gestora dando um feedback

Entenda quais são as razões que o feedback possui e como ele deve ser feito.

O feedback é uma das maneiras mais efetivas de avaliar a performance e produtividade de profissionais, colaboradores e equipes de qualquer empresa ou instituição. Além disso, é um importante instrumento para a gestão corporativa, pois permite mensurar se as conquistas e resultados alcançados estão alinhados com as expectativas da organização.

Continue lendo para saber mais a respeito dos motivos pelos quais devemos dar um feedback, além de dicas de como fazer isso da maneira certa. Acompanhe!

Preencha AGORA o formulário para descobrir!

Por que devemos dar um feedback?

Feedback nada mais é do que “dar um retorno”, ou seja, um repasse de informações sobre os comportamentos, atitudes e o desempenho da pessoa em questão. Quando realizado de maneira profissional, isso pode promover e estimular melhorias e desenvolvimento contínuo nos colaboradores presentes na organização.

Pode também ser um ótimo auxílio para aprimorar capacidades e talentos, desenvolver novas habilidades, identificar pontos fortes e aspectos profissionais que precisam ser aperfeiçoados ou mais bem trabalhados.

Um feedback eficaz é aquele que tem como principal objetivo a melhoria dos profissionais, e não apenas ressalta aspectos negativos no seu comportamento ou forma de trabalhar. Para não ser temido e nem visto como “perseguição”, esse retorno deve ser realizado de maneira imparcial e como uma oportunidade de crescimento pessoal e profissional.

Com funcionários bem orientados e motivados, a rotatividade da empresa diminui. Afinal, ela passará a ser vista como um local de aprendizado, desenvolvimento e crescimento, além de estabelecer uma relação de confiança entre as equipes e seus superiores.

Principais benefícios do feedback no trabalho

Quando feito da forma certa, o feedback pode trazer muitos benefícios para uma empresa. Veja quais são os principais a seguir!

Mais motivação

Através de feedbacks bem feitos, os colaboradores sentem que a empresa se preocupa verdadeiramente com eles. Assim, se tornam mais motivados para se dedicarem às suas atividades.

Relacionamentos mais positivos

Quando os funcionários se sentem valorizados e acolhidos pela empresa, além de serem tratados igualmente, os relacionamentos se tornam mais positivos. Isso é muito bom porque fortalece o trabalho colaborativo.

Melhora no desempenho

Com mais motivação e relacionamentos positivos entre os colegas, o desempenho aumenta significativamente. Trata-se de uma consequência natural de um ambiente em que a sinceridade e o diálogo aberto estão presentes.

Aprendizado contínuo

O feedback realizado com a intenção de estimular o crescimento se torna uma mola propulsora para o aprendizado contínuo. Para tornar isso ainda mais forte, é interessante que a empresa invista na capacitação da equipe através de cursos, treinamentos e da troca de conhecimento entre todos.

Fortalecimento da autoconfiança

Mais um benefício do feedback para as empresas é o fortalecimento da autoconfiança dos colaboradores. Afinal, por meio dessas conversas com os superiores eles ficam sabendo em quais pontos estão indo bem e quais precisam desenvolver. Isso cria uma base segura para que cada um aja de modo assertivo e dando o seu melhor.

A felicidade é imprescindível para o bom desempenho profissional!
Clique aqui, faça nosso “TESTE” e descubra como anda sua felicidade!

Ferramentas Coaching para realizar feedbacks efetivos

Por ser uma metodologia voltada para o desenvolvimento humano, o Coaching conta com ferramentas muito eficazes para dar feedbacks construtivos e de forma assertiva. Conheça uma pouco sobre as principais técnicas!

Feedback Burguer

Trata-se de um poderoso instrumento para auxiliar na realização de uma crítica construtiva. Essa ferramenta é composta de três ações:

  1. Gerar receptividade e abertura no profissional por meio de um elogio genuíno e verdadeiro. Exemplo: “Eu compreendo suas atitudes, foi o melhor que poderia ter feito naquela determinada situação.”
  2. Realizar o feedback destacando os pontos que podem ser melhorados. Exemplo: “Se você tomar uma atitude diferente da que tomou naquela determinada situação, os resultados podem ser melhores.”
  3. Encerrar o feedback com foco total no futuro. Exemplo: “Excelente! Faça assim e seus resultados serão extraordinários!”

Veja que a conversa se inicia com um acolhimento, é seguida pelo feedback em si e encerra com palavras de motivação. Dessa forma, a pessoa sai desse diálogo estimulada a melhorar, diferente do que aconteceria se apenas ouvisse uma crítica sem qualquer cuidado.

Avaliação 360º

Trata-se de uma das principais ferramentas de avaliação profissional utilizadas atualmente. A avaliação 360º é um método altamente eficaz para avaliar profissionais e que promove feedbacks entre colaboradores, equipes e líderes.

