Sinais de que uma pessoa é narcisista

Pessoa Narcisista Saiba quais os sinais de uma pessoa narcisista

Quando uma pessoa se mostra muito segura e cultua a si mesma com bastante entusiasmo, é comum dizer que esse é um comportamento narcisista. O termo vem da mitologia grega, da história de Narciso, um jovem belo, filho do deus Cefiso e da ninfa Liríope. Segundo a mitologia, ele se apaixonou por sua própria beleza ao vê-la refletida no lago, daí vem o termo narcisista. 

Mas, afinal o que é narcisismo? Como identificar uma pessoa narcisista? Quais são os sinais de que uma pessoa é narcisista? Para saber mais sobre este assunto, continue a leitura! 

Você já perguntou a si mesmo se é verdadeiramente feliz?
Clique aqui e descubra qual é o grau da sua felicidade!

O que é narcisismo? 

O excesso de apreço e o culto a si mesmo é denominado “narcisismo”. Frente à psicanálise, é um traço fundamental na formação do ser humano, sendo necessário para constituição do amor próprio, para confirmação e sustentação da autoestima

No entanto, como tudo, o exagero pode ser sinal de alguma falha. É preciso ficar atento aos sinais para que não se torne um alerta vermelho na sua vida pessoal ou profissional.

Popularmente, tem-se a impressão de que o culto ao ego é algo exclusivamente ligado a pessoas da alta sociedade ou que ocupam grandes posições, exibindo suas conquistas e posses de forma esnobe. Porém, nenhum grupo está isento da presença dessas pessoas. 

O narcisismo está mais presente em nossas vidas do que podemos imaginar. E muito provavelmente é o culpado pela sensação de infelicidade. É da natureza do narcisista ridicularizar ou menosprezar para que possa sempre estar em uma posição melhor, ou para que seja mais bem visto. 

Também é comum vê-lo buscar a caridade ou a previsibilidade para que possa se antecipar e “ganhar o jogo”. As pessoas narcisistas têm insatisfação crônica já que nada atinge sua expectativa ideal, ou seja, nada nunca é suficiente.

O que é o Transtorno de Personalidade Narcisista?

Transtorno de Personalidade Narcisista é a forma como a psicologia denomina o distúrbio em que uma pessoa apresenta senso inflado de autoimportância. Esse transtorno é mais comum de ser observado em homens. Ainda se desconhece a causa do problema, no entanto, pode ser resultado de uma combinação de fatores ambientais e genéticos. 

Entre os sintomas estão necessidade exacerbada de ser admirado, incapacidade de lidar com críticas, falta de respeito com os sentimentos alheios e senso exagerado de direito. Mas para a confirmação do quadro, é essencial que haja o diagnóstico por um profissional. O tratamento em geral envolve psicoterapia. 

Diagnóstico de Transtorno de Personalidade Narcisista

O diagnóstico desse distúrbio deve ser feito por um médico utilizando como base critérios específicos. Os critérios geralmente são os do Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais (Diagnostic and Statistical Manual of Mental Disorders), Quinta Edição (DSM-5). Esse manual é publicado pela Associação Americana de Psiquiatria.

Em geral, para que o médico confirme o diagnóstico é necessário que a pessoa apresente uma opinião exagerada sobre si mesma. Outros sintomas são observados como reforço para esse quadro, como a necessidade exacerbada de ser admirada e falta de empatia. Os médicos observam se o indivíduo apresenta pelo menos cinco dos itens abaixo listados:

– Grandiosidade;

– Preocupação com fantasias;

– Ideia de ser alguém especial que deve se relacionar apenas com iguais;

– Necessidade extrema de admiração;

– Sensação de grande merecimento;

– Exploração dos outros para realizar seus objetivos;

– Falta de empatia;

– Inveja dos outros e certeza de ser invejado pelos outros;

– Arrogância e altivez.

É necessário que essas características tenham começado no início da vida adulta. 

Quais os sinais de uma pessoa narcisista? 

Desde o nascimento, todos possuem algum nível de narcisismo, no entanto, a patologia existe apenas depois de determinado nível, sendo ainda nessa fase saudável. É aí que surge a dúvida: qual o limite entre o saudável e o patológico? Para responder tal questão veja os tópicos abaixo: 

1. Grandiosidade

Uma pessoa que sofre de Transtorno de Personalidade Narcisista superestima as suas próprias habilidades. Esse indivíduo tende a exagerar as suas conquistas, essa característica recebe o nome de grandiosidade.

Basicamente, a pessoa narcisista acredita que é alguém especial, diferente ou superior aos demais. Em geral, quando alguém superestima as suas realizações, tende a subestimar as realizações dos outros. 

2. Fantasias de ser alguém especial

Pessoas narcisistas costumam ter fantasias de realizar grandes coisas, como serem admiradas por serem muito bonitas, serem influentes, viverem um grande amor, entre outros.

O narcisista acredita que deve se relacionar somente com pessoas que tenham a mesma grandiosidade que ela. Relacionar-se com pessoas tão especiais é fundamental para essa pessoa melhorar sua autoestima. 

3. Necessidade de ser admirada

Pelo fato de precisar ser admirada, a pessoa narcisista se importa demasiadamente com a opinião alheia. O que os outros pensam ao seu respeito é fundamental para ela. A autoestima costuma ser muito frágil e pode ser facilmente abalada com críticas, ainda que construtivas. Inclusive, ser criticada pode fazer com que ela se sinta humilhada e fracassada facilmente. 

