IBC INDICA: O Efeito Sombra (Encontre o Poder Escondido na sua Verdade! – Livro, Filme)

Imagine que existe uma parte em cada ser humano esperando ser descoberta e que tem o poder de nos ensinar, treinar e guiar para que alcancemos força, criatividade, brilho e felicidade. Imagine que tudo o que você deseja está ao seu alcance, esperando ser reconhecido, ouvido e abraçado. No entanto, essa parte não é paciente e, quando ignorada, pode sabotar nossas vidas, destruir nossas relações, eliminar nosso espírito e nos manter longe de nossos sonhos.

Então, o que é essa parte misteriosa escondida nas profundezas de nossas consciências? Essa é a sombra humana, elemento central do livro “O Efeito Sombra” e do filme de mesmo nome. Siga a leitura para entender melhor o conceito e como isso pode influenciar a sua vida.

Livro “O efeito sombra”

Deepak Chopra, Debbie Ford e Marianne Williamson, três grandes especialistas em desenvolvimento pessoal da atualidade, são os autores do livro “O efeito sombra”. A obra traz conhecimentos sobre um dos maiores obstáculos que enfrentamos na busca pela felicidade e nos trazem mensagens práticas para lidar com a sombra de forma positiva e, assim, direcionar nossas vidas.

Cada um dos autores contribuiu com a sua expertise para construir um guia prático e profundo que ajuda o leitor a descobrir os dons da sua sombra. São passos que mostram como colocar luz sobre essa sombra e permitir a cada um viver em totalidade, realizar sonhos e alcançar a felicidade.

Filme “O efeito sombra”

A partir do conhecimento apresentado no livro, foi produzido um filme na forma de documentário que mostra o efeito sombra e fala sobre o assunto. Vale a pena assistir e aprofundar os conhecimentos obtidos através da leitura do livro.

O que é o Efeito Sombra?

Para entender melhor o livro, é preciso saber o que é o tal efeito sombra. Trata-se de uma teoria de Carl Gustav Jung que envolve as partes de nós que decidimos reprimir, seja por não gostarmos ou por acreditarmos que seríamos rejeitados por elas. Assim, mandamos esses fragmentos da nossa essência para o inconsciente, o que pode trazer diversas consequências.

A sombra, segundo Jung, compreende todas as partes de nós que, inconscientemente, rejeitamos. Para ele, mesmo pessoas que se mostrem seguras e confiantes sobre quem são possuem esse lado, mesmo que não se deem conta disso. São comportamentos, emoções e pensamentos que consideramos perigosos ou inadequados e ocultamos da nossa “superfície”, que é a consciência.

Em vez de confrontar as partes de nós que não gostamos, a mente age como se elas não existissem. Agressividade, experiências que geraram vergonha, medos, desejos considerados tabus, tudo isso se torna obscuro, formando o que os especialistas chamam de lado sombra. Então, tudo isso se manifesta através de certos tipos de comportamentos sobre os quais falaremos a seguir.

Preencha AGORA o formulário para descobrir!

Consequências do Efeito Sombra

Para que entenda melhor o conceito de efeito sombra, veja quais são as suas principais formas de manifestação no comportamento e pensamento das pessoas.

1 – Tendência a julgar demais os outros

O julgamento coloca o indivíduo que julga em uma posição superior. Em muitos casos, ele surge como uma manifestação desse lado sombrio. Quando você diz que determinado comportamento é ridículo, por exemplo, está mostrando que não suportaria estar naquela situação, assim, quer deixar claro que nunca faria aquilo porque é superior.

2 – Apontar nos outros as próprias inseguranças

Parece clichê dizer que insultos são manifestações de insegurança, mas essa é mesmo uma grande verdade. Quando uma pessoa reprime algo em si mesma, essa parte sombria pode se manifestar através dos julgamentos que ela faz. É por isso que dizem que quando um indivíduo fala algo sobre um terceiro está dizendo mais sobre si mesmo do que sobre o outro.

3 – Tratar mal pessoas que estão em posição inferior

Existem pessoas que costumam tratar mão aqueles que estão em uma posição inferior e não podem revidar, como um atendente de um estabelecimento comercial, por exemplo. Esse tipo de comportamento é mais uma forma de manifestação da sombra, utilizada para compensar alguma insegurança.