Com ela, é possível avaliar a si próprio e os colegas, chefes e subordinados a partir da análise de comportamentos e atitudes, pontos fortes e que precisam de melhoria. Para saber como aplicá-la, acesse outro artigo do blog do IBC que explica em detalhes como funciona a Avaliação 360º.

Escala

A escala é um importante auxílio para a realização de um bom feedback, pois leva à reflexão e à mudança. Ela pode ser aplicada através de perguntas como:

  • Em uma escala de 0 a 10, o quanto você verdadeiramente acredita que pode melhorar seu trabalho?
  • O quanto você efetivamente se comprometeu com a realização desta tarefa?
  • O que você pode fazer hoje para melhorar a sua atuação profissional?
  • De que modo e em quanto tempo?

Ao sugerir que o colaborador responda essas perguntas, é fundamental que dê tempo para que ele possa pensar em cada uma. É interessante fornecer um formulário online, assim, ele poderá responder em seu tempo livre.

Patrocínio Positivo

Trata-se de uma técnica de Coaching que consiste em fazer afirmações positivas, a fim de gerar confiança e abertura no colaborador que recebe o feedback. Exemplo: “Estamos juntos, conte comigo!” e “Você pode tudo, acredite em seu potencial”.

É interessante utilizar o patrocínio positivo para encerrar uma conversa de feedback. Assim, o colaborador sairá do encontro motivado e sabendo que pode contar com o seu supervisor para se desenvolver.

Passo a passo de como dar um feedback

Depois de saber mais a respeito do feedback, dos benefícios que ele pode oferecer a uma empresa e conhecer algumas ferramentas poderosas para fazer isso, confira o passo a passo de como conduzir essa conversa. Assim, estará preparado para passar a mensagem de maneira positiva aos seus subordinados.

1. Identifique quais são os seus motivos

Em primeiro lugar, é necessário identificar quais são os seus motivos para dar um feedback a alguém. Ter essa consciência é fundamental para direcionar o que irá falar e garantir que a conversa traga bons resultados.

2. Dê o feedback o quanto antes

Evite esperar que o colaborador cometa um erro grave para só depois dar o feedback. Faça isso o quanto antes, dando a chance para que a pessoa corrija as atitudes que estão inadequadas em relação ao que a empresa espera dela.

3. Faça do feedback algo regular

Adote o hábito de dar feedbacks regularmente, evitando que os colaboradores vejam essas conversas como algo inesperado. Quanto mais eles se acostumarem, com mais naturalidade irão receber as informações e, consequentemente, absorvê-las.

4. Seja específico

Evite falar de forma pouco clara, pois isso pode gerar mais dúvidas do que benefícios. Quanto mais direto e específico for, claro, sempre com gentileza, mais facilmente os funcionários irão compreender as informações passadas.

5. Limite o foco da conversa

Feedbacks devem ser dados considerando no máximo dois pontos a serem melhorados. Afinal, se um profissional ouve uma sequência de, por exemplo, dez atitudes que precisa mudar, sairá mais desanimado do que motivado da conversa.

6. Ofereça sugestões

Não basta apontar o que deve ser mudado, é preciso oferecer sugestões, pois elas servirão como um direcionamento para o colaborador. Por mais que o próprio indivíduo possa encontrar seus caminhos para evoluir, sair da reunião com essas informações o ajudará a se situar.

7. Acompanhe o desempenho pós feedback

Demonstre ao colaborador que está ao lado dele, acompanhando os desempenhos pós feedback, tirando dúvidas, fazendo comentários. Essas atitudes fazem parte de um relacionamento positivo e digno de um verdadeiro time.

Você tem realizado feedbacks assertivos e construtivos? Que outras ferramentas você utiliza em seu dia a dia de trabalho para avaliar o desempenho de seus colaboradores? Contribua deixando o seu comentário!

O artigo é bom, né?

No IBC é assim, não custa nada evoluir e alcançar resultados extraordinários. Se você quer seguir por esse caminho de evolução é só baixar o nosso e-book gratuito,
Tudo sobre Coaching. Preencha o formulário abaixo com seus dados para ler.
José Roberto Marques

Sobre o autor: José Roberto Marques é referência em Desenvolvimento Humano. Dedicou mais de 30 anos a fim de um propósito, o de fazer com que o ser humano seja capaz de atingir o seu Potencial Infinito! Para isso ele fundou o IBC, Instituto que é reconhecido internacionalmente. Professor convidado pela Universidade de Ohio e Palestrante da Brazil Conference, na Universidade de Harvard, JRM é responsável pela formação de mais de 50 mil Coaches através do PSC - Professional And Self Coaching, cujo os métodos são comprovados cientificamente através de estudo publicado pela UERJ . Além disso, é autor de mais de 50 livros publicados.



*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário

IBC - Instituto Brasileiro de Coaching: Av. Prof. Venerando Freitas Borges, 561 - Setor Jaó - Goiânia/ GO - CEP: 74.673-010