Importância das palavras-chave no currículo e LinkedIn

logo do LinkedIn

Veja algumas dicas para melhorar o tráfego do seu currículo e perfil do LinkedIn.

Você deseja aumentar o tráfego de visitas ao seu perfil do LinkedIn e currículo? Uma das melhores estratégias para tornar seu perfil mais visto é aplicar a ele técnicas de otimização de mecanismos de busca (SEO). 

Em outras palavras, significa usar as famosas palavras-chave para que seu perfil seja mais facilmente encontrado por pessoas que podem ter interesse nele. Confira no artigo a seguir dicas de como fazer um SEO eficiente para seu perfil do LinkedIn e a importância disso. 

Qual é a importância das palavras-chave no currículo e LinkedIn?

A plataforma LinkedIn nada mais é do que um banco de dados muito extenso de perfis profissionais. Esse sistema utiliza campos-chave para a ordenação ou indexação de todos os dados.

Boa parte da receita do LinkedIn é proveniente de recrutadores que utilizam essa rede social para encontrar candidatos. A rede social profissional utiliza, então, as melhores palavras-chave para otimizar a busca desse público. 

De maneira geral, os termos digitados no LinkedIn estão entre os mais buscados pelos usuários. Logo, incluir palavras-chave relativas a cargos e habilidades é válido para a otimização do seu currículo. Porém, para realmente alavancar as buscas pelo seu perfil, é fundamental saber como potencializar o método de indexação do LinkedIn.

Quanto melhor você utiliza esse método, mais aumenta o seu tráfego. Isso significa que é necessário acrescentar mais palavras-chaves nos campos específicos. Sabendo trabalhar bem com essas palavras, fica mais simples ter mais visualizações.

Palavras-chave no LinkedIn: como usá-las?

A seguir listamos dicas de como usar palavras-chave no currículo e no LinkedIn para alavancar o tráfego de visitas. 

1. Título profissional 

O título profissional escolhido tem grande peso, pois é associado ao seu nome. Esses dois dados são os mais relevantes para uma boa classificação no índice. Basicamente, isso significa que as palavras-chave listadas no campo Título tem um impacto mais significativo.

Pode aumentar a sua classificação em relação a outros usuários que utilizam os mesmos termos. Lembre-se de que usar o título “trabalho atual” padrão não é interessante para seu posicionamento. Para que fique mais claro daremos um exemplo abaixo:

Ao invés de usar o clássico:

Vice-presidente de marketing da Companhia X (posição profissional atual)

É melhor usar: 

Vice-presidente de marketing. Crescimento da receita através de soluções multicanais. Desenvolvimento de campanhas e liderança de projetos operacionais. (Nesse caso, é a sua posição atual também, mas com mais palavras-chave que ajudam a explicar de forma mais completa).

Fazendo essa pequena alteração, você impede que o termo Companhia X passe a ser um termo de pesquisa relevante. Isso ajuda a fazer com que outras palavras-chave possam brilhar trazendo mais pessoas para o seu perfil. 

Inclusive, pode ser que apareçam no seu perfil pessoas com interesses diferentes. Fica a dica de que o LinkedIn permite o uso de 120 espaços para título. Utilizar os 120 espaços é extremamente inteligente porque amplia as suas chances de ser visualizado. 

2. Palavras-chave no seu cargo

Outro campo bastante relevante por ser altamente indexado é o campo Cargo. Quando o profissional preenche esse campo de forma vaga, perde a chance de potencializar o tráfego de visitas. Uma forma de resolver essa questão é adicionar conteúdo ao seu cargo, mas com cuidado para não gerar alterações. Confira o exemplo abaixo. 

O cargo: “Associado de Operações”

Pode ser descrito assim: 

“Associado de Operações. Gerente de Operações do Setor de Termografia”

Uma pessoa de fora do contexto desse profissional consegue entender mais facilmente do que se trata a função. Trata-se de detalhar melhor as palavras-chave, explicando de forma clara o trabalho realizado. O LinkedIn oferece 100 espaços para o campo cargo. Quanto mais palavras-chave estratégicas você conseguir usar, melhor.

