10 Dicas para colocar a escuta ativa em prática

Duas mulheres conversando

Entenda o que é escuta ativa.

A comunicação se baseia no diálogo entre as partes, parece algo bem simples, certo? Contudo, devemos dizer que nem sempre esse processo é tão simples quanto parece. Isso porque a comunicação deve ser pautada pela combinação de um emissor e de um receptor devidamente interessados.

É nesse ponto que entra a escuta ativa, ou seja, assimilar as mensagens que estão sendo emitidas de forma total. Mais do que simplesmente ouvir, é fundamental refletir a respeito do que está sendo dito. No artigo a seguir iremos falar mais sobre a escuta ativa e listar 10 dicas de como colocá-la em prática. 

Preencha AGORA o formulário para descobrir!

O que é a escuta ativa?

Recebe o nome de escuta ativa a capacidade de ouvir e assimilar uma mensagem transmitida por alguém. Ouvir ativamente significa demonstrar e dedicar interesse pelo o que está sendo dito pelo outro. É uma forma de se conectar com a pessoa que está falando com você. 

Quando as pessoas percebem que estão sendo ouvidas ativamente tendem a se sentir mais próximas do receptor. Essa maior proximidade cria mais intimidade e pode levar a uma comunicação muito mais profunda. No ambiente de trabalho, esse tipo de escuta é fundamental para alcançar bons resultados. 

Além de o ambiente organizacional ser pautado por muito mais respeito, há também o fato de que se diminui a necessidade de retrabalho. A clareza da comunicação leva as pessoas a ter uma compreensão mais ampla do que precisam fazer e da relevância de fazer.

Escuta ativa: confira 10 dicas de como colocar em prática

A seguir listamos 10 dicas de como colocar esse tipo de escuta em prática.

1. Demonstre interesse pela mensagem

Para colocar a escuta ativa em prática é essencial demonstrar interesse pelo que o outro tem a dizer. Enquanto o emissor transmite sua mensagem você deve manter o contato visual para que ele se sinta mais seguro.

A atitude do receptor tem grande impacto para que o emissor passe a mensagem corretamente. O contato visual contribui para reforçar o quanto você está interessado no que está sendo explicado. 

2. Seja empático

Empatia nada mais é do que se colocar no lugar do outro, compreendendo, assim, suas motivações e ações. No contexto da escuta ativa, a empatia funciona como uma ferramenta que te ajuda a compreender se o emissor está totalmente bem para cumprir sua função. Caso perceba que a pessoa está chateada ou preocupada por algum motivo externo, é importante dar o espaço para que ela transfira a conversa para outro momento.

3. Seja focado

Escutar ativamente depende de ter foco para assimilar e compreender aquilo que está sendo dito. Ainda que você esteja preocupado com algo, deve manter sua atenção totalmente naquilo que está sendo dito. 

Saber separar questões pessoais e profissionais é imprescindível para ser bem-sucedido. Se você é uma pessoa com dificuldade de manter o foco é interessante buscar formas de resolver esse problema para evitar passar uma imagem de desinteressado.

4. Observe o emissor

Enquanto está ouvindo a mensagem que alguém está transmitindo, é interessante observar atentamente o emissor. Pessoas que mexem muito as mãos e parecem inquietas certamente estão nervosas. 

Ao identificar que o emissor está com algum tipo de dificuldade é essencial buscar uma forma de remediar essa questão. Parte da escuta ativa é criar um ambiente seguro para que as pessoas possam transmitir suas mensagens. Leve a outra pessoa a entender que pode confiar plenamente em você. 

5. Deixe sua mente trabalhar em paralelo

Enquanto o emissor está falando, é fundamental que você apenas ouça o que está sendo dito. Não dê sugestões e nem interrompa com questões de pouca relevância. Sua mente pode e deve trabalhar em paralelo para ter alguma solução para apresentar. No entanto, enquanto o outro fala, você deve apenas ouvir. Quando o emissor concluir sua fala você pode então dar início à exposição de suas sugestões. 

6. Pergunte 

Quando o emissor concluir sua mensagem, você pode e deve fazer perguntas. Esses questionamentos ajudarão a deixar claro se a mensagem foi devidamente compartilhada. As questões devem girar em torno do que está sendo debatido para que o emissor compreenda os rumos que a conversa tomou. As perguntas funcionam como um reforço dos pontos abordados. 

7. Esteja aberto para questões

Suas perguntas podem suscitar questões no emissor e parte da escuta ativa está em se mostrar aberto para responder a perguntas também. Lembre-se de que a comunicação se baseia no estabelecimento de um diálogo aberto. Dialogar significa trocar ideias e construir compreensões em conjunto. Permitir que essa troca aconteça é o segredo para demonstrar o quanto se está escutando ativamente. 

8. Use a linguagem corporal

A linguagem corporal (também chamada de comunicação não-verbal) é importante para demonstrar seu interesse pelo que está sendo dito pela outra pessoa. Demonstrar através do corpo que está escutando e assimilando é fundamental para que o outro se sinta inclinado a manter a comunicação. Evite permanecer com os braços cruzados e não faça gestos que possam denotar falta de interesse na conversa. 

9. Evite possíveis distrações

Você é o tipo de pessoa que se distrai com facilidade? Então precisa ficar atento para evitar que as distrações façam com que o emissor pense que você não está interessado. Reconhecer seu potencial para se distrair é o primeiro passo. Em seguida, você deve entender o que te leva a se distrair com tanta facilidade. 

Com esse entendimento você deve focar em evitar os possíveis desvios de foco. Se o seu celular é um dos elementos que te distraem, deixe-o no silencioso e guardado em um lugar em que não possa vê-lo. O ideal é buscar formas de se blindar das distrações

10. Não julgue o emissor

A escuta ativa também demanda que não se julgue o emissor, pois isso pode fazer com que o outro se retraia. Então, evite fazer expressões faciais e usar frases que demonstrem discordância com aquilo que está sendo dito.

Ainda que você não concorde com o que está sendo falado, aguarde seu momento de se expressar e apresente a sua opinião com respeito. Lembre-se de que o intuito dessa conversa é chegar a um acordo e não provar que o outro está errado. 

Com essas dicas você poderá desenvolver sua capacidade de escuta ativa! Aproveite para deixar seu comentário abaixo e compartilhar o conteúdo em suas redes sociais para passar o conhecimento adiante!

O artigo é bom, né?

No IBC é assim, não custa nada evoluir e alcançar resultados extraordinários. Se você quer seguir por esse caminho de evolução é só baixar o nosso e-book gratuito,
Tudo sobre Coaching. Preencha o formulário abaixo com seus dados para ler.
José Roberto Marques

Sobre o autor: José Roberto Marques é referência em Desenvolvimento Humano. Dedicou mais de 30 anos a fim de um propósito, o de fazer com que o ser humano seja capaz de atingir o seu Potencial Infinito! Para isso ele fundou o IBC, Instituto que é reconhecido internacionalmente. Professor convidado pela Universidade de Ohio e Palestrante da Brazil Conference, na Universidade de Harvard, JRM é responsável pela formação de mais de 50 mil Coaches através do PSC - Professional And Self Coaching, cujo os métodos são comprovados cientificamente através de estudo publicado pela UERJ . Além disso, é autor de mais de 50 livros publicados.



*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário

IBC - Instituto Brasileiro de Coaching: Av. Prof. Venerando Freitas Borges, 561 - Setor Jaó - Goiânia/ GO - CEP: 74.673-010
CNPJ: 31.328.744/0001-63