Como identificar e melhorar os pontos fortes e fracos de uma entrevista de emprego?

Pontos fortes e fracos de uma entrevista de emprego

A entrevista de emprego é um momento que geralmente causa temor entre os candidatos, e vale a pena estar preparado para enfrentar este momento.

 

A entrevista de emprego é um momento que pode trazer aflição para alguns candidatos. Com o mercado de trabalho cada vez mais competitivo, é fundamental que o entrevistado esteja preparado e saiba responder justamente aquilo que o empregador deseja ouvir. Mas nem sempre isso acontece, não é mesmo? É provável que você já tenha passado por um processo seletivo com a sensação de que não foi dessa vez que você conseguiu a vaga que desejava e que poderia ter se dedicado um pouco mais ou alterado alguns pontos.

Não se preocupe com o que já aconteceu. O que importa agora é como você vai lidar com as entrevistas que estão por vir. Portanto, o Instituto Brasileiro de Coaching (IBC) preparou listas de pontos negativos e positivos que podem te ajudar na próxima entrevista de emprego. Para conferir é só continuar lendo o artigo!

10 principais pontos positivos em uma entrevista

Uma pessoa que se prepara antecipadamente para entrevista certamente sai na frente dos concorrentes. Fique atento porque agora é o momento em que iremos mostrar quais são os 10 pontos mais importantes que os recrutadores costumam observar nos candidatos. Confira:

  1. Estude: pesquise a respeito da empresa que ofertou a vaga Procure informações sobre a organização, tais como história, ramo de atuação, produtos, missão e notícias na imprensa.
  2. Revisão: confira seu currículo novamente. Assim, você não se esquece de falar nada relevante na hora da conversa.
  3. Simule: faça uma encenação de como acha que será a entrevista. Se for preciso grave com o seu próprio celular para observar sua postura e vícios de linguagem.
  4. Treine: verifique quais são as principais perguntas que os entrevistadores em geral costumam fazer e já elabore as respostas ideais para esse tipo de questionamento. São questões como “Quais são seus pontos positivos e negativos?”, “Por que você quer trabalhar nessa empresa?”, “Quais são suas maiores conquistas?”, “Onde gostaria de estar em 5 anos?”.
  5. Pontualidade: ninguém merece um profissional que chega atrasado para competir em uma oportunidade.
  6. Honestidade: sejam questões mais relacionadas ao seu lado pessoal ou as suas habilidades técnicas, sempre responda com sinceridade. Isso implica em falar a verdade tanto em relação aos seus pontos positivos, quanto negativos.
  7. Comunicação: responda as perguntas com clareza, seguindo uma linha de pensamento. Além disso, fale o português corretamente, sem linguagem coloquial e erros de concordância. Isso não significa que você deve usar palavras incomuns para o dia a dia.
  8. Marketing pessoal: busque enfatizar seus méritos e conquistas sem deixar a humildade de lado. Esse tipo de comportamento mostra suas características positivas e não te faz uma pessoa exibida. Tente passar uma imagem corporativa que agregará valor à empresa, mostrando que você trabalhará para o crescimento dela. Se você sentir dificuldade em encontrar o jeito perfeito para se referir a você, confira essas 8 dicas de como falar de si mesmo em uma entrevista de emprego.
  9. Imagem pessoal: faz parte do marketing pessoal, cuidar do modo como você se veste para esses momentos. Aquela história de que a primeira impressão é a que fica é a mais pura verdade. Portanto, verifique na sua pesquisa como deve se vestir.
  10. Curiosidade: prepare algumas (não muitas) que você gostaria de fazer a respeito da empresa. Esse tipo de comportamento demonstra interesse.

Se tiver mais algum ponto positivo que não falamos por aqui é só escrever nos comentários!

10 principais pontos negativos em uma entrevista

Agora é hora de você descobrir quais são as 10 coisas que você não deve fazer em uma entrevista de emprego. Acompanhe:

  1. Escolha errada da roupa: usar roupas informais demais pode prejudicar sua imagem. Obviamente, seu modo de vestir não irá se destacar comparado às suas competências, mas influenciará na opinião que criarão de você.
  2. Falta de flexibilidade: ter respostas prontas pode tornar a entrevista robotizada. Você pode e deve treinar para o processo seletivo, conforme sugerimos acima, mas o tom da conversa depende das perguntas do entrevistador, que avalia tanto os aspectos técnicos quanto comportamentais.
  3. Ser prolixo: ter uma boa oratória e saber se expressar é crucial, mas evite se prolongar nas respostas.
  4. Usar aparelhos digitais: fazer uso do celular é inaceitável na hora da entrevista.
  5. Expressão corporal inadequada: tome cuidado com a expressão corporal e sua postura é um fator que muitos entrevistados não levam em conta quando participam de um processo seletivo. Seu corpo e ações podem dizer muito sobre você e o entrevistador estará atento a isso.
  6. Falar mal de outras empresas: evite contar quais são os problemas dos locais que você já trabalhou. Fale somente do trabalho que você exercia, como se dedicou às suas atividades e dos resultados que conseguiu.
  7. Bancar a vítima: procure não falar dos momentos mal sucedidos da sua carreira, mas caso o entrevistador pergunte, responda com sinceridade sem se fazer de coitadinho. Isso quer dizer que não vale culpar a empresa ou outros colegas pelos feitos que você não alcançou.
  8. Criar intimidade: tome cuidado com as suas respostas para que elas não pareçam muito como uma conversa informal com um amigo de longa data. Ou seja, não crie intimidade, afinal esse é um espaço profissional.
  9. Perguntar a respeito de folgas: você ainda não se tornou colaborador da empresa para questionar a respeito de dias de folga, emenda de feriado ou férias. Evite esse tipo de dúvida, pois isso demonstra ansiedade e até falta de humildade, pois você assume que já passou.
  10. Falar palavrão: ninguém merece uma conversa profissional recheada com palavrões, não é mesmo? Então, não os use.

Lembrou-se de mais algum ponto que um candidato não deve fazer em uma entrevista? Escreva nos comentários!

Usando o coaching no processo de recrutamento e seleção

Durante o processo seletivo, o empregador busca conhecer um pouco mais sobre o candidato, bem como sua personalidade, qualidades e pontos de melhoria, avaliando se essas características estão de acordo com as exigências do cargo. Portanto, é fundamental que o entrevistado saiba se portar durante o processo, fale aquilo que a empresa deseja ouvir e deixe claro que suas características e experiência profissional poderão agregar valor à organização.

Para que isso seja possível, o candidato que visa participar com excelência das entrevistas pode contar com o coaching, uma metodologia capaz de proporcionar mudanças positivas e despertar o seu potencial para que você alcance suas metas de forma assertiva.

A formação Consultor em Professional & Self Coaching (PSC) do Instituto Brasileiro de Coaching (IBC) é ideal para quem deseja aumentar seu desempenho em entrevistas de emprego e quando estiver contratado também. Transmitidas por profissionais altamente capacitados, as aulas teóricas e práticas ensinam o que é e como exercer o autoconhecimento, autodesenvolvimento, autoestima e inteligência emocional; qual é a história, evolução, bases, conceitos e fundamentos do coaching; quais são as crenças limitadoras e como eliminá-las; quais são os princípios da programação neurolinguística e da psicologia positiva; quais são as melhores práticas relacionadas à liderança; o que é o processo evolutivo; o que é aprendizagem acelerativa; o que são processos de identidade; e muitos outros essenciais para o seu crescimento pessoal e profissional.

Além desse curso, o IBC oferece outros igualmente interessantes. Com certeza há algum que se encaixa com o seu momento pessoal e com a sua carreira. Navegue pelo site para saber mais ou entre em contato com um dos nossos atendentes.

Gostou do artigo? Aproveite e compartilhe nas suas redes sociais!

 

Imagem: Inspiring / Shutterstock

 

O artigo é bom, né?

No IBC é assim, não custa nada evoluir e alcançar resultados extraordinários. Se você quer seguir por esse caminho de evolução é só baixar o nosso e-book gratuito,
Tudo sobre Coaching. Preencha o formulário abaixo com seus dados para ler.
Deixe seu Comentário

IBC - Instituto Brasileiro de Coaching: Av. Prof. Venerando Freitas Borges, 561 - Setor Jaó - Goiânia/ GO - CEP: 74.673-010