Dicas para aumentar a competitividade empresarial

Competitividade empresarial

Uma boa estratégia de competitividade pode ser a chave do sucesso de sua empresa.

Com a crescente competitividade nos setores da economia, muitas empresas enfrentam inúmeros desafios dentro do mercado em que estão inseridas. A grande questão é sobreviver ao mercado globalizado que possui infinitos meios de vendas. Para uma organização obter sucesso e resultados satisfatórios do ponto de vista econômico, suas ações precisam estar alinhadas com estratégias que as tornem competitivas. Afinal, aumentar a competividade empresarial pode ser a chave do sucesso.

Essa é uma das bases para o sucesso no mercado corporativo. Empresas que não focam em ações para aumentar a sua competitividade tendem a ficar para trás. No entanto, é crucial saber como trabalhar com esse conceito da maneira correta. As ações competitivas devem estar alinhadas com a realidade e as ferramentas da companhia.

Continue lendo para saber mais sobre como buscar essa realização para o seu empreendimento. Organizações competitivas têm muito mais chances de prosperar em seu segmento em médio e longo prazo.

Comece a ter o

Destaque

que você merece!

Preencha os campos abaixo para receber o e-book.

Dicas para aumentar a competitividade empresarial

É válido mencionar que alcançar resultados diferentes daqueles já atingidos, aumentar a produtividade e atrair novos clientes em um mercado saturado são conquistas que não podem ser alcançadas por meio de uma receita pronta. Porém, algumas dicas podem ajudar sua empresa a aumentar sua receita e competitividade. Confira, a seguir, algumas ações que podem potencializar a capacidade competitiva da sua empresa.

1 – Foco no perfil dos clientes

Empresas verdadeiramente competitivas são aquelas que conhecem profundamente o perfil dos seus clientes. Saber aproveitar as facilidades oferecidas pela tecnologia é uma forma de trabalhar melhor em prol da competitividade corporativa. Atualmente, os consumidores expressam suas opiniões em seus perfis nas redes sociais e compartilham suas impressões.

A partir desses depoimentos disponíveis na internet é possível entender quais os pontos fortes e fracos da sua companhia. Além disso, há uma série de ferramentas que permitem fazer pesquisas mais focadas. As empresas podem ter respostas precisas sobre os desejos do mercado, adequando-se a eles. Quando uma marca sabe o que oferecer aos seus clientes se torna mais relevante.

2 – Apostar em inovação

Inovação e competitividade podem ser entendidas como sinônimos no meio corporativo. Empresas que não buscam inovar acabam perdendo a atenção do seu mercado consumidor. Vivemos na era da informação e do imediatismo, logo, as marcas precisam dar respostas rápidas para as necessidades dos consumidores.

Quando existe um posicionamento voltado para a inovação, a empresa se destaca naturalmente. Inovar significa oferecer para o público consumidor aquilo que ele irá querer no futuro. Outro ponto no qual a inovação é essencial é na oferta de produtos/serviços que atendam a necessidades individuais. Cada vez mais as pessoas buscam por opções que estejam alinhadas com suas necessidades e, também, com seus valores.

3 – Estratégia de marketing

Ter uma estratégia de marketing alinhada com as necessidades do mercado é fundamental para se posicionar corretamente. As empresas que desejam ter mais competitividade empresarial devem investir nesse setor. Mais do que vender produtos/serviços, o marketing trabalha com a venda de ideias e de imagem.

A partir do desenvolvimento de um plano de marketing sólido, é possível estruturar ações de médio e longo prazo. A área de marketing deve trabalhar de forma alinhada com o setor de vendas para ajudar no escoamento da produção. Quando se tem um bom trabalho nesse sentido, se tem uma companhia mais competitiva.

4 – Análise da concorrência

Para tornar seu empreendimento mais competitivo, é necessário saber ler o mercado em que se está inserido. Em parte, isso significa fazer uma análise profunda da concorrência. Observar as estratégias adotadas pelos concorrentes, se atentando para o que funciona e o que não funciona, enriquece seu trabalho e dá uma visão mais ampla sobre o todo.

Com essa base de conhecimentos fica mais simples pensar em quais ações tomar para posicionar sua marca diante dos concorrentes. Deve ficar claro que não se trata de copiar as estratégias da concorrência e sim de encontrar seu espaço no mercado. Inclusive, é a partir dessa observação que se pode chegar a respostas a respeito das diferenças em relação aos concorrentes.

5 – Aumento da produtividade

Aumentar a produtividade é fundamental para tornar uma empresa mais competitiva em seu mercado. Para acelerar a produtividade a dica é investir na infraestrutura e no capital humano. Estar a par das novidades do mercado no tocante a maquinários e técnicas é a primeira parte de um processo de aumento de produtividade.

