O que é Psicologia do desenvolvimento humano

Psicologia do Desenvolvimento Humano

A psicologia do desenvolvimento humano basicamente estuda o comportamento do ser durante a vida.

 

A Psicologia do Desenvolvimento Humano, estuda o desenvolvimento do ser humano nos aspectos: intelectual, social, físico, emocional, desce o nascimento até a idade adulta. Ela estuda como a cognição se desenvolve e como o comportamento muda durante a fase de crescimento, trazendo uma multiplicidade de conhecimentos para o campo da psicologia aplicada.

Tenha como o Coaching um modo de potencializar seu desenvolvimento. Acesse meu material gratuito, “Tudo sobre o Coaching” e conquiste uma nova visão.

Conheça as 6 principais teorias sobre o desenvolvimento humano.

A psicologia da Gestalt

foi uma das primeiras correntes científicas que surgiram na psicologia. Atualmente o seu conhecimento já está assimilado e sua abordagem no estudo da percepção foi revolucionária

A defesa da psicologia da Gestalt é que, para aprender, usamos uma série de estruturas com uma base física que impõem suas qualidades no que diz respeito ao nosso desenvolvimento.

De acordo com a Gestalt, o desenvolvimento está baseado em estruturas biológicas que aprendemos a usar à medida que crescemos, não havendo portanto, um desenvolvimento no aspecto da gênesis e estágios evolutivos, mas sim, a descoberta progressiva das capacidades do cérebro. Embora, pesquisas atuais mostram que isso não é verdade e que realmente há gênesis e evolução nos processos cognitivos.

A Psicanálise

A psicanálise é uma corrente de pensamento muito conhecido. Chamamos de “pai da psicanálise: Sigmund Freud. Ela enfatiza os impulsos inconscientes e os seus efeitos sobre o nosso comportamento. Teve um grande impacto no estudo do desenvolvimento psicológico humano e suas teorias causaram uma revolução em relação à concepção a respeito da infância e adolescência.

A psicanálise considera que a criança precisa satisfazer uma série de necessidades em cada estágio evolutivo, portanto, classifica o desenvolvimento humano em uma série de etapas de acordo com a forma como a satisfação dessa série de necessidades é estabelecida.

Em todas as etapas do nosso desenvolvimento, incluindo as primeiras fases, a psicanálise colocou grande ênfase na importância da sexualidade.

O Behaviorismo

Em resposta à reduzida atitude científica da psicanálise, nasceu o behaviorismo. Extremamente positivista, tudo o que não pode ser medido diretamente está fora do estudo da psicologia. Estudavam a relação entre os estímulos percebidos e os comportamentos que provocavam, ignorando qualquer variável intermediária que não pudesse ser medida.

Para os behavioristas, o desenvolvimento é entendido somente com os diferentes tipos de aprendizagem que são considerados neste contexto. A criança nasce com uma série de respostas incondicionais e inatas. Vão associando outros estímulos através da experiência, gerando, através de processos muito simples, uma multiplicidade de comportamentos complexos.

Psicologia Cognitiva

A psicologia cognitiva surgiu como uma reação ao behaviorismo. É o estudo dos processos internos que podem acontecer entre um certo estímulo e um determinado comportamento.

Estuda os processos mentais que estão por trás do comportamento. É onde nascem as perspectivas computacionais e conexionistas do cérebro humano. A psicologia cognitiva é hoje a perspectiva com maior apoio.

Ela sugere que o indivíduo seja um produtor de informação que constrói representações internas de como é o mundo. Se aproxima muito de Piaget e Vygotsky, devido ao princípio construtivista. Embora, ao definir os processos como associativos, se afasta deles para se aproximar do behaviorismo.

Lev Vygotsky

Foi outra das grandes referências nas teorias sobre o desenvolvimento humano. Assim como Piaget, ele propôs o desenvolvimento através de uma perspectiva construtivista. Embora concordar com essa perspectiva, se concentrou em diferentes pontos. Enquanto Piaget se concentrava em como o indivíduo interagia com o seu ambiente, Vygotsky se concentrou nos efeitos culturais e sociais que influenciavam o desenvolvimento.

Para Vygotsky, o desenvolvimento era inseparável do ambiente social, uma vez que a cultura e a sociedade transmitem formas de comportamento e de organização do conhecimento. Essa teoria é conhecida como sócio construtivismo. A criança constrói a sua realidade através do que a sociedade lhe mostra.

Jean Piaget

Uma das grandes referências do desenvolvimento humano. Considerado um dos pais do construtivismo. Biólogo e psicólogo suíço Jean Piaget, nascido em 1896, responsável por inúmeras contribuições para a biologia, psicologia e pedagogia. Desde cedo ele se interessou por história natural, filosofia, a mente humana, religião e outros diversos assuntos, por conta disso, recebeu inúmeros prêmios de Universidades renomadas, além de ser autor de vários livros e artigos científicos sobre aprendizagem e desenvolvimento humano até 1980, o ano em que faleceu.

Observando suas filhas e outras criançasJean Piaget constatou que elas não se comportavam e raciocinavam como os adultos. Nesse sentido, ele começou a estudar as mudanças de comportamento de uma pessoa ao longo de sua vida e as diferentes fases que ela passa, além de caracterizar comportamentos a partir de uma faixa etária.

