Identificando pontos fracos e potencializando pontos fortes

lousa com lista de pontos fortes e pontos fracos

Take Photo / Shutterstock O autoconhecimento é a premissa básica do reconhecimento de quem somos e de como devemos nos posicionar.

Todas as pessoas, sem exceção, possuem pontos fortes e pontos fracos — que, aqui, vamos chamar de “pontos de melhoria”.

Os pontos fortes estão relacionados às habilidades que as pessoas têm para desempenhar alguma atividade com maestria. A abordagem de pontos fortes acabou se tornando clichê, seja em uma entrevista de emprego ou em um evento social, em que o principal objetivo é tentar ilustrar as melhores características individuais.

Os pontos de melhoria, por sua vez, são caracterizados pelas dificuldades, fragilidades e limitações individuais. Há, na nossa cultura, o costume de esconder os pontos que precisam de melhoria. Entretanto, este tipo de atitude acaba privando as pessoas de reconhecer suas fraquezas e, consequentemente, de aprimorar suas habilidades.

Todas as pessoas possuem limitações, e é preciso reconhecer isso para evoluir. Ser perfeito não faz parte da condição humana. O ser humano é naturalmente imperfeito, e deve sempre estar em busca da excelência.

Por isso, sempre aproveite ao máximo seus pontos fortes e administre suas limitações. Tenha percepção sobre seus talentos, identificando o que você executa com maestria e seus diferenciais, mas sem esquecer de reconhecer seus pontos de melhoria. Aproveite suas experiências pessoais e seu conhecimento sobre si mesmo para construir as diretrizes que te conduzirão ao pódio da realização pessoal.

Potencializando os pontos fortes

Seus pontos fortes são sua fortaleza e seu diferencial. Potencializar essas qualidades depende apenas da sua determinação em aprimorá-las. Em um processo de autodesenvolvimento, você deve sempre aprimorar ainda mais seus pontos fortes, além de desenvolver aptidões relacionadas às áreas em que você tem maior facilidade e habilidade. Desenvolva o hábito de aprimorar consistentemente seus talentos.

Identificando os pontos fracos

Esse processo requer autoconhecimento e capacidade de percepção das fragilidades. Para identificar e admitir os pontos fracos, é fundamental assumir a responsabilidade sobre si mesmo, registrando seus melhores recursos e suas limitações e resistências.

Quando você se dedica à descoberta das suas características, consegue compreender e perceber como realmente é. Uma vez identificado os pontos de melhoria, é possível equilibrá-los e também utilizá-los a seu favor.

Gostou deste artigo? Você conhece os seus pontos fortes e fracos? Deixe seu comentário e compartilhe o conteúdo nas redes sociais.

O artigo é bom, né?

No IBC é assim, não custa nada evoluir e alcançar resultados extraordinários. Se você quer seguir por esse caminho de evolução é só baixar o nosso e-book gratuito,
Tudo sobre Coaching. Preencha o formulário abaixo com seus dados para ler.
Deixe seu Comentário

IBC - Instituto Brasileiro de Coaching: Av. Prof. Venerando Freitas Borges, 561 - Setor Jaó - Goiânia/ GO - CEP: 74.673-010