Avaliação de Performance – O que é e como fazer?

Gestor analisando dados de performance em um computador

A avaliação de performance é uma ferramenta essencial para uma gestão de pessoas eficiente.

A avaliação de performance é uma ferramenta essencial para uma gestão de pessoas eficiente. A função dessa avaliação é identificar como está a performance de funcionários ou equipes da companhia em um ciclo específico. É uma ferramenta fundamental para que o gestor saiba quais são os processos que precisam ser aprimorados.

Com as respostas obtidas pela avaliação de performance é possível redirecionar o planejamento da companhia. Continue lendo para saber mais sobre o conceito dessa avaliação e como aplicá-la na sua empresa.

O que é Avaliação de Performance?

O papel da avaliação de performance é fornecer informações cruciais para otimizar processos e atuações profissionais. Consiste em uma ferramenta fundamental para o gestor da companhia. Por meio dessa avaliação é possível detectar pontos que precisam ser adequados na força de trabalho. Para obter os melhores resultados é essencial alinhar o método de aplicação da avaliação com os objetivos corporativos.

Comece a ter o

Destaque

que você merece!

Preencha os campos abaixo para receber o e-book.

Dicas de como realizar uma Avaliação de Performance

Agora que você já conhece o conceito de avaliação de performance, explicaremos como aplicar o método na sua companhia.

1. Escolha o momento ideal para a avaliação

É interessante que a avaliação de performance seja realizada dentro de uma periodicidade. No entanto, não há uma regra quanto ao tempo ideal entre uma avaliação e outra. Cada empresa funciona de uma forma e a periodicidade adotada deve estar alinhada com a realidade corporativa de cada organização.

Em geral, avaliações de performance mensais oferecem bons resultados, no sentido de permitir feedbacks constantes. Porém, dependendo do tipo de projeto realizado pela equipe, pode ser interessante adotar um ritmo de avaliação semanal, bimestral, trimestral, entre outros.  O momento ideal para realizar esse tipo de análise é quando o gestor percebe que a equipe precisa receber um redirecionamento.

2. Escolha o modelo ideal de avaliação de performance

O modelo de avaliação de performance deve ser escolhido de acordo com os objetivos da avaliação. Confira a seguir os principais modelos.

Avaliação por competência

Esse é o modelo de avaliação de performance mais utilizado nos dias de hoje por empresas de segmentos variados. O objetivo desse modelo é avaliar as atitudes, habilidades e conhecimentos dos profissionais para desempenhar determinadas tarefas.

Avaliação por objetivos

Consiste em um método de avaliação mais pragmático, em que são estabelecidas metas previamente. A avaliação consiste na análise do quanto essas metas foram alcançadas. O gestor verifica se tudo o que foi determinado foi realizado.

Avaliação por incidentes críticos

Método de avaliação de performance em que o foco está no histórico de ocorrências do profissional. Basicamente, o gestor verifica o histórico de situações em que houve mau comportamento do profissional ou momentos de destaque positivo. A base para essa avaliação é um registro completo de incidentes.

Avaliação atrelada ao custo

Esse tipo de avaliação analisa o quanto de lucro um colaborador trouxe para a empresa em comparação com o custo para mantê-lo. Pode-se dizer que se trata de uma análise de custo e benefício.

Avaliação por distribuição forçada

Os funcionários são avaliados e categorizados nos seguintes grupos: excelente, satisfatório, mediano, insatisfatório e bastante insatisfatório. A partir disso, é determinado o destino dos colaboradores, que pode ser a promoção, manutenção no mesmo cargo ou dispensa.

Agora que já conhece os principais métodos pode escolher o mais indicado para a realidade da sua companhia.

3. Análise da motivação

A pesquisa de avaliação de performance deve ter como um dos seus objetivos detectar o que motiva os colaboradores. Entender o que move os profissionais da sua companhia é muito importante para traçar estratégias. Inclusive, a pesquisa permite identificar diferentes perfis entre os colaboradores. Cada perfil pode entregar mais resultados com estratégias diferentes.

