Desvendando a ética organizacional

etica organizacional

Ética organizacional está diretamente ligada aos direitos e deveres dentro do ambiente empresarial

A ética e a moral não são características que uma empresa precisa exigir de um candidato a uma vaga, afinal são virtudes básicas. Existem alguns conceitos fundamentais como respeito ao próximo e agir dentro das leis que deveriam fazer parte da filosofia de qualquer colaborador.

De qualquer forma, a ética organizacional está na política interna e no código de ética que você deve assinar ao aceitar a proposta. A aplicação e a utilização do conceito estão sempre em todas as conversas, reuniões, entregas de atividades e processos que ocorram dentro de uma corporação. Qualquer ação sua dentro do espaço de trabalho pode ser avaliado sob a óptica das regras morais que regem aquela Cia e a sociedade em que ela se encontra.

Preencha AGORA o formulário para descobrir!

O que é a ética organizacional

A ética organizacional é forma de criar um conceito a respeito dos direitos e deveres que cada funcionário tem dentro de uma empresa. São condutas relacionadas ao pacifismo e ao respeito entre os empregados, fornecedores e clientes.

Cada empresa possui um código de ética, porém é comum que todos tenham conceitos bem essenciais, tais como:

  • Não roubar;
  • Ser íntegro;
  • Aceitar dinheiro em troca de favores para fornecedores ou clientes;
  • Criar esquemas de corrupção;
  • Usar de boas práticas para fechar negócios;
  • Respeito aos colegas, fornecedores e clientes;
  • Não passar informações confidenciais para quem não é da corporação;
  • Desenvolver suas atividades com responsabilidade;
  • Não fazer discriminação racial, sexual, de gênero ou de crença religiosa.

Vantagens de seguir as regras

Assumir um comportamento com pensamentos e ações éticas em uma empresa é uma forma de seguir as regras e de se manter íntegro enquanto ser humano. Além de tornar o ambiente civilizado, o cumprimento das políticas internas também traz:

  • Bem-estar dos funcionários;
  • Qualidade de vida no ambiente de trabalho;
  • Motivação para que os colaboradores vistam a camisa da empresa com orgulho;
  • Estímulo para entregar um bom trabalho e até mais do que foi solicitado;
  • Encorajamento para que os empregados participem da construção de novas ideias e planejamentos;
  • Todas essas ações tornam as metas que a organização estipulou mais fáceis de serem alcançadas.

Os comportamentos corruptos desmontam uma boa estrutura de clima organizacional que poderá estar de pé caso todos seguissem a ética. Basta apenas uma atitude que diverge das políticas internas para que toda a equipe fique mais fraca. E não porque estarão com mais disposição para fazer o mesmo, mas por estarem mais expostos a ações fora da lei.

Os posicionamentos que não seguem a ética demonstram que alguns valores como o egoísmo, a ambição e a falta de integridade ainda servem como base para várias pessoas. Infelizmente, uma pessoa que tem alguma das atitudes acima é individualista o suficiente para não pensar nos colegas de trabalho.

Quando o caminho segue o lado oposto e não há o cumprimento das regras éticas há desconforto de todas as partes envolvidas. Veja alguns exemplos:

  • Um funcionário que desrespeita o outro só porque ele tem uma orientação sexual diferente da dele atrapalha não somente a vítima, mas todo o andamento e o bom clima organizacional.
  • Um colaborador que rouba produtos do local de trabalho não é confiável o suficiente para ter o nome na folha de pagamento todos os meses.
  • Um empregado que passa informações sigilosas e estratégicas para a empresa concorrente demonstra que não é leal e que não sabe cumprir com o contrato.

Lembrando que os exemplos acima podem ser punidos pela própria empresa e também pela lei. Afinal, discriminação, roubo e quebra de contrato podem ser denunciados à justiça.

