Gestão Organizacional: Conceito e Definição

Gestão Organizacional Entenda o conceito de Gestão Organizacional

 

A gestão organizacional é o planejamento de todas as ações que contribuem para o pleno funcionamento de um sistema, o que resulta na efetivação de tarefas, metas e/ou objetivos gerais. Nada mais é do que a administração de um negócio, empresa ou organização, com o objetivo de alcançar metas e conquistar resultados positivos e rentáveis.

A função desse tipo de conceito de gestão tem como finalidade conduzir pessoas e processos de forma eficaz, promover melhorias, criar um ambiente colaborativo, motivado, propício ao autodesenvolvimento e, consequentemente, à conquista de resultados. Visto como um modelo de trabalho, este tipo de organização é orientada por uma política de valores da própria instituição, que influenciam em todas as etapas dos processos nas diversas áreas.

As recorrentes modificações e o avanço de tecnologias no cenário corporativo da atualidade tornam a gestão organizacional eficaz ainda mais eficiente e necessária. Através dela se torna viável a criação de métodos e técnicas de atuação, que são capazes de garantir a adaptação, sobrevivência e competitividade, de maneira sadia, de uma empresa que quer ser relevante no mercado. Essas orientações devem estar presentes em estratégias como:

  • Planejamento de ações internas ou externas;
  • Gestão de recursos humanos e materiais;
  • Estabelecimento de estrutura hierárquica ou horizontal;
  • Estabelecimento de escopo de cada funcionário;
  • Elaboração de planos de carreira;
  • Regras de remuneração;
  • Orientações de cultura organizacional;
  • Definição de benefício

Dentro deste ponto de vista sociológico, o autor Charles Perrow relata a possibilidade de deslocar o olhar para problemas fundamentais das organizações e afastar das perspectivas que atribuem os impasses de gestão das organizações às pessoas, aos indivíduos (aspectos psicológicos) ou aos relacionamentos entre pequenos grupos (psicologia social), por exemplo. 

Não basta, identificar os “defeitos das pessoas” e “modificá-las” para atingir melhoria da organização, já que “as atitudes das mesmas são determinadas tanto pela organização na qual trabalham como pelas suas atitudes preexistentes como ser humano.

Porém estas vantagens não surgem de uma hora para outra. O processo de melhoria é gradativo e cíclico. Ou seja: a equipe vai estar em constante evolução. Pense no quanto estar dentro de um local profissional, que valoriza o autodesenvolvimento, é bom para o progresso de cada funcionário! E assim, a empresa obtém o que almejava, no caso o lucro, além de contar com o desenvolvimento de cada pessoa que cooperou para isso.

A pessoa que lidera a corporação no comando desse processo de implementação, deve sempre elaborar um planejamento tanto de curto, como de médio e longo prazo que consiga contemplar todas as necessidades, metas e objetivos para cada uma das etapas. Assim, todos irão enxergar os resultados e compreender que há muito mais para se alcançar, principalmente a gestão. É interessante também ser transparente e sempre manter contato com os outros funcionários, a respeito dos êxitos obtidos, para que todos sintam que o trabalho está realmente fazendo a diferença

Qual a responsabilidade da Gestão Organizacional?

Na prática, você sabe o que uma gestão organizacional faz? Confira alguns dos aspectos e melhorias que ela oferece dentro de uma empresa:

Definição de estratégias

A gestão organizacional é a fração responsável por definir estratégias efetivas e assertivas para o crescimento e expansão dos resultados da organização. É uma forma de direcionar e aproveitar os recursos disponíveis. Essas estratégias devem estar alinhadas à missão e políticas da empresa, e levar em consideração fatores internos como forças e fraquezas, bem como os externos, como, ameaças e oportunidades. 

É necessário, portanto que se sustentem em dois fatores, sendo eles, objetivos coerentes e compreensão do meio em que atuam. Questionamentos como: “Quem é a minha empresa e quais são os princípios e valores que ela tem?”. São fundamentais para a definição da estratégia e o conceito de gestão tornar-se efetivo. 

É imprescindível ter noção do que está sucedendo no ambiente de atuação e ser capaz de empregá-lo a favor da empresa. Ela estabelece uma mesma direção para a organização, mesmo com diversos objetivos existentes, além de conseguir antecipar o problema, preparando o negócio para uma permanência  mais resistente e duradoura.

