Digitalização do RH – O que é e quais os seus benefícios?

Mulher usando um computador

Confira os principais benefícios do processo de digitalização do RH.

A digitalização do RH é cada vez mais importante para as empresas que desejam estar alinhadas com o mercado atual. Trata-se de um processo que vai além da simples aplicação da tecnologia e que acontece em etapas. No artigo a seguir iremos comentar com mais detalhes essas etapas e os benefícios que oferecem para a companhia.

Preencha AGORA o formulário para descobrir!

Afinal, o que é a digitalização do RH?

A digitalização do RH consiste em substituir, gradualmente, processos físicos e manuais do setor por processos digitais. No entanto, é um modelo que vai além da simples substituição de papéis pelo computador. Esse é um processo que se propõe a fazer mudanças consistentes. Em linhas gerais, a digitalização do RH consiste na adoção de um modelo mental diferenciado auxiliado por novas tecnologias.

A digitalização de um setor significa bem mais do que simplesmente investir em ferramentas digitais. Trata-se de mudar a forma como os processos são realizados focando na obtenção de melhores resultados em médio e longo prazo. Softwares, sistemas e ferramentas digitais substituem os processos antigos culminando na automação da rotina do RH. 

Os colaboradores do RH ficam livres das atividades manuais e repetitivas, tendo mais tempo para focar em ações criativas. Um setor que passa pela digitalização torna-se muito mais ágil em processos como recrutamento e seleção. A digitalização do RH é o primeiro passo para que o RH se torne otimizado. 

Digitalização do RH: conheça os principais benefícios

O processo de digitalização do RH permite que o setor se torne mais criativo, dinâmico e estratégico. O desenvolvimento de tais qualidades permite que o RH saia do caráter reativo e operacional para se tornar criativo e estratégico. A seguir apresentaremos os principais benefícios desse processo. 

1. Agilidade dos processos de recrutamento e seleção

Os processos de recrutamento e seleção são imprescindíveis para o bom funcionamento do RH. Eles podem construir uma imagem positiva ou negativa da companhia diante dos candidatos. A digitalização do RH contribui para que esses processos se tornem mais ágeis e focados na busca dos candidatos mais alinhados com as vagas.

A partir do desenvolvimento de processos ágeis de recrutamento e seleção, é possível reduzir o tempo das contratações. Além de contratar em menos tempo, também é importante mencionar que é mais fácil escolher os perfis mais interessantes para a empresa. Com o passar do tempo, a tendência é reduzir o turnover (rotatividade) porque foram contratados os candidatos mais efetivos.

E claro que a digitalização do RH também contribui para agilizar e melhorar a realização de outros processos rotineiros do setor. O processo de admissão de novos colaboradores, as avaliações de desempenho, entre outros, funcionam de forma muito mais dinâmica. 

2. Uso de dados para a tomada de decisões

Tomar decisões com base em dados concretos e atuais é sempre a melhor forma de trabalhar. A digitalização do RH permite estabelecer indicadores e métricas de avaliação de acordo com a performance do setor e dos colaboradores. O RH se torna mais preciso e estratégico tendo por base os dados armazenados pelo processo de digitalização. Torna-se mais simples entender qual é o melhor caminho a seguir.

3. Aumento da produtividade

O RH digital substitui os papéis por softwares e essa pequena grande mudança contribui para um aumento de produtividade exponencial. As ferramentas digitais permitem armazenar os documentos na nuvem, de maneira que eles ficam acessíveis para os colaboradores em qualquer lugar. 

A digitalização ajuda a potencializar a boa comunicação e a troca de informações em tempo real. A burocracia que atrasa consideravelmente a rotina do RH tende a ser bastante reduzida com a digitalização. O setor se torna mais estratégico, podendo dar vazão a ações mais relevantes para cada momento. 

Os processos digitais ajudam a tornar o setor de RH mais produtivo e criativo. Não demora para que os frutos do processo de digitalização do RH comecem a ser colhidos. A performance do setor se reflete em uma melhora de performance da companhia de maneira geral. 

Processo de digitalização do RH

Agora que você já sabe o que é e quais são as vantagens da digitalização do RH, chegou o momento de saber como fazer. Basicamente, devem ser seguidos três passos para a sua concretização. 

Passo 1. Repensando os processos

O primeiro passo para dar início à digitalização do RH é analisar a situação atual do setor. O objetivo é entender como o setor trabalha no momento e quais são os pontos em que pode melhorar. Quais são as ações manuais que podem ser digitalizadas? Quais processos precisam ser repensados para se tornar mais ágeis? 

O gestor de RH deve anotar os processos e etapas mais demoradas para tentar encontrar soluções tecnológicas. Também é um bom momento para conversar com os colaboradores do setor a respeito da opinião deles sobre a digitalização. Contar com a compreensão e aceitação da equipe é fundamental.

Passo 2. Repense as experiências

O gestor de RH deve compreender como uma experiência todo ponto de contato dos colaboradores com o setor. A experiência dos funcionários (de outros setores e do próprio RH) é lenta, ineficaz e burocrática? Se essa for a realidade encontrada, saiba que os dois lados perdem, o setor e os colaboradores. O levantamento usado na etapa anterior pode ser de grande utilidade para repensar as experiências. 

Esse é o momento em que se deve repensar todas as principais experiências, como o recrutamento e seleção de colaboradores. Como a tecnologia pode tornar essas experiências mais positivas? E na admissão dos colaboradores, como é possível tornar a experiência mais agradável? Tenha em mente que reduzir burocracias e papéis é sempre o melhor caminho. 

Passo 3. Investimento em tecnologia

Por fim, o terceiro passo da digitalização do RH consiste no investimento em tecnologia. Com o entendimento de quais processos precisam ser otimizados e como fazer isso, é importante adquirir os recursos tecnológicos pertinentes. É essencial que o gestor de RH se ocupe de conhecer com mais detalhes as opções de ferramentas para encontrar as melhores. 

Pesquisas a respeito de softwares e plataformas devem ser feitas buscando a melhor opção para a sua companhia especificamente. O objetivo é sempre melhorar a experiência da sua empresa junto aos seus colaboradores. 

Gostou de saber mais sobre o processo de digitalização do RH? Aproveite para deixar seu comentário abaixo e compartilhar o conteúdo com amigos que se interessem pelo assunto!

O artigo é bom, né?

No IBC é assim, não custa nada evoluir e alcançar resultados extraordinários. Se você quer seguir por esse caminho de evolução é só baixar o nosso e-book gratuito,
Tudo sobre Coaching. Preencha o formulário abaixo com seus dados para ler.
José Roberto Marques

Sobre o autor: José Roberto Marques é referência em Desenvolvimento Humano. Dedicou mais de 30 anos a fim de um propósito, o de fazer com que o ser humano seja capaz de atingir o seu Potencial Infinito! Para isso ele fundou o IBC, Instituto que é reconhecido internacionalmente. Professor convidado pela Universidade de Ohio e Palestrante da Brazil Conference, na Universidade de Harvard, JRM é responsável pela formação de mais de 50 mil Coaches através do PSC - Professional And Self Coaching, cujo os métodos são comprovados cientificamente através de estudo publicado pela UERJ . Além disso, é autor de mais de 50 livros publicados.



*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário

IBC - Instituto Brasileiro de Coaching: Av. Prof. Venerando Freitas Borges, 561 - Setor Jaó - Goiânia/ GO - CEP: 74.673-010
CNPJ: 31.328.744/0001-63