16 dicas de educação financeira para jovens empreendedores

Abrir um negócio é uma tarefa que encontra diversos obstáculos, especialmente quando o empreendedor é jovem e inexperiente.

 

Quem deseja empreender geralmente enfrenta dificuldades como a desestabilização da economia brasileira, aumento da inflação, mercado instável, muita burocracia, problemas com networking e captação de colaboradores, alta tributação e concorrência acirrada.

Quando o empreendedor é jovem, as dificuldades podem ser ainda maiores. Isso porque a falta de educação financeira faz com que o jovem empreendedor tenha dificuldade para administrar suas finanças e conciliar as contas do empreendimento. Para que a inexperiência financeira não seja um problema quando você for abrir o seu próprio negócio, estude bem sobre o seu empreendimento, planeje suas ações e prepare-se para enfrentar possíveis crises.

Quando jovem, precisamos, de fato estar atentos com a questão financeira. Muitas vezes, acabando nos entretendo com outros assuntos, priorizando questões diferentes e não pensamos que se iniciamos um planejamento desde cedo, teremos mais segurança e reservas para, quando no momento exato, exercer o empreendedorismo com tranquilidade e total suporte.

É natural vermos jovens por aí que não cuidam de suas economias. O perfil de quem começa a receber salários e deseja comprar aquilo que sempre sonhou de maneira independente é o mais comum nessa geração, mas também é o que acaba resultando em dívidas e zero educação financeira.

Dicas de educação financeira para jovens empreendedores

Seja você, jovem empreendedor ou não, as dicas abaixo certamente trarão um grande auxílio para sua vida pessoal e profissional. Confira:

  • Tenha a tecnologia como aliada: existem aplicativos e ferramentas que disponibilizam planilhas e softwares capazes de controlar as contas a pagar e receber, bem como investimentos, fluxo de caixa e o patrimônio da empresa;
  • Entenda que você pode errar: falhas existem no meio corporativo e pode acorrer justamente no seu negócio. Esteja preparado para possíveis erros e saiba como contorna-los para que eles não coloquem seu empreendimento em risco;
  • Liste ganhos e gastos: organize todo o lucro e gastos da sua empresa, assim como qual foi o meio de pagamento. Agrupar as despesas em categorias é uma maneira de facilitar o processo;
  • Estabeleça objetivos e prazos: quando você estabelece objetivos e prazos, você assume compromissos e se mantém motivado a alcançar as metas o mais rápido possível. Aquilo que você não estabelece um prazo, deixa de ser prioridade e acaba sendo esquecido;
  • Analise mensalmente seus objetivos: fragmentar as metas grandes em menores permite que elas sejam realizadas em sua totalidade, fazendo com que você alcance o seu objetivo;
  • Evite gastos desnecessários: quando o seu negócio estiver funcionando, evite gastos com investimentos desnecessários. Planeje bem para entender aquilo que realmente é importante e o que é supérfluo;
  • Faça cálculos: calcular a diferença entre o lucro e os gastos do seu negócio é essencial para que você consiga atingir seus objetivos. Não se perca no meio desses cálculos;
  • Não foque apenas nas despesas: ao tentar apenas reduzir as despesas, você acaba se esquecendo de gerar lucro. Tenha o controle do seu fluxo de caixa e foque no lado positivo também;
  • Não misture contas pessoais com as da empresa: separe seu controle financeiro pessoal com o da empresa, defina a quantia correta e exata de retirada para que seu negócio não seja prejudicado;
  • Invista no seu crescimento profissional e pessoal: estar sempre atualizado com o mercado e suas tendências permite que você aprimore sua gestão de negócios, assim como melhora o networking e abre espaço para novas possibilidades e parcerias;
  • Busque informações sobre investimentos: estar com o seu negócio ativo e gerando lucro não é sinônimo de prosperidade infinita. Se informar sobre novas tendências e investimentos é essencial para manter a diferenciação da sua empresa com a concorrência;
  • Poupe: Para que novos investimentos possam ser feitos, poupe sempre parte do lucro da empresa, assim o seu negócio não entrará em dívida e você terá um fundo de reserva para as emergências que fatalmente virão um dia;
  • Procure sempre opções mais econômicas: procure financiamentos, empréstimos e bancos com taxas e juros mais baixos. Pesquise, converse e negocie para gerar um negócio favorável;
  • Mantenha um fundo de emergência: ter uma quantia reservada para possíveis problemas e dívidas é essencial para manter o seu negócio ativo no mercado de trabalho;
  • Procure ajuda especializada: para que você mantenha a saúde financeira da sua empresa, conte com profissionais capazes de ajudá-lo nessa caminhada. Uma consultoria ou profissional especializado podem fazer toda a diferença;
  • Invista em Coaching: o Coaching oferece ferramentas capazes de auxiliá-lo a desenvolver habilidades e competências necessárias para você ser um bom empreendedor e, assim, alcançar uma alta performance no ambiente empresarial. Com ele, você traça objetivos e consegue, inclusive, ter uma disciplina maior no lado financeiro para administrar com maestria o seu negócio.

Entendeu como é possível ser jovem, empreender e, ao mesmo tempo, estar bem conectado com suas finanças? O lado financeiro é essencial para que você entre nesse fascinante mundo sem se prejudicar rapidamente. Lembre-se que a maioria dos empreendedores acaba falhando logo nos primeiros anos ou até meses de seus investimentos. Por isso, esteja preparado em todos os aspectos.

Procure um coaching agora mesmo, explique seu momento, conte sobre suas ideias e veja como ele poderá ajudar você nessa caminhada. Com esse apoio e as ferramentas que o coaching disponibiliza, um empreendedor tem totais condições de começar de maneira diferente sua empreitada.

Gostou desse artigo? As dicas te ajudaram a entender mais sobre educação financeira e empreendedorismo? Enxergou pontos que você eventualmente esteja falhando na hora de pensar em suas economias ou na maneira como está conduzindo o seu empreendimento? Então não deixe de compartilhar o conteúdo nas redes sociais!

Aproveite também para deixar seus comentários abaixo contando um pouco sobre sua experiência como empreendedor ou forneça uma dica valiosa sobre educação financeira para os demais leitores do nosso site!

Imagem: IvanMichailovich / Shutterstock

Deixe seu Comentário

IBC - Instituto Brasileiro de Coaching: Av. Prof. Venerando Freitas Borges, 561 - Setor Jaó - Goiânia/ GO - CEP: 74.673-010