3. Seção Sobre

A seção Sobre pode e deve ser usada para acrescentar conteúdo adicional de palavras-chave. Ressaltamos que essa não é necessariamente uma parte altamente indexada do LinkedIn. No entanto, precisa ter um texto atrativo e um bom uso de palavras-chave para que possa alcançar a sua meta. Confira o exemplo abaixo:

“Como diretor de TI, tenho como objetivo a satisfação das partes envolvidas, falando o idioma dos nossos usuários do setor comercial, implementando recursos tecnológicos que potencializam a velocidade do processamento, acelerando, assim, a transformação dos negócios. Fui líder de projetos de TI de até 110 na prestação de serviços, levando à queda dos custos de hospedagem em 42%, mesmo em um cenário de crescimento rápido.”

Evite ter conteúdo duplicado do seu currículo nessa área Sobre, pois isso prejudica o seu engajamento. 

4. É importante adicionar projetos e seções “extras” no LinkedIn

Acrescentar mais detalhes e palavras-chave é essencial para melhorar o tráfego de visitas do seu perfil do LinkedIn. O profissional tem grandes ganhos ao adicionar seções como projetos, certificações, honras e prêmios. Essas informações podem ser inseridas como palavras-chave, tornando ainda mais refinado o seu perfil. 

Aqueles que forem usar essas seções devem ter cuidado para que suas palavras sejam curtas e densas. Se for adicionar uma certificação para linguagem de software pode optar pelas iniciais da credencial. Os projetos adicionados devem ser nomeados de forma estratégica para busca. 

5. Habilidades e endossos

A área de habilidades e especialidades do LinkedIn ainda é pouco compreendida pelos usuários. Inicialmente, era um grupo de palavras-chave pesquisáveis diretamente. Contudo, evoluiu se transformando em uma ferramenta de SEO que ajuda a atrair um tráfego de perfil mais sério. Mas, para isso, precisa ser usado corretamente. 

Os termos adicionados a habilidades e conhecimentos consideram mais a capacidade de pesquisa do LinkedIn na sua aprovação. Sendo assim, é interessante adicionar palavras-chave e aceitar as recomendações da plataforma. Antes de aceitar todas as recomendações é importante verificar se todos os termos acrescentados são mesmo palavras-chave. 

O que adicionar no LinkedIn?

Ao longo deste artigo, demos algumas dicas para potencializar o SEO do seu LinkedIn. Mas, além de pensar no SEO, é válido usar como guia a relevância do que será adicionado ao seu perfil profissional. Lembre-se de que o seu perfil deve ser condizente com o que você deseja comunicar e espera que as pessoas saibam sobre sua carreira. 

Com essas dicas você pode melhorar o tráfego do seu currículo e perfil do LinkedIn!

Imagem: Miss Ty.

José Roberto Marques

Sobre o autor: José Roberto Marques é referência em Desenvolvimento Humano. Dedicou mais de 30 anos a fim de um propósito, o de fazer com que o ser humano seja capaz de atingir o seu Potencial Infinito! Para isso ele fundou o IBC, Instituto que é reconhecido internacionalmente. Professor convidado pela Universidade de Ohio e Palestrante da Brazil Conference, na Universidade de Harvard, JRM é responsável pela formação de mais de 50 mil Coaches através do PSC - Professional And Self Coaching, cujo os métodos são comprovados cientificamente através de estudo publicado pela UERJ . Além disso, é autor de mais de 50 livros publicados.



*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário

IBC - Instituto Brasileiro de Coaching: Av. Prof. Venerando Freitas Borges, 561 - Setor Jaó - Goiânia/ GO - CEP: 74.673-010
CNPJ: 31.328.744/0001-63

This will close in 0 seconds