4 – Colocar-se no papel de vítima

Outra consequência comum do efeito sombra faz com que as pessoas adotem um comportamento contrário ao do tópico anterior, o de vítima. Em vez de assumirem suas falhas, elas se colocam como frágeis e sofredores. Dessa maneira, se isentam das suas responsabilidades e se mantêm na chamada zona de conforto.

5 – Pensamentos preconceituosos

Os preconceitos são mais uma consequência do efeito sombra. Como o próprio nome sugere, se trata de um pré-conceito, ou seja, uma opinião formada antes mesmo de conhecer o outro. Por mais que seja natural fazer suposições sobre quem não conhecemos como uma forma de proteção, em muitos casos isso se torna excessivo.

O julgamento que leva em conta características como etnia, gênero, condição social, profissão, entre outras, pode trazer grandes prejuízos para os relacionamentos e para as pessoas afetadas por ele. Portanto, se identificar algum preconceito nos seus pensamentos, pense sobre ele e encontre formas de ressignificá-lo.

5 Lições que “O Efeito Sombra” nos ensina

Tanto o livro quanto o filme trazem informações de grande valor e que podem nos ajudar a trilhar um caminho de autoconhecimento e desenvolvimento. Veja quais são as principais lições que as obras nos ensinam.

1 – A sombra não deve ser combatida e sim compreendida

Apesar de a palavra sombra remeter a algo obscuro, não devemos combater a sombra em nós e sim compreendê-la. O nome se refere ao fato de ser uma parte que ocultamos de nossa propria consciência, que fica no escuro. A partir do momento em que identificamos e reconhecemos esse nosso lado, colocamos luz sobre ele e aprendemos a lidar de maneira positiva com o que antes era visto de modo negativo.

2 – Devemos assumir a responsabilidade pelos nossos sentimentos

Para identificar nosso lado sombrio devemos assumir a responsabilidade pelos nossos sentimentos e parar de projetá-los sobre os outros. Sempre que algo no outro te incomodar, se questione sobre o motivo para tal. Acredite, as respostas estão dentro de você e não no outro, a partir do momento em que reconhecer isso passará a se tornar responsável pelo que sente.

3 – Precisamos reconhecer os sentimentos reprimidos

Procure se conhecer para identificar os sentimentos reprimidos e evitar que eles se transformem em julgamentos. Quanto mais se conhecer, mais facilmente poderá enxergar o seu lado sombra e encontrar formas de lidar positivamente com ele.

4 – Devemos nos enxergar em nossa completude

O lado sombra é formado por tudo aquilo que consideramos ruim e inadequado. Fazemos isso porque julgamos certos comportamento e sentimentos como bons ou ruins, quando, na realidade, somos seres completos que possuem esses dois lados. Aceitar essa dualidade é fundamental para se aceitar e utilizar suas características a seu favor.

5 – Precisamos aprender a nos perdoar

Por último, outra lição importante que o livro e o filme nos trazem diz respeito à necessidade de nos perdoarmos. Em vez de se reprimir por sentir algo que considere ruim, procure entender o que te motivou a isso. Se enxergue como o ser humano que é e se perdoe, isso irá te libertar de tabus e do autojulgamento.

Você já conhecia o conceito de Efeito Sombra? Leu o livro ou assistiu ao filme? Deixe seu comentário abaixo e aproveite para compartilhar este conteúdo em suas redes sociais para passar o conhecimento adiante!

 

O artigo é bom, né?

No IBC é assim, não custa nada evoluir e alcançar resultados extraordinários. Se você quer seguir por esse caminho de evolução é só baixar o nosso e-book gratuito,
Tudo sobre Coaching. Preencha o formulário abaixo com seus dados para ler.
José Roberto Marques

Sobre o autor: José Roberto Marques é referência em Desenvolvimento Humano. Dedicou mais de 30 anos a fim de um propósito, o de fazer com que o ser humano seja capaz de atingir o seu Potencial Infinito! Para isso ele fundou o IBC, Instituto que é reconhecido internacionalmente. Professor convidado pela Universidade de Ohio e Palestrante da Brazil Conference, na Universidade de Harvard, JRM é responsável pela formação de mais de 50 mil Coaches através do PSC - Professional And Self Coaching, cujo os métodos são comprovados cientificamente através de estudo publicado pela UERJ . Além disso, é autor de mais de 50 livros publicados.



*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário

IBC - Instituto Brasileiro de Coaching: Av. Prof. Venerando Freitas Borges, 561 - Setor Jaó - Goiânia/ GO - CEP: 74.673-010
CNPJ: 31.328.744/0001-63

This will close in 0 seconds