Você conhece as funções básicas da administração (PODC)?

O principal objetivo da administração é trazer os melhores resultados para a empresa.

 

A administração tem como principal função trazer os melhores resultados organizacionais, colocando em prática um gerenciamento com base em resultados e maximizando a possibilidade de crescimento, eficácia e ganho.

Todos os administradores devem desempenhar ao menos quatro funções básicas de gestão. Como elas são indispensáveis, podemos conceituar administrador como uma pessoa que planeja, organiza, dirige e controla as atividades de uma organização.

É fundamental que o gerenciamento siga esses princípios da administração, que podem ser agrupados em quatro funções essenciais conhecidas como PODC, uma sigla que reúne as palavras Planejamento, Organização, Direção e Controle.

Como podemos perceber o conceito de administração é amplo e engloba todos aqueles que possuem alguma responsabilidade por resultados dentro de uma organização. Confira mais sobre o assunto!

Preencha AGORA o formulário para descobrir!

Henri Fayol e a gestão administrativa

Mas como essas funções passaram a nortear a administração de empresas? Atribui-se essa divisão à Teoria Clássica da Administração, criada pelo engenheiro francês Jules Henri Fayol. Em seu livro Administration industrielle et générale (Administração industrial e geral), editado em 1916, ele falava em prever, organizar, comandar, coordenar e controlar.

Aos 19 anos, Fayol começou a trabalhar em uma companhia metalúrgica e carbonífera que estava à beira da falência. Com o tempo, o engenheiro assumiu um cargo de direção, conseguiu recuperar as finanças da empresa e levá-la a um novo patamar. Aposentou-se aos 77 anos de idade em 1918, quando entregou seu cargo na companhia. Nos últimos anos de sua vida, dedicou-se a divulgar os princípios da administração, fundou o Centro de Estudos Administrativos e lançou o livro citado acima, no qual debatia que administração era uma função complexa e distinta das demais funções.

O estudo e as teorias da abordagem clássica da administração, divulgada por Fayol, revolucionou a lógica de trabalho dentro das empresas e trouxe o desenvolvimento da teoria conhecida como gestão administrativa ou processo administrativo, no qual, pela primeira vez, se falou em administração como disciplina e profissão.

A partir daí, surgiu o conceito de que administrar é um processo de tomar decisões. De acordo com Henri Fayol, essas decisões se encontram agrupadas em cinco categorias, que são: planejar, organizar, comandar, coordenar e controlar. Cada uma dessas categorias se trata de um processo distinto e são comumente chamadas de funções que juntas tornam a administração mais dinâmica e eficiente.

Para o engenheiro francês, a ciência da administração não se referia apenas ao topo de uma organização, pelo contrário, ela se distribuía por todos os níveis hierárquicos. Uma de suas principais teorias era a de que, a administração nada mais era do que uma sequência de medida, ponderação e bom senso.

Com o passar do tempo e dos avanços sociais, tecnológicos que transformaram a forma como enxergamos e fazemos negócios dentro das organizações, a teoria de Fayol foi atualizada a lógica neoclássica. Dessa maneira, ocorreu uma pequena alteração nas cinco funções básicas da administração, que passaram a ser quatro. Os autores do movimento neoclássico entendiam que as funções de comandar e coordenar tinham o mesmo sentido singular de “direção”. Assim, o já consagrado POC3 transformou-se no PODC (planejar, organizar, dirigir e controlar), respectivamente. Conheça o conceito de cada uma dessas funções:

Funções básicas do PODC

P = Planejamento

Essa função visa definir objetivos e meios para alcançá-los. Trata-se de uma tarefa considerada básica para uma organização, uma vez que representa uma forma de se antecipar às dúvidas e probabilidades. É um processo consciente e organizado de determinar os objetivos que a empresa pretende alcançar.

O = Organização

A organização é definida como a construção estrutural de uma empresa por meio de dois pontos de vista. São eles:

  • Recursos: podem ser humanos (quadro de colaboradores) e/ou materiais (matérias-primas), que são necessários para executar os planos estabelecidos pela organização;
  • Operações: é criação das atividades e tarefas a serem executadas conforme a definição de autoridade e responsabilidade de cada um dentro da empresa.

