Confraternização na empresa: o que você deve ou não fazer

pessoas brindando com taça de champagne

As confraternizações de final de ano na empresa são um momento de descontração, mas é necessário que o colaborador tome alguns cuidados para que sua conduta não influencie negativamente sua imagem.

No meio corporativo, o fim do ano é marcado pelas festas de confraternização. É o momento em que gestores e colaboradores comemoram os resultados da empresa, partilham as suas experiências e orientam o início de um novo ciclo. A ocasião é ideal para que os diferentes departamentos, que no dia a dia podem não ter tanto contato, possam estreitar relações e fazer networking.

Apesar do clima descontraído, as festas de confraternização nada mais são do que uma extensão do ambiente de trabalho para uma ocasião de menor formalidade. Sendo assim, é essencial que o profissional se atente quanto à maneira de se portar no evento, pois as suas ações estarão em constante observação, e o esforço de todo o ano de trabalho pode acabar do dia para a noite se alguns cuidados não forem tomados.

Por conta disso, separamos algumas dicas de comportamentos que são vistos com bons olhos e também uma relação de atitudes que devem ser evitadas. É claro que, entre as empresas, o grau de formalidade desses eventos pode variar. No entanto, zelar pela sua imagem profissional deve ser prioridade, mesmo nesses momentos de descontração. Para descobrir as dicas do que fazer e do que NÃO fazer, continue a leitura a seguir!

Quer saber mais sobre a metodologia do coaching?

Vamos liberar o acesso para você só hoje!

Dicas do que fazer na confraternização da empresa

  • Comparecer à festa de fim de ano da organização não é uma tarefa fácil para todo mundo. Mesmo assim, é de bom tom marcar presença nesses eventos, pois a empresa investiu tempo e dinheiro para reunir os seus colaboradores, e isso mostra que você se importa com a empresa e os colegas de trabalho. Além disso, quem não é visto não é lembrado, e você poderia ser julgado como “antissocial”;
  • Caso você participe da tradicional brincadeira de amigo secreto (ou amigo oculto), tenha cuidado na escolha do presente. Opte por algo neutro, que não gere comentários e duplas interpretações. Atente-se também ao orçamento: não compre nada muito barato e nem muito caro, de modo que o seu presente não se diferencie demais dos outros. Especialmente se você tiver tirado um superior, evite que o ato de presentear seja visto como bajulação;
  • Tenha prudência na escolha do seu vestuário. Informe-se sobre a localização e o horário de realização da festa e tenha cuidado quanto a roupas informais, decotes, maquiagens excessivas e acessórios exagerados. Pesquise sobre o nível de formalidade do evento antes de fazer as suas escolhas;
  • Apesar de as confraternizações servirem comida e bebida (inclusive alcoólica), é essencial que você coma e beba de forma moderada. Evite prejudicar a sua reputação perante os gestores e demais colaboradores;
  • O momento de descontração é ideal para você socializar com as diferentes pessoas que compõem a empresa em que você trabalha. Assim, considere conhecer também os profissionais de outras áreas e crie vínculos com eles. Isso pode auxiliar na resolução de eventuais problemas na sua rotina de trabalho, além de contribuir com a sua formação profissional;
  • Evite ficar pouco tempo no evento, pois isso pode transmitir a ideia de que você não se importa com o esforço da empresa em realizar a festa ou que ela não é uma prioridade para você. Tomar cuidado para não ser o último da festa a ir embora também é fundamental;
  • Algumas organizações não permitem que o colaborador leve acompanhante para a confraternização. Confirme se esse é o caso do seu local de trabalho e só leve alguém se for autorizado;
  • Evite conversar com os outros profissionais apenas sobre a rotina de trabalho. Esse é um momento para relaxar e tratar de assuntos diferentes;
  • Caso você perceba que algum colega exagerou quanto ao consumo de bebidas, ajude-o de forma discreta para evitar fofocas.

Quer descobrir qual grau da sua felicidade?
Clique aqui e acesse o “Termômetro da Felicidade”!

Dicas do que NÃO fazer na confraternização da empresa

  • Tome cuidado ao dançar. Evite chamar a atenção e não dance de forma sensual. O momento é informal, mas o círculo de pessoas é profissional;
  • As festas de fim de ano são uma oportunidade de aproximação entre gestores e colaboradores. Mesmo assim, o momento não deve incluir reclamações de trabalho, fofoca sobre outros profissionais e pedidos de promoção ou aumento de salário. Certamente não é o momento disso;
  • Não fotografe ou poste momentos constrangedores de outros colegas nas redes sociais. Além de ser uma atitude de péssimo tom (você não gostaria que alguém fizesse isso com você), isso pode transmitir a ideia de inconveniência e de perda de profissionalismo. Lembre-se também de que os supervisores podem ver essas fotos e julgar os envolvidos nesses momentos;
  • Mesmo se a empresa não possuir restrição quanto ao relacionamento amoroso entre os colaboradores, o evento não é a hora ideal para flertar. Prefira se encontrar com a pessoa em outra situação e em outro lugar, longe dos demais colaboradores e gestores.

Uma extensão do local de trabalho

As festas de confraternização são ideais para estabelecer networking, relaxar e conversar sobre assuntos distintos daqueles típicos do ambiente de trabalho. Também são ótimas ocasiões para que a empresa evidencie o quão importantes os colaboradores são para que ela se mantenha ativa. Todavia, jamais tire da mente que esses eventos continuam sendo extensões do ambiente e do círculo social do trabalho.

Sendo assim, é primordial que todos tenham responsabilidade e não cometam excessos, a fim de evitar que um momento de descontração vire uma dor de cabeça e quem sabe até uma demissão no dia seguinte. Portanto, seja consciente das suas atitudes e não “perca a linha” sobre a sua conduta, nem permita que os seus colegas façam o mesmo, OK?

E você, querida pessoa, já participou de alguma confraternização de empresa? Tem alguma história que ilustre a importância de manter uma postura minimamente profissional nesses eventos? Então, deixe um comentário no espaço a seguir. Por fim, que tal levar essas dicas a todos os seus amigos, colegas de trabalho, familiares e a quem mais possa se beneficiar delas? Compartilhe este artigo nas suas redes sociais!

José Roberto Marques

Sobre o autor: José Roberto Marques é referência em Desenvolvimento Humano. Dedicou mais de 30 anos a fim de um propósito, o de fazer com que o ser humano seja capaz de atingir o seu Potencial Infinito! Para isso ele fundou o IBC, Instituto que é reconhecido internacionalmente. Professor convidado pela Universidade de Ohio e Palestrante da Brazil Conference, na Universidade de Harvard, JRM é responsável pela formação de mais de 50 mil Coaches através do PSC - Professional And Self Coaching, cujo os métodos são comprovados cientificamente através de estudo publicado pela UERJ . Além disso, é autor de mais de 50 livros publicados.



*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário

IBC - Instituto Brasileiro de Coaching: Av. Prof. Venerando Freitas Borges, 561 - Setor Jaó - Goiânia/ GO - CEP: 74.673-010