4. Avalie as soft skills

Identificar a capacidade de cada colaborador trabalhar em equipe é essencial para entender o quanto ele pode oferecer. Por esse motivo, a avaliação de performance deve se atentar para as soft skills, ou seja, habilidades comportamentais dos colaboradores. A avaliação deve buscar identificar como o colaborador atua diante de um conflito.

Há boa comunicação entre o colaborador e o restante da equipe? No contexto do trabalho em grupo, há facilidade para delegar tarefas? O profissional possui perfil de liderança? Aproveitar a avaliação de performance para saber mais sobre o lado subjetivo dos colaboradores é essencial para conquistar bons resultados.

5. Explique os benefícios para os colaboradores

Para que a avaliação de performance seja bem-sucedida, é essencial que os colaboradores compreendam seus benefícios. O objetivo é ajudar os gestores a conhecerem melhor os membros da sua equipe. Os profissionais não devem encarar como uma ameaça e sim como uma oportunidade de troca de feedbacks com a liderança.

6. Avaliação dos resultados

A etapa de avaliação dos resultados dessa análise é essencial para entender se há a necessidade de um redirecionamento. O gestor deve ter diante de si um compilado de respostas sobre a performance de cada membro da equipe. Analise o quanto cada funcionário vem entregando e se está dentro das expectativas.

Para isso, verifique se o colaborador cumpre as metas previamente estabelecidas e se ele entrega resultados consistentes. O quanto esse profissional contribui para os bons resultados dos colegas? Mais do que saber o quanto o funcionário faz sozinho, é essencial saber o quanto ele impacta positivamente o trabalho dos seus pares na empresa.

7. Análise de potencial dos colaboradores

Por fim, é importante que a avaliação de performance seja utilizada como uma ferramenta para identificar o potencial dos colaboradores.  Observando os objetivos e planos da empresa em médio e longo prazo, o colaborador em questão tem potencial para contribuir? No tópico acima explicamos que é importante entender os resultados oferecidos pelo funcionário. Mas, além disso, é fundamental saber o que ele ainda pode entregar.

Inclusive, é interessante considerar qual é o fator de motivação de cada colaborador. Será que a empresa conseguirá potencializar esse engajamento ao longo do tempo? Esse entendimento ajuda a entender se existe uma real sinergia entre o que está sendo entregue e o que está sendo estimulado.

Gostou de saber mais sobre avaliação de performance? Aplique na sua empresa e verifique o desempenho dos seus colaboradores!

Aproveite para deixar seu comentário abaixo e compartilhar o conteúdo através das suas redes sociais!

Imagem: Por Rawpixel

E aí, curtiu esse conteúdo?

Saiba que ele é apenas a pontinha do iceberg e você pode desenvolver suas habilidades de liderança muito mais. Baixe agora o ebook Leader Coach e aprenda como extrair o máximo resultado da sua equipe.
Preencha o formulário, é de graça.
José Roberto Marques

Sobre o autor: José Roberto Marques é referência em Desenvolvimento Humano. Dedicou mais de 30 anos a fim de um propósito, o de fazer com que o ser humano seja capaz de atingir o seu Potencial Infinito! Para isso ele fundou o IBC, Instituto que é reconhecido internacionalmente. Professor convidado pela Universidade de Ohio e Palestrante da Brazil Conference, na Universidade de Harvard, JRM é responsável pela formação de mais de 50 mil Coaches através do PSC - Professional And Self Coaching, cujo os métodos são comprovados cientificamente através de estudo publicado pela UERJ . Além disso, é autor de mais de 50 livros publicados.



*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário

IBC - Instituto Brasileiro de Coaching: Av. Prof. Venerando Freitas Borges, 561 - Setor Jaó - Goiânia/ GO - CEP: 74.673-010
CNPJ: 31.328.744/0001-63