Implantar a cultura organizacional

Comum no contexto empresarial, a Cultura Organizacional significa a junção de valores, crenças, normas e rituais adotados por uma empresa. Uma boa gestão organizacional deve implantar uma cultura de práticas, valores e políticas que norteiam a empresa e devem ser seguidas por todos os colaboradores da organização. 

cultura organizacional reúne um sistema de valores compartilhados que orientam as ações de toda a equipe.

Todas as regras morais e éticas de conduta a seguir já estão definidas, incluindo normas, valores e expectativas da organização. Ainda assim, existe aquela pergunta que não quer calar: como implementar cultura organizacional? Para isso é necessário seguir alguns passos para que seja bem estabelecida e que não afete de forma negativa a empresa, como:

1 – Elaborar um documento sobre a cultura – Realizar um diagnóstico prévio da empresa e estabelecer a missão, os valores, onde está e onde deseja estar no futuro; Designar os princípios que auxiliam na tomada de decisão entre outras questões culturais. Este documento deve chegar a todos os colaboradores, não sendo de forma imposta ou obrigatória, de preferência.

2 – Manter um alinhamento dos objetivos com os colaboradores – É necessário incentivar o funcionário a “vestir a camisa” da empresa. Seguir os mesmos objetivos sempre. Para isto é importante um bom relacionamento entre as partes, com bastante diálogo. 

3 – Deixar claras as regras rotineiras – O funcionário deve ter conhecimento de todos os objetivos e valores da empresa, inclusive, padrões e comportamentos desejados pelo empresário, como por exemplo, algumas empresas exigem traje social de seus funcionários – o chamado dress code –, mas outras não, porém o colaborador deve ser bem orientado para que não o faça errado.

4 – Seja exemplo – Um líder deve ser a referência da equipe. A imagem dos gestores e diretores é de extrema importância, e é necessário ser zelada.

5 – Atente-se as contratações e demissões – O setor de recursos humanos (RH) deve estar inteiramente atualizado sobre a cultura organizacional da empresa e utilizá-la como pauta. O que significa que em um processo seletivo, por exemplo, o gestor deve expor todas as questões ligadas a este tema. Demonstrar como isso é importante fará a diferença na hora de contratar pessoas com o verdadeiro perfil da organização

6 – Promova ações de aproximação com a equipe – Para fortalecer a implementação da cultura, participar e incentivar a participação em comemorações e eventos, pode fortalecer. Assim é possível a promoção de feedbacks contínuos de maneira informal, sem constrangimento de alguma das partes. 

7 – Certifique-se de resultados – Por fim, é necessário conferir se está obtendo êxito na implementação. O que geralmente é medido pela satisfação e o maior engajamento dos colaboradores, o aumento na produtividade além da retenção de talentos.

Avaliar e promover o desenvolvimento dos colaboradores

A gestão organizacional também é responsável por avaliar o desempenho dos funcionários, além de promover melhorias, benefícios e desenvolvimento contínuo dos colaboradores para que estes sejam profissionais produtivos e com foco nos resultados. 

Um dos erros mais executados pelas empresas no processo de desenvolvimento de colaboradores é focar exclusivamente nos profissionais que apresentam desempenho menor. É importante que estes colaboradores recebam uma atenção especial, todavia, para que a empresa seja competitiva e se destaque no mercado, é preciso que todos os profissionais e gestores vivenciem diariamente experiências de aprendizagem. 

Para isto podem ser utilizadas estratégias como, atuação em projetos multidisciplinares, promoção de palestras e oficinas conduzidas pelos próprios colaboradores, propiciar um ambiente de biblioteca virtual, incentivar à autonomia, através de acompanhamento e futuros feedbacks, incentivar a criação de programas de mentoria e criação de comunidades de prática online bem como presenciais. 

O conceito de gestão é fundamental no mundo dos negócios, pois é por meio da ferramenta de gestão empresarial que é possível analisar a postura profissional.

Recrutamento e promoção de profissionais

A ascensão interna dentro de uma empresa é aquele processo de seleção de profissionais em busca de ocupar um posto de trabalho, no qual a preferência é dos trabalhadores já existentes dentro da companhia. Esta possibilidade de facilitar aos atuais empregados a opção de subir dentro da  própria empresa, reporta importantes benefícios, tanto para a companhia como para os profissionais. 