A segunda etapa desse processo consiste no investimento no aperfeiçoamento do capital humano. Investir em cursos de capacitação e treinamentos para os colaboradores é uma forma de potencializar os resultados da companhia. Lembre-se de que antes de ser feita de máquinas uma empresa é feita de pessoas.

6 – Bom clima organizacional

Manter um clima organizacional agradável em sua companhia leva ao aumento da produtividade e, consequentemente, a mais competitividade. Uma equipe satisfeita é o grande diferencial das empresas mais competitivas. Dentre as ações que permitem melhorar o clima organizacional está diminuir a distância entre líderes e subordinados.

Uma gestão mais horizontal contribui para que todos se sintam parte da organização e do seu sucesso. Os colaboradores devem ser envolvidos nos projetos e ficar a par dos objetivos corporativos. Quando não existe essa integração, não se forma um time coeso e isso se reflete na perda de competitividade.

7 – Comunicação interna

O desenvolvimento de ferramentas de comunicação interna eficientes é fundamental para que sua empresa tenha mais competitividade. Não ter essas ferramentas pode criar ruídos comunicativos entre os colaboradores, algo que atrapalha o crescimento da organização.

A forma mais eficiente de se trabalhar a comunicação interna é ter um sistema próprio, ou seja, uma intranet. É interessante fragmentar a intranet em uma ferramenta de comunicação instantânea (como um chat) e um e-mail. O chat pode ser usado para resolver questões imediatas, enquanto o e-mail permite armazenar mensagens com o andamento dos projetos.

8 – Automação

Automatizar alguns processos, como o controle do estoque e armazenamento de produtos, por exemplo, contribui para aumentar a competitividade. Muitas empresas perdem oportunidades de se posicionar melhor no mercado por não terem controle sobre seus processos.

A partir da adoção de recursos de automação, é possível reduzir as perdas em decorrência de erros. Além disso, os funcionários são liberados de funções repetitivas, colocando-os para realizar atividades mais criativas. A empresa ganha duplamente, primeiro, por reduzir perdas, e, depois, por potencializar os talentos do seu capital humano.

9 – Planejamento

Para uma empresa ser mais competitiva no mercado é necessário que ela trabalhe com um bom planejamento. Sem ter uma ideia clara de onde se quer chegar, fica difícil percorrer o caminho certo. O ideal é que o gestor tenha uma visão clara do mercado para saber como posicionar seu empreendimento.

Após ter feito uma análise da situação atual do mercado, considere quais são as melhores estratégias para se posicionar. Quais são as metas para sua companhia? Como levar sua empresa para a conquista dos seus objetivos? Responder essas questões contribui para aumentar a competitividade.

10 – Construa uma equipe de alta performance

Como mencionado anteriormente, o capital humano tem um grande peso sobre a competitividade empresarial, afinal, sem as pessoas os objetivos de um negócio não podem ser alcançados. Nesse sentido, é importante que se construa uma equipe de alta performance, formada por profissionais capacitados e engajados, com o desejo contínuo de aprender e evoluir.

Essa medida se inicia no processo de contratação e envolve a forma como se lida com os colaboradores no dia a dia. O salário, os benefícios, as possibilidades de crescimento, o relacionamento interpessoal, tudo isso impacta na performance do time e, também, na competitividade da companhia.

Gostou de conferir essas dicas para aumentar a competitividade empresarial? Aplique-as em sua empresa e aproveite para compartilhar este conteúdo com os seus amigos que também são empreendedores!

E aí, curtiu esse conteúdo?

Saiba que ele é apenas a pontinha do iceberg e você pode desenvolver suas habilidades de liderança muito mais. Baixe agora o ebook Leader Coach e aprenda como extrair o máximo resultado da sua equipe.
Preencha o formulário, é de graça.

Imagem: rangizzz / Shutterstock

José Roberto Marques

Sobre o autor: José Roberto Marques é referência em Desenvolvimento Humano. Dedicou mais de 30 anos a fim de um propósito, o de fazer com que o ser humano seja capaz de atingir o seu Potencial Infinito! Para isso ele fundou o IBC, Instituto que é reconhecido internacionalmente. Professor convidado pela Universidade de Ohio e Palestrante da Brazil Conference, na Universidade de Harvard, JRM é responsável pela formação de mais de 50 mil Coaches através do PSC - Professional And Self Coaching, cujo os métodos são comprovados cientificamente através de estudo publicado pela UERJ . Além disso, é autor de mais de 50 livros publicados.





*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário

IBC - Instituto Brasileiro de Coaching: Av. Prof. Venerando Freitas Borges, 561 - Setor Jaó - Goiânia/ GO - CEP: 74.673-010