Liderar x Gerenciar – Existem Diferenças?

O xadrez de ouro lidera o peão de prata.

Liderar x Gerenciar: quais são as diferenças?

No ambiente organizacional, há uma ampla gama de cargos e funções que demandam capacidade de gerenciamento e liderança. Embora as duas capacidades sejam bastante relevantes, é importante dizer que não são sinônimos exatamente. Gestão e liderança não são termos equivalentes, compreender essa diferença é determinante para o sucesso da companhia.

Continue lendo para entender mais profundamente o que significa cada uma das duas competências e como elas se complementam. Liderança e gerenciamento são fundamentais para tornar uma empresa mais competitiva, mas não são sinônimos.

Comece a ter o

Destaque

que você merece!

Preencha os campos abaixo para receber o e-book.

Liderar x Gerenciar: entendendo os conceitos

Liderar e gerenciar são duas competências muito relevantes para qualquer empresa e, na prática, são complementares. Para ampliar o ponto de vista a esse respeito vamos explicar em detalhes o que é cada conceito e as suas diferenças.

O que é liderar?

A liderança consiste na capacidade de influenciar pessoas a trabalhar com entusiasmo na busca por um objetivo comum. Quando falamos sobre liderança, estamos nos referindo à capacidade de se relacionar bem com as outras pessoas.

O líder sabe trabalhar com as características dos seus liderados, tanto as qualidades quanto os pontos a desenvolver. A liderança compreende as necessidades e motivações internas dos colaboradores.

O bom líder é aquele que compreende que cada indivíduo é único e, dessa forma, tem habilidades diferenciadas para entregar. A liderança pode ser comparada a um jogo de xadrez, mas não a um jogo de damas, pois, no primeiro, cada peça executa um movimento diferente.

Também é importante mencionar que a liderança não depende do cargo que um indivíduo ocupa em uma empresa. Ela é preponderante para que os colaboradores compartilhem a visão do todo e se envolvam com a busca de resultados.

E o que é gerenciar?

Acima ficou evidente que a função da liderança é conhecer e saber trabalhar com as características dos seus liderados. Por sua vez, a função do gerenciamento é trabalhar com os recursos da companhia. Logo, gerenciamento se refere a estabelecer planos, metas e estratégicas para alcançar os resultados esperados.

A competência de gerenciar é determinante para as empresas, já que permite que os processos internos transcorram com tranquilidade. A partir de um bom gerenciamento, é possível que os prazos sejam cumpridos e as metas alcançadas.

Há inúmeras formas e processos de gerenciamento com potencial de entregar bons resultados. Nos últimos tempos, o destaque tem sido dos métodos ágeis. Esses métodos estão se destacando consideravelmente em decorrência das grandes transformações que demandam respostas mais rápidas.

Dentre os métodos que podemos citar está o Scrum, método de gerenciamento de projetos com foco na gestão de metas. Mas é claro que cada companhia deve escolher o método de gerenciamento mais alinhado com as suas necessidades.

Liderar x Gerenciar: quais são as diferenças?

O ponto principal das diferenças entre liderar e gerenciar com certeza é que liderança tem relação com pessoas e gerenciamento com recursos. Entender os dois termos como sinônimos pode trazer sérios prejuízos para a organização.

Gerenciar colaboradores não é a melhor abordagem, pois é fundamental saber liderá-los. A liderança de equipes observa as diferenças existentes entre os funcionários, dando enfoque para seus sentimentos, aspirações e desejos. Entenda melhor essas diferenças a seguir.

Foco

A liderança tem como foco a gestão de pessoas, enquanto o gerenciamento cuida do uso consciente dos recursos. Sendo assim, temos como principal diferença entre as duas capacidades o seu enfoque.

O líder aprende a olhar para a sua equipe e entender cada colaborador como um indivíduo único. Já o bom gerente sabe que precisa aliar a sua capacidade de liderança da equipe com uma boa gestão de recursos.

Logo, a liderança e o gerenciamento devem caminhar lado a lado. O gerente deve estar atento para a forma como os recursos estão sendo utilizados. Mas também para como os colaboradores estão interagindo e tendo suas necessidades atendidas. Fica a dica de que capacidade de liderança pode ser aprendida, então, vale um pouco mais de esforço e dedicação.

Métodos

Outro ponto diferencial entre liderança e gerenciamento está nos métodos utilizados para colocar cada habilidade em prática. O gerenciamento deve estar calcado em indicadores numéricos e de qualidade.

Afinal, é importante compreender como os recursos vêm sendo empregados no cotidiano da companhia. A partir dos dados gerados pelos indicadores, é possível fazer uma leitura completa de como cada recurso está sendo aproveitado.

Por sua, vez o líder deve observar especialmente questões subjetivas de comportamento dos seus liderados. Para ser bom em liderar, é necessário conhecer as pessoas que fazem parte da sua equipe, suas habilidades e dificuldades.

Chegar a esse nível de profundidade demanda uma observação mais meticulosa no dia a dia. Contudo, vale ressaltar que, em ambos os casos, é determinante contar com informações e dados.

Acompanhamento

A partir dos dados e da observação, é possível chegar a algumas conclusões acerca dos colaboradores e dos recursos. A forma como o acompanhamento em busca de melhorias será feito também é diferente entre liderança e gerenciamento. O líder deve estar por perto dos seus subordinados para que eles compreendam que têm alguém para auxiliá-los.

Já o gerente deve estabelecer uma estratégia prática com foco em melhorar o uso dos recursos. O acompanhamento numérico dessas estratégias e seus resultados é determinante para entender como o plano vem se desenvolvendo. Lembrando que o gerente e o líder podem ser a mesma pessoa, a questão está na forma de administrar os planos referentes aos colaboradores e aos recursos.

Mensuração de resultados

No gerenciamento, a mensuração de resultados leva em consideração a melhora ou piora dos números. Basicamente, o gerente verifica se as soluções empregadas por ele foram bem-sucedidas. A ideia é saber se o planejamento contribuiu efetivamente para que os recursos fossem mais bem aproveitados.

Já a mensuração dos resultados obtidos pela liderança é feita não somente com base em indicadores numéricos de desempenho. O líder deve manter o diálogo aberto com a sua equipe para compreender o quanto as suas ações impactaram positivamente para resolver algumas situações.

Gostou de saber mais sobre as diferenças entre liderar e gerenciar? Deixe seu comentário abaixo e compartilhe o conteúdo para levar o conhecimento adiante!

E aí, curtiu esse conteúdo?

Saiba que ele é apenas a pontinha do iceberg e você pode desenvolver suas habilidades de liderança muito mais. Baixe agora o ebook Leader Coach e aprenda como extrair o máximo resultado da sua equipe.
Preencha o formulário, é de graça.
José Roberto Marques

Sobre o autor: José Roberto Marques é referência em Desenvolvimento Humano. Dedicou mais de 30 anos a fim de um propósito, o de fazer com que o ser humano seja capaz de atingir o seu Potencial Infinito! Para isso ele fundou o IBC, Instituto que é reconhecido internacionalmente. Professor convidado pela Universidade de Ohio e Palestrante da Brazil Conference, na Universidade de Harvard, JRM é responsável pela formação de mais de 50 mil Coaches através do PSC - Professional And Self Coaching, cujo os métodos são comprovados cientificamente através de estudo publicado pela UERJ . Além disso, é autor de mais de 50 livros publicados.



*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário

IBC - Instituto Brasileiro de Coaching: Av. Prof. Venerando Freitas Borges, 561 - Setor Jaó - Goiânia/ GO - CEP: 74.673-010