Insegurança Emocional: como tratar o problema de maneira efetiva

 

Entenda o que é inteligência emocional

Entenda o que é Insegurança Emocional.

Segurança é algo que todas as pessoas buscam em todas as esferas da vida. No campo emocional não é diferente. Infelizmente, essa não é uma realidade para todas as pessoas. Por isso, é importante que elas encontrem formas eficazes de lidar com a insegurança emocional.

Mas afinal, o que é a insegurança emocional? Por que esse aspecto tão angustiante insiste em aparecer em diversos momentos de nossas vidas? Como lidar com essa questão? Para encontrar as respostas para essas e outras perguntas, continue a leitura deste artigo!

Qual o melhor caminho para a felicidade?

Preencha AGORA o formulário para descobrir!

O que é insegurança emocional?

Acreditar que é inferior aos demais, não se sentir digno de ser amado ou reconhecido positivamente e ter medo de falhar são alguns dos muitos sintomas causados pela insegurança emocional. Uma pessoa insegura emocionalmente vive com a crença de que é incapaz de fazer determinadas tarefas e de que não merece elogios ou reconhecimento por seus feitos. Mesmo que todos ao seu redor digam o contrário, a insegurança emocional impedirá a pessoa de ser convencida do que dizem a ela.

Essa emoção negativa se manifesta nos relacionamentos afetivos, no ambiente de trabalho e nas demais relações, trazendo inúmeros prejuízos para quem a tem. Quem lida com essa insegurança não acredita em seu próprio potencial, e isso fará com que esse indivíduo tenha receio de buscar uma promoção no trabalho ou até mesmo de desenvolver novas habilidades e mostrar seus talentos, por exemplo.

Como enfrentar e tratar a insegurança emocional?

Se você se identificou com o que foi dito até aqui, saiba que é possível reverter essa situação em sua vida. Quer saber como tratar a insegurança emocional? Confira algumas dicas para que você seja mais feliz e seguro de si.

1. Identifique as suas inseguranças

Faça uma lista com as situações que você vive e que trazem a insegurança. É importante fazer aqui também uma avaliação a respeito do que pode acontecer caso você enfrente tais situações. Esse processo requer sinceridade de sua parte. É preciso que você reconheça a insegurança emocional que possui.

Quais são as questões da sua vida que mais causam esse sentimento angustiante? Em que momentos ele ocorre? O que isso tem a dizer sobre você? Talvez refletir e responder a essas perguntas sejam atitudes um pouco assustadoras no início, mas a verdade é que esse processo, no fim das contas, é verdadeiramente libertador, pois permitirá que você lide com a insegurança, em vez de negá-la.

2. Descubra quais são suas crenças limitantes

É importante identificar o que você deixou para trás por não acreditar em si mesmo. Isso o ajudará a encontrar quais foram as crenças que limitaram o seu ser e em que parte da sua vida essas crenças passaram a fazer parte do seu dia a dia. O que você acredita que o impede de ir além? Pare e reflita para identificar com clareza as suas crenças limitantes.

Será que você não confia nas suas capacidades? Será que você tem o hábito de ver os outros sempre em posição de superioridade em relação a você? Será que você deixa de fazer o que deseja ou de ser quem é porque dá importância excessiva à opinião alheia? Bem, sempre haverá alguém para criticá-lo, já que ninguém é unanimidade. Sendo assim, seja você mesmo e busque a sua felicidade. Quem o ama de verdade estará ao seu lado!

3. Lembre-se das adversidades que você já superou

As inseguranças podem ser sinais de ansiedade, ou seja, daqueles pensamentos acelerados e catastróficos que insistem em aparecer em nossas mentes. Na verdade, eles são o nosso cérebro tentando nos proteger dos perigos do mundo. Isso é ótimo, por um lado, mas, por outro, pode nos manter presos à zona de conforto.

Por isso, sempre que esses pensamentos catastróficos surgirem, lembre-se dos problemas que você enfrentou no passado. Você também achava que tudo daria errado e que você não seria capaz de sair daquelas situações, não é mesmo? No entanto, com a sua inteligência e com a sua resiliência, você foi capaz de vencer esses obstáculos. Revisite essas vitórias para lembrar-se do quão forte você é.

4. Seja gentil consigo mesmo

Se você ouvisse as coisas que você pensa a seu respeito da boca do seu melhor amigo, ele continuaria sendo o seu melhor amigo? Se a resposta for “não”, é sinal de que você precisa olhar para si mesmo com um pouco mais de carinho.

Ninguém é perfeito, e todos nós temos pontos que ainda precisam de mais desenvolvimento em nossas vidas. Não há problema em reconhecer isso. Acolha aquilo que você não gosta em si e esforce-se para melhorar. Nesse meio-tempo, porém, jamais deixe de amar a si mesmo. Quanto mais você reforçar pensamentos do tipo “eu sou um lixo”, “eu não sou bom em nada”, “eu nunca vou conquistar os meus objetivos”, mais a sua insegurança dominará a sua mente. Evite!

5. Desenvolva competências e adquira novos conhecimentos

A principal arma de que dispomos para vencer a insegurança se chama preparação. Ela pode não resolver o problema de uma vez por todas, mas é fato que os indivíduos mais preparados não sofrem tanto emocionalmente antes de enfrentar os seus obstáculos. Antes de uma reunião ou de uma prova, por exemplo, estude o assunto em profundidade.

Além disso, se você identificar pontos em si mesmo com os quais não está feliz, como citamos no item anterior, procure desenvolver essas questões. Estude, adquira novos conhecimentos, treine novas habilidades, leia, converse com pessoas mais experientes. Em vez de “odiar a si mesmo”, faça o possível para melhorar nessas questões que lhe causam descontentamento.

6. Busque a ajuda de pessoas próximas

Este não é um caminho a ser trilhado de maneira solitária. O primeiro passo — o do reconhecimento — é todo seu, mