Comunicação assertiva – desenvolva uma comunicação clara e reduza conflitos

comunicacao-assertiva

Conheça as características da comunicação assertiva e a relação com o Coaching.

Aqueles que são bons líderes geralmente também são bons comunicadores. Ser um bom comunicador não significa apenas ter a habilidade de um grande orador, é necessário ter assertividade na hora de expor as ideias. O bom comunicador nunca dá margem à dúvida, pois ele é claro e conciso. Assim, os líderes de sucesso são assertivos e efetivos em transmitir mensagem na maioria das vezes.

A assertividade é a capacidade de nos expressarmos honestamente sem negarmos os direitos dos outros de fazerem o mesmo. Uma pessoa com essa característica é positiva, demonstra autoconfiança e sabe manifestar sua opinião de forma transparente e objetiva. Essas virtudes cooperam para que ela se comporte com mais equilíbrio e segurança ao tomar decisões e executar ações.

Mas a assertividade não aparece de repente, ela deve ser desenvolvida com dedicação. Quando estamos dispostos a desenvolver uma área que favorece tanto nosso crescimento profissional quanto pessoal, abrimos espaço para o conhecimento. Quando o buscamos, reconhecemos que sempre podemos melhorar e que o crescimento faz parte deste processo. Saímos da zona de conforto e damos um passo à frente. Portanto, investir em nós mesmos significa evoluir e alcançar com sucesso nossos objetivos. Acompanhe o texto para entender mais sobre esse tema!

Características do comunicador assertivo

A comunicação é uma excelente ferramenta para o desenvolvimento das relações humanas, seja em âmbito pessoal ou profissional. Existem alguns fatores capazes de influenciar na sua eficiência e a assertividade é um deles. Para chegar a criar um canal de transmissão de mensagem efetivo é importante estar atento a alguns pontos e características. Veja quais são os principais abaixo:

  • Exercer a inteligência emocional: deve passar as informações que deseja de forma clara, mas também, deve ouvir atentamente e de forma calma quando o outro estiver falando. E ainda deixar de lado as emoções que podem ser sabotadoras para o momento.
  • Ter atenção aos gestos: é importante ter atenção ao tipo de gestos que você irá fazer, pois eles devem combinar com o que você está transmitindo e não ao contrário.
  • Sentimento do discurso: lembre-se de que é essencial que a suas palavras faladas ou escritas exibam a emoção que você realmente quer passar. Para isso, utiliza a sua própria segurança, confiança e, principalmente, honestidade.
  • Executar o que discursar: não adianta nada apenas falar o que todos devem ser ou fazer e não seguir o próprio conselho. Muito do que os outros aprenderem com você será por meio de exemplos.  
  • Motivação: na comunicação, o comportamento não assertivo raramente consegue fazer com que atinjamos o nosso objetivo. A pessoa não o executa prejudica os negócios, pois há possibilidade de ocorrer falhas que resultam na queda da produtividade e retrabalho, além de causar transtornos no relacionamento entre os colegas de trabalho e os clientes.
  • Respeito: é fundamental ter respeito por tudo, especialmente seu público. Cuidado com as piadas, observações ou comentários preconceituosos, racistas, machistas e assim por diante. Se você não sabe se o seu discurso ou texto está com toques de preconceito ou não, é só mudá-lo. Além de demonstrar respeito, você evita ruídos, conflitos, desentendimentos e agressividade.
  • Caminhos alternativos: a pessoa que pratica a comunicação assertiva segue bem a recomendação que dei acima. Ela consegue expressar a discordância e a insatisfação com relação direta ao comportamento ou situação e não à pessoa. Quando não envolvemos um lado que não deveria estar envolvido demonstramos respeito e evitamos constrangimento ou ansiedade. Ou seja: é possível conseguir o que quer ou precisa sem dominar, humilhar ou insultar ao outro.
  • Solução de situações dificultosas: um profissional que usa da assertividade consegue chegar a uma conclusão em relação à resolução rápida de problemas, relacionamento interpessoal entre todos na empresa, aumento da motivação, cria um ambiente em que todos possam expressar suas ideias e reduz os conflitos da equipe.

Como desenvolver sua comunicabilidade

O desenvolvimento desse tipo de comunicabilidade não é uma tarefa fácil, pois muitos profissionais possuem comportamentos negativos que impedem que ela flua da maneira correta. Por conta disso, separamos algumas dicas para que você desenvolva tal habilidade:

  • Tenha conhecimento do que fala: evite falar sobre assuntos que você não tem um real conhecimento. Busque informações em fontes confiáveis, leia bastante, tenha domínio sobre a sua fala e treine sua capacidade de argumentação. Quando você aborda um tema não muito conhecido, seus argumentos podem ser fragilizados pelo ouvinte, caso ele tenha mais conhecimento que você.
  • Busque por capacitação: para ter conhecimento sobre o que você fala, nada mais coerente do que buscar por capacitação constante sobre o seu trabalho e a função que você desempenha na empresa.
  • Saiba quando falar: preste atenção quanto ao momento certo para você expressar a sua opinião. Mesmo se o que você tem a dizer seja importante, você deve perceber a hora certa para manifestar suas ideias. Falar na oportunidade errada pode acabar comprometendo o seu discurso.
  • Seja intermediador: caso alguém do seu ambiente de trabalho tenha dificuldade para se comunicar, ajude-o em tal tarefa e sempre motive todos a sua volta a potencializar as melhores formas para se comunicarem.
  • Seja claro e direto: nada mais óbvio na comunicação assertiva, do que você ir direto ao ponto. Nesse sentido, exponha suas ideias sem perder tempo em detalhes, pois isso dispersa a atenção de quem está ouvindo. Porém, tenha cuidado para não ser agressivo e fazer julgamentos de valores.
  • Cuidado com a linguagem: muitas pessoas focam na linguagem escrita e não dão a devida atenção a linguagem oral. Quando não utilizada de forma adequada, a nossa fala pode gerar dupla interpretação, sendo assim, use argumentos claros, defenda seu ponto de vista com flexibilidade, aceite as críticas construtivas e não use gírias e abreviações.
  • Expressão corporal: fique atento à linguagem corporal, pois a comunicação também é formada pelo uso do corpo. Transmitimos mensagem e sinais o tempo todo durante uma conversa, nossos olhos e gestos também comunicam. Mostre-se seguro, tenha uma expressão corporal coerente com a sua fala, haja com naturalidade, controle suas emoções e demonstre calma em todo o seu discurso.
  • Use a empatia: Pense em como seria estar no lugar do outro enquanto se comunica. Dessa forma, você demonstra respeito pelo próximo e gera uma troca de informações eficaz. A comunicação assertiva, quando bem implementada, gera assuntos objetivos e relevantes.

Exemplos de frases com comunicação assertiva

Veja a seguir alguns exemplos de frases com o mesmo sentido, usadas sem e com comunicação assertiva dentro da empresa:

Feedback da gestão para o colaborador

  • Sem assertividade: Este relatório possui uma baixa qualidade. Como sempre, você não consegue fazer nada direito.
  • Com assertividade: O relatório não atende à demanda solicitada, mas como você é um colaborador extraordinário, tenho certeza que você pode fazer outro melhor.

Feedback do colaborador para a gestão e a empresa

  • Sem assertividade: Eu estou sobrecarregado, não aguento mais desempenhar minha função nesta empresa e não ser reconhecido.
  • Com assertividade: Agradeço todo o reconhecimento que me deram até aqui, mas sinto que estou sobrecarregado. Por conta disso, gostaria que vocês avaliassem a possibilidade de contratar um novo colaborador para me ajudar.

Uma discussão do dia a dia

  • Sem assertividade: Minha opinião não importa, vou acabar sendo julgado por isso.
  • Com assertividade: Eu entendo o seu ponto de vista, mas não concordo com algumas coisas.

Viu como o modo de falar faz toda a diferença? Se você mais exemplos bacanas é só escrever nos comentários!

O papel do coaching

A habilidade da comunicação é uma característica imprescindível no mercado de trabalho atual. Por isso, é crescente o número de empresas que investem em treinamentos para desenvolver a comunicação assertiva dos seus colaboradores.

Um deles é o processo de coaching que por meio de técnicas e ferramentas comprovadas, exercita o autoconhecimento, auxiliando o entendimento das competências e identificando os pontos de melhoria; reprograma os pensamentos e comportamentos, eliminando medos; aprimora as habilidades de comunicação, ampliando o poder de negociação e empatia; aperfeiçoa a linguagem corporal; otimiza a voz ativa; desenvolve a inteligência emocional; ensina a como construir e sustentar relacionamentos interpessoais na empresa em que trabalha; e ensina como gerenciar as atividades com o tempo para as realizar. Ufa! Viu como investir em coaching é investir em si mesmo?

Compartilhe esse artigo com os seus amigos nas redes sociais!

O artigo é bom, né?

No IBC é assim, não custa nada evoluir e alcançar resultados extraordinários. Se você quer seguir por esse caminho de evolução é só baixar o nosso e-book gratuito,
Tudo sobre Coaching. Preencha o formulário abaixo com seus dados para ler.

Copyright: https://shutterstock.com

 

Deixe seu Comentário

IBC - Instituto Brasileiro de Coaching: Av. Prof. Venerando Freitas Borges, 561 - Setor Jaó - Goiânia/ GO - CEP: 74.673-010