A segurança como escudo

Nem todo o colaborador compartilha dos mesmos ideais éticos e morais que a sociedade e que a empresa têm. Para estes, basta que seu futuro esteja garantido que está tudo certo. E, como já falei, há muitas pessoas que usam de sentimentos negativos para pautar suas ações fora da lei.

Não é a toa que muitas empresas fazem uso de câmeras de segurança e monitoramento das tarefas realizadas com os materiais corporativos. Os proprietários e gestores que fazem uso dessas meninas acreditam que elas podem inibir certos comportamentos e também provar se algo sair do script. Concordando ou não, essa é uma forma que muitas empresas encontraram para cobrar atitudes éticas dos funcionários.

Você já perguntou a si mesmo se é verdadeiramente feliz?
Clique aqui e descubra qual é o grau da sua felicidade!

Como o coaching pode cooperar

A equipe de Recursos Humanos (RH) é responsável pela contração de novos funcionários, portanto seria ideal que ela pudesse avaliar aspectos relacionados à ética sem necessariamente perguntar. Apesar de ser um conceito básico e de de não ser questionado diretamente nas entrevistas de emprego, é possível avaliá-lo por meio da narração de experiências passadas e das respostas para as perguntas.

A formação de Consultor em Análise Comportamental do Instituto Brasileiro de Coaching (IBC) é ideal para os profissionais de RH que desejam aprimorar seus conhecimentos de avaliação de candidatos. No curso é possível aprender a fazer um mapaamento do perfil comportamental dos funcionários da empresa e daqueles que estão se candidatando para ser. Além de ter o domínio desse conhecimento, esse método também permite ensinar:

  • Maximar os processos de recrutamento e seleção;
  • Aperfeiçoar os resultados dos treinamentos e desenvolvimento de pessoas,
  • Desenvolver os relacionamentos interpessoais.

O profissional que passa por esse curso também pratica o autoconhecimento, uma poderosa ferramentas que indica quais são as características da pessoa que podem ser fortalecidas para que se tornem ainda maiores. Também mostra quais são aqueles pontos que merecem mais atenção, pois estão atrapalhando o dia a dia e precisam ser solucionados o quanto antes.

Um curso como esse é um grande investimento com retorno. Ao longo do tempo, a formação irá mostrar seus resultados por meio dos funcionários que estarão mais bem preparados para executar suas tarefas de gestão de pessoas. Não é incomum que junto com esse colaborador de RH evoluído, também surja a evolução da equipe como um todo.

É possível cumprir com a ética organizacional e ser um ótimo colaborador exercendo sua função. Uma coisa não exclui a outra, apenas complementa.

O que a sua empresa faz para evitar comportamentos antiéticos? Conte para mim nos comentários!

O artigo é bom, né?

No IBC é assim, não custa nada evoluir e alcançar resultados extraordinários. Se você quer seguir por esse caminho de evolução é só baixar o nosso e-book gratuito,
Tudo sobre Coaching. Preencha o formulário abaixo com seus dados para ler.

Copyright: 697660129 – https://www.shutterstock.com/pt/g/kritchanut

José Roberto Marques

Sobre o autor: José Roberto Marques é referência em Desenvolvimento Humano. Dedicou mais de 30 anos a fim de um propósito, o de fazer com que o ser humano seja capaz de atingir o seu Potencial Infinito! Para isso ele fundou o IBC, Instituto que é reconhecido internacionalmente. Professor convidado pela Universidade de Ohio e Palestrante da Brazil Conference, na Universidade de Harvard, JRM é responsável pela formação de mais de 50 mil Coaches através do PSC - Professional And Self Coaching, cujo os métodos são comprovados cientificamente através de estudo publicado pela UERJ . Além disso, é autor de mais de 50 livros publicados.



*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário

IBC - Instituto Brasileiro de Coaching: Av. Prof. Venerando Freitas Borges, 561 - Setor Jaó - Goiânia/ GO - CEP: 74.673-010
CNPJ: 31.328.744/0001-63

This will close in 0 seconds