Como diminuir os efeitos da inflação na empresa?

gráfico de inflação

Veja os efeitos da inflação nas empresas.

Reduzir os efeitos da inflação no cotidiano de trabalho de empresas de diferentes segmentos é essencial para manter a competitividade. Embora não seja necessariamente fácil, é possível diminuir os impactos dos aumentos dos preços de contas recorrentes como água e luz e das matérias-primas.

Empresários que não se atentam para essa questão podem acabar aumentando os custos da sua empresa e com isso perder a oportunidade de crescimento. No artigo a seguir falaremos mais sobre esses efeitos e de que forma o empresário pode trabalhar para minimizá-los. 

Os efeitos da inflação nas empresas

O aumento do preço de contas de água e luz, assim como dos combustíveis e aluguéis, impacta na gestão de empresas de diferentes segmentos. O preço elevado do dólar também tem grande potencial para interferir no volume de gastos. Esses aumentos influenciam diretamente nos preços de matérias-primas e podem interferir no fechamento de negócios.

Para as pequenas empresas esses aumentos acabam representando impactos ainda mais significativos. Os empresários precisam trabalhar com o máximo de jogo de cintura para gerir de forma coerente esses fatores. O controle de gastos e redução de repasse de custos para os clientes faz toda a diferença para adotar uma estratégia com potencial de sucesso. 

Posicionamento diante da inflação

Os gestores devem se atentar para o fato de que a inflação afeta a todos, inclusive os consumidores. Dessa forma, é essencial encontrar meios de não impactar tanto seus clientes com repasses. Nesse contexto, é preciso ter um controle cuidadoso e detalhado dos gastos para entender o que pode ser reduzido. Sempre que houver a possibilidade de negociação é o melhor caminho a seguir. 

O empreendedor deve dar ainda mais atenção à gestão financeira e ao fluxo de caixa. Com esse trabalho mais focado se torna mais simples encontrar outras soluções, além do repasse do aumento de custos. Claro que nem sempre é possível evitar totalmente os repasses, mas enquanto for possível é a melhor estratégia para preservar a competitividade.

Negociação 

A palavra chave para enfrentar os efeitos da inflação é negociação. Os gestores que se encontram em uma situação mais delicada em relação a dívidas devem buscar formas de negociar suas dívidas. Conseguir redução de taxas e valores pode representar uma verdadeira luz no fim do túnel. Além disso, também é fundamental negociar estrategicamente com fornecedores. 

Ressaltamos, ainda, que não é somente os valores em atraso que devem ser negociados. Tire um tempo para fazer uma análise criteriosa do que está pesando no orçamento da sua empresa. Sempre que possível aposte na renegociação desses valores para manter a sua companhia com boas práticas financeiras. A real situação financeira da sua empresa é o que ajudará a entender qual é a necessidade de negociação.

Também é crucial que durante as negociações a real situação seja apresentada. Negociar é uma boa prática, mas para se manter assim é imprescindível que todas as informações estejam claras. Disso depende chegar a uma solução pertinente para todos os envolvidos.

Movimentos macroeconômicos

Os empreendedores devem, ainda, ter uma atenção especial aos movimentos macroeconômicos, como o aumento da Selic, por exemplo. As tendências do mercado também devem ser usadas como base para estimar de forma adequada os custos e as receitas no futuro. Ao fazer isso se torna mais simples reduzir o repasse de custos ao consumidor. 

Os gestores devem estar cientes de que repassar imediatamente os custos da inflação para os clientes não é uma boa estratégia. O controle cuidadoso da gestão financeira é crucial para que não haja um repasse imediato. O administrador da empresa deve saber mais sobre os custos e receitas envolvidos. 

Investimentos

As companhias devem analisar bem os investimentos que irão realizar, pois a economia ainda está em processo de recuperação. Os gestores devem entender que os investimentos têm um prazo de maturação para que comecem a dar retorno. 

Em um cenário economicamente incerto é natural que as pessoas se tornem mais receosas em relação a investir. Uma avaliação criteriosa é crucial para ações bem planejadas. 

Revisão

Outra medida que costuma ter grande eficácia na contenção dos efeitos da inflação na empresa é a revisão de custos, margens e preços. Os gestores devem adotar uma postura de negociar sempre que isso for possível. Acompanhe a evolução do estoque para não ter nem produtos demais e nem de menos. 

O descontrole do estoque pode comprometer o fluxo de caixa. Esse trabalho recorrente de revisão ainda ajuda a identificar situações que estão atrapalhando o crescimento da companhia. Mesmo em tempos de crise é possível encontrar oportunidades para prosperar.

Conquista de novos clientes

A crise pode comprometer consideravelmente a lucratividade de uma empresa, e uma forma de tentar conter esse prejuízo é buscar novas fontes de ganhos. Para um empreendimento essa estratégia pode significar trabalhar com a atração de novos clientes, traçando, assim, estratégias de marketing mais eficientes e conscientes. 

Contudo, tenha atenção para a importância de usar os recursos com inteligência para se aproximar de novos públicos. Afinal, em um momento de baixa dos resultados pode ser difícil investir na conquista de novos clientes. O segredo está em apostar em estratégias digitais que demandam menos investimento financeiro e que podem entregar resultados exponenciais.

Faça projeções

Para finalizar as dicas, é importante enfatizar a relevância de fazer projeções com base em dados reais. Sabe aquela máxima de que nada é tão bom ou tão ruim que dure para sempre? Essa máxima também é válida para o cenário econômico. Todos os dias a economia dá saltos que podem catapultar seus resultados ou gerar ainda mais dificuldades.

A partir do acompanhamento dessas mudanças fica mais simples entender diante de qual cenário você está. Quando há perspectivas de crescimento à frente é possível adotar uma postura menos conservadora. Porém, quando os dados apontam para dificuldades de adotar um crescimento mais sustentável pode ser interessante recuar de algumas atividades. Conhecer a situação é essencial para saber qual é a forma mais inteligente de se manter crescendo. 

Gostou dessas dicas de como reduzir os efeitos da inflação na empresa? Seguindo essas recomendações você conseguirá passar mais tranquilamente por um cenário econômico incerto!

José Roberto Marques

Sobre o autor: José Roberto Marques é referência em Desenvolvimento Humano. Dedicou mais de 30 anos a fim de um propósito, o de fazer com que o ser humano seja capaz de atingir o seu Potencial Infinito! Para isso ele fundou o IBC, Instituto que é reconhecido internacionalmente. Professor convidado pela Universidade de Ohio e Palestrante da Brazil Conference, na Universidade de Harvard, JRM é responsável pela formação de mais de 50 mil Coaches através do PSC - Professional And Self Coaching, cujo os métodos são comprovados cientificamente através de estudo publicado pela UERJ . Além disso, é autor de mais de 50 livros publicados.



*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário

IBC - Instituto Brasileiro de Coaching: Av. Prof. Venerando Freitas Borges, 561 - Setor Jaó - Goiânia/ GO - CEP: 74.673-010
CNPJ: 31.328.744/0001-63