Segundo Piaget, as mudanças estão relacionadas à formação da identidade de um indivíduo, o seu entendimento, habilidades físicas e intelectuais, percepção de conceitos, desenvolvimento dos aspectos emocionais e sociais, entre outros.

De acordo com Piaget essas mudanças são adquiridas em determinadas fases da vida. E estas alterações são divididas em quatro estágios do desenvolvimento humano. São eles:

Período Sensório-Motor (0 a 2 anos)

Nessa fase, a criança adquire controle motor, percepção das coisas, cria laços afetivos e demonstração dos primeiros movimentos e reflexos. Esse período refere-se a um estágio anterior à linguagem, ou seja, a criança controla suas ações por meio de informações sensoriais.

Período Pré-Operatório (2 a 7 anos)

Além de aprimorar os comportamentos anteriores, a criança começa a usar a linguagem, os símbolos e desenvolve a fala e habilidades físicas, porém ainda não é capaz de realizar operações concretas. Nessa fase, ela ainda não consegue se colocar no lugar do outro e ter empatia, e por conta disso, o egocentrismo ainda é predominante.

Período das Operações Concretas (7 a 12)

Nesse período ocorre o aprimoramento das habilidades anteriores e também o desenvolvimento da capacidade de raciocinar e de decidir algumas questões mais simples. Essa fase é marcada pelo aprimoramento do pensamento, ou seja, a criança começa a raciocinar de forma lógica, a solucionar problemas e dominar tempo e números.

Período das Operações Formais (12 anos em diante)

Na última fase, as capacidades e competências estão totalmente desenvolvidas. Nesse período, a pessoa consegue dominar o pensamento lógico, agregar valores morais à sua conduta, além de iniciar a transição do pensamento para o modo adulto e tomar decisões mais complexas.

O desenvolvimento e/ou as mudanças, vão acontecendo devido à influência de basicamente quatro aspectos:

Hereditariedade

A carga genética, ou seja, o que a pessoa herda dos pais, é o que define o seu potencial. Entretanto, ele pode ou não ser desenvolvido, tudo depende dos estímulos que o indivíduo recebe do ambiente.

Crescimento orgânico

Diz respeito ao aspecto físico da pessoa. A partir do momento que o indivíduo adquiri estabilização corporal ela consegue desenvolver novos comportamentos e ações que antes não eram possíveis.

Maturação neurofisiológica

Aqui, a pessoa desenvolve padrões de comportamentos de acordo com as funções cognitivas adquiridas e seu desenvolvimento neurológico. É nessa fase também, que o indivíduo abandona de forma gradativa o egocentrismo.

Meio

O comportamento do ser humano se modifica e é incentivado, seja de forma negativa ou positiva, de acordo com os estímulos que ele recebe do meio em que ele vive e frequenta.

Esse processo está ligado à nossa linha cronológica, ou seja, quando somos crianças, passamos pelo processo de aprendizagem, como a percepção do mundo ao nosso redor, cores, fala, nossas características físicas e preceitos básicos. Já quando adolescentes, conseguimos refletir e decidir algumas coisas por conta própria, e no momento em que somos jovens e adultos e estamos totalmente desenvolvidos, utilizamos todas aquelas crenças, valores e comportamentos, acumulados ao longo de nossa vida para nortear nossas atitudes.

Para entendermos melhor este processo é preciso compreender ainda como nossas competências e habilidades são desenvolvidas a partir da forma como cada um enfrenta os acontecimentos. Se você encara as coisas de forma positiva, terá maior poder de resiliência, ressignificação e desenvolverá bons conceitos sobre o momento em que você está passando.

Desta forma podemos entender um pouco mais sobre o que é psicologia do desenvolvimento humano e como esta funciona. Cada pessoa deve buscar uma forma de estabelecer melhores comportamentos e aperfeiçoar essas competências, para que consiga atender efetivamente suas necessidades.

Tenha como o Coaching um modo de potencializar seu desenvolvimento. Acesse meu material gratuito, “Tudo sobre o Coaching” e conquiste uma nova visão.

Psicologia do desenvolvimento humano e o Coaching

Baseado em diversas abordagens da Psicologia (Cognitivo – Comportamental, Positiva, Organizacional), o Coaching trabalha os diversos modelos de formação do comportamento humano. Por isso, está ciência é fundamental no processo de mudanças comportamentais e para a aceleração de resultados que a metodologia propõe.

E na formação Professional & Self Coaching – PSC são utilizadas diversas ferramentas da Psicologia para formar e desenvolver, tanto o aspecto pessoal como profissional do futuro Coach, e para que este, munido de conhecimentos sobre a ciência do comportamento, possa ter sucesso com seus clientes.

 

Copyright:  703560184 – https://www.shutterstock.com/pt/g/chaiyawat%20sripimonwan

 

O artigo é bom, né?

No IBC é assim, não custa nada evoluir e alcançar resultados extraordinários. Se você quer seguir por esse caminho de evolução é só baixar o nosso e-book gratuito,
Tudo sobre Coaching. Preencha o formulário abaixo com seus dados para ler.
Deixe seu Comentário

IBC - Instituto Brasileiro de Coaching: Av. Prof. Venerando Freitas Borges, 561 - Setor Jaó - Goiânia/ GO - CEP: 74.673-010