Portanto a promoção interna acrescenta diversas vantagens à empresa, como, maior motivação do pessoal, estímulo na produtividade, melhor adequação e aceitação da cultura organizacional, crescente possibilidade de êxito, redução da rotatividade dos colaboradores, além de queda nos custos.

Entretanto, a promoção interna, assim como as diversas ações dentro de uma empresa, tem suas desvantagens. As principais adversidades deste tipo de ação são: 

  • Estagnação: A circunstância da equipe não ser alterada com contratação, a fim de ocupar os cargos, priva outros profissionais com novas ideias,  metodologias e perspectivas, o que pode impossibilitar a empresa de se destacar;
  • Limitação das candidaturas: Restrição dos perfis, o que limita a variedade de talentos e habilidades na área;
  • Ocupação da vaga: Ao subir o empregado ao novo posto, a empresa tem a necessidade de ocupar o cargo que este ocupava anteriormente, de modo que surge uma cadeia de vagas que pode desacelerar o processo de adaptação das equipas ao novo organograma;
  •  Risco de prejudicar o clima laboral: Se o processo onde são recrutados os internos não é extremamente rígido e com a máxima transparência, podem surgir desavenças entre os empregados e críticas por falta de objetividade e justiça, quanto à seleção do trabalhador que possivelmente será promovido, assim desenvolver um ambiente laboral negativo.

Assim, para que a promoção interna seja eficaz, é importante que seja realizado uma avaliação prévia do capital humano. Ou seja, para conhecer quem é o candidato ideal para a nova candidatura, é necessário conhecer quais são as capacidades e o potencial dos atuais trabalhadores. 

É por este motivo, que a empresa deve contar com um programa de avaliação de desempenho, para com ele descobrir as capacidades e comportamentos de cada empregado, a sua evolução e novas habilidades, as suas expectativas e as suas fortalezas, de modo que o departamento de Recursos Humanos saiba, em caso de vaga, quem são os trabalhadores mais adequados para ocupar o posto.

Conclusão 

Uma boa gestão sabe investir e qualificar as pessoas, uma vez que a maior riqueza de uma organização é o capital humano (valor de cada indivíduo que contribui para o crescimento da empresa). Por isso, é extremamente necessário trabalhar o recrutamento de talentos, bem como a promoção de colaboradores internamente na empresa.

Toda empresa almeja bons profissionais, mas para conquistá-los é necessário manter uma equipe motivada e comprometida com a organização. Além disso, a retenção de talentos é primordial para a fidelização dos colaboradores. O conceito de gestão tem a finalidade de conquistar os resultados mais satisfatórios possíveis. Porém, eles só são alcançados quando as estratégias e os processos estão em sintonia. A empresa constrói um conjunto próprio de princípios e valores que são resultantes da interação sobre as pessoas.

A gestão empresarial pode representar fortes impactos na empresa. Portanto, caso não seja bem implementada, pode se tornar um problema de grande dimensão! Quando ela acontece de maneira programada e planejada, é possível sistematizar todas as atividades organizacionais e mapear o potencial de todos os funcionários envolvidos, o que acaba propor melhorias sempre que necessário.

Por este motivo, a maioria dos diretores, empresários, bem como os gestores optam pela contratação de uma consultoria para constituir uma avaliação e analisar quais são os pontos necessários para o estabelecimento de uma gestão organizacional efetiva.

Esse profissional ou empresa especializada trabalha na obtenção de conhecimento do modelo de negócio e da construção de estruturas internas. Tais sabedorias permitem que ele defina quais são os gaps internos que estão dificultando a obtenção de resultados ou até com o cumprimento dos processos.

Gostou de saber um pouco mais sobre Gestão Organizacional? Deixe seu comentário, falando o que você achou sobre o assunto e lembre-se de compartilhar o conteúdo em suas redes sociais, para que seus amigos também entendam um pouco mais o conceito e definição deste importante tema.

Copyright:  1117572671 – https://www.shutterstock.com/pt/g/fotogestoeber

O artigo é bom, né?

No IBC é assim, não custa nada evoluir e alcançar resultados extraordinários. Se você quer seguir por esse caminho de evolução é só baixar o nosso e-book gratuito,
Tudo sobre Coaching. Preencha o formulário abaixo com seus dados para ler.
Deixe seu Comentário

IBC - Instituto Brasileiro de Coaching: Av. Prof. Venerando Freitas Borges, 561 - Setor Jaó - Goiânia/ GO - CEP: 74.673-010