A organização é considerada o instrumento de operacionalização do planejamento, que possibilita a transformação dos planos em objetivos concretos. Essa é a forma como a empresa coordena todos os seus recursos, sejam eles financeiros, humanos ou materiais.

D = Direção

Por meio de sua influência, o administrador faz com que seus colaboradores atendam ao que foi planejado. Trata-se de um processo interpessoal, que visa ativar pessoas por meio de instruções, motivação, comunicação, liderança e coordenação dos trabalhos. A direção é uma das funções administrativas mais importantes, pois lida essencialmente e exclusivamente com pessoas.

C = Controle

Esta é a verificação e avaliação do plano que já foi executado, para que possa haver correções futuras. A função do controle é verificar se os objetivos foram alçados ou não. A essência do controle administrativo é a ação corretiva e ações preventivas.

O coaching e as funções básicas da administração

Dito tudo isso, você é capaz de dizer o que define um bom administrador? Você acha que atua de forma assertiva para a sua carreira e para a companhia que representa? Se sente responsável pelos resultados da organização, e não somente quem delega tarefas a subordinados?

O que faz de uma pessoa um administrador é a responsabilidade por resultados e não o fato de ter subordinados. Vemos hoje, organizações modernas onde encontramos pessoas responsáveis por grandes negócios que nem mesmo possuem subordinados. Elas dependem de outras para cumprir suas metas e precisam exercer liderança sem ter cargo de chefia nem autoridade direta. Ao mesmo tempo, vemos organizações tradicionais, com sistemas operacionais e hierarquias bem definidas que precisam de processos bem estruturados para continuarem a crescer no mercado. Complexo, não é mesmo?

Essa complexidade significa, também, que é necessário mais do que apenas executar e dar ordens para conduzir a empresa. É preciso que o profissional esteja preparado e que se mantenha atualizado para atingir a excelência. Nem sempre, o profissional será capaz de fazer isso sozinho. No entanto, pode contar com a ajuda de metodologias moderna, como o coaching, para explorar potenciais e despertar habilidades que o ajudarão no desempenho de suas funções no ambiente profissional.

Pensando nisso, o Instituto Brasileiro de Coaching (IBC) criou o Business Coaching. Um processo que tem como objetivo aumentar o desempenho organizacional, por meio do foco no Desenvolvimento e Gestão de Pessoas. Durante o curso, o profissional entenderá como a sua função pode auxiliar as empresas a alcançarem resultados em seus negócios por meio de novas competências empreendedoras e do desenvolvimento de estratégias e planos de negócios eficientes.

Este é um processo voltado para empresários e executivos e consiste em auxiliá-los por meio de técnicas, ferramentas e práticas do coaching em desenvolverem novas habilidades e competências necessárias para o alcance de alto desempenho no ambiente empresarial.

Com o Business & Executive Coaching, os participantes saem do curso com uma percepção completamente nova do comportamento humano e desenvolvimento de equipes. Além disso, podem assessorar toda a equipe para lidar melhor com o estresse, a pressão do dia a dia e desenvolver novos comportamentos. Também poderá orientar profissionais a focarem nas atividades que trarão maior lucratividade, a tomar decisões mais bem fundamentadas e a desenvolver um plano de ação para atingir seus objetivos.

Gostou deste artigo? Deixe seu comentário abaixo e aproveite para curtir e compartilhe o conteúdo em suas redes sociais.

O artigo é bom, né?

No IBC é assim, não custa nada evoluir e alcançar resultados extraordinários. Se você quer seguir por esse caminho de evolução é só baixar o nosso e-book gratuito,
Tudo sobre Coaching. Preencha o formulário abaixo com seus dados para ler.
Deixe seu Comentário

IBC - Instituto Brasileiro de Coaching: Av. Prof. Venerando Freitas Borges, 561 - Setor Jaó - Goiânia/ GO - CEP: 74.673-010