4. A liderança 

Narcisistas precisam exercer posições de domínio para alimentarem seus egos. No entanto, à medida que “mandam” nos demais, já que possuem facilidade para tal, negligenciam as necessidades de seus subordinados. A junção desses itens os tornam maus chefes, apesar de acharem o contrário. Narcisistas não são bons líderes e confundem liderança com autoritarismo. 

5. Centro das atenções

Pessoas narcisistas são sociáveis e comunicativas e estabelecem suas relações de forma a chamar muita atenção das pessoas que estão à sua volta, gostam de ter os holofotes voltados para si. Nem sempre todos veem essas pessoas de uma boa forma, já que estão sempre em evidência.

6. Excentricidade

Narcisistas dão atenção excessiva ao estereótipo. Nesse âmbito, se preocupam excessivamente com roupas e acessórios, chegando muitas vezes a ser ostensivos. São interpretados pelos que os veem como pessoas diferentes e ousadas.

7. Vaidade

Um excessivo culto ao corpo existe por parte dessas pessoas. Esse ponto é valorado por serem sedutores naturais e tendem sempre a se direcionar para isso. É comum ver narcisistas exagerarem ao fazerem atividades físicas na busca de uma perfeição, que, muitas vezes, nunca alcançam, pois sempre querem mais.

8. Relacionamentos amorosos

Os narcisistas tratam seus parceiros como grandes conquistas, exibindo-os como troféus para que o mundo possa ver como são amados e queridos. Essa necessidade de aparecer também é expressada constantemente dentro dos próprios relacionamentos. Esses indivíduos possuem a necessidade constante de demonstrar sempre aos parceiros o interesse existente dos outros por si, e que pode a qualquer momento traí-los.

9. Autovalorização

Com frequência, na busca de autovalorização, os narcisistas ferem e distorcem a imagem dos que estão à sua volta na tentativa de que a sua própria imagem, em um comparativo, possa ficar melhor.

Quando estão rodeados por pessoas mais importantes, tendem a desvalorizá-las, manchando suas imagens, para que de uma forma, até mesmo ilusória, fiquem melhor frente aos demais.

Como o Coaching ajuda de maneira positiva os narcisistas?

O Coaching é um método utilizado para despertar a verdadeira consciência do EU interior e desenvolver as potencialidades que existem em cada pessoa, revelando a própria capacidade e aptidão para a mudança. Os narcisistas possuem extrema dificuldade em aceitar a verdade que os rodeia, já que essa os faz lembrar constantemente da sua necessidade de aprovação.

A metodologia propõe fazer com que essas pessoas percebam que a única aprovação que realmente precisam e importa são as suas. E que possuem todo o potencial para se bastarem. 

 

O processo de Coaching ressignifica o narcisista, convida-o a compreender que essa força é um dom que possui, e tudo o que precisa é ser desenvolvida. Além disso, contribui com o desenvolvimento de habilidades importantes, tais como:

Empatia

Capacidade de se colocar no lugar do outro compreendendo as suas necessidades, emoções e ações.

Ouvir na essência

Aprender a ouvir e assimilar o que os outros dizem é fundamental para tirar o foco de si e direcioná-lo aos que o cercam.

Rapport

Trata-se de uma poderosa ferramenta que propõe estabelecer uma ligação de empatia com outra pessoa, de maneira a se comunicar com menos resistência.

Inteligência Emocional

A inteligência emocional é fundamental para gerenciar as próprias emoções e as emoções daqueles que o rodeiam. Um indivíduo com essa capacidade consegue entender como se sente frente a diferentes situações e, assim, produzir um tipo de comportamento mais adequado.

Autoconhecimento

É crucial conhecer profundamente a si mesmo para conseguir lidar de uma forma mais saudável com uma questão tão complexa quanto o narcisismo.

Comunicação eficaz

Conseguir ouvir e assimilar o que o outro diz, assim como saber transmitir suas mensagens, é fundamental para construir relações mais poderosas.

Lembrando que é fundamental que uma pessoa com Transtorno de Personalidade Narcisista receba o acompanhamento de profissionais da área de saúde mental. O tratamento é imprescindível para que possa existir uma melhor convivência com aqueles que o cercam. 

E você, tem alguma vivência com uma pessoa narcisista? Você se considera uma pessoa narcisista? Utilize o espaço abaixo para contar a sua experiência e opinião sobre o tema. Aproveite e espalhe o conhecimento, compartilhando este conteúdo em suas redes sociais!

Copyright: 1216859149 – https://www.shutterstock.com/pt/g/coldsunday

 

José Roberto Marques

Sobre o autor: José Roberto Marques é referência em Desenvolvimento Humano. Dedicou mais de 30 anos a fim de um propósito, o de fazer com que o ser humano seja capaz de atingir o seu Potencial Infinito! Para isso ele fundou o IBC, Instituto que é reconhecido internacionalmente. Professor convidado pela Universidade de Ohio e Palestrante da Brazil Conference, na Universidade de Harvard, JRM é responsável pela formação de mais de 50 mil Coaches através do PSC - Professional And Self Coaching, cujo os métodos são comprovados cientificamente através de estudo publicado pela UERJ . Além disso, é autor de mais de 50 livros publicados.



*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário

IBC - Instituto Brasileiro de Coaching: Av. Prof. Venerando Freitas Borges, 561 - Setor Jaó - Goiânia/ GO - CEP: 74.673-010
CNPJ: 31.328.744/0001-63

This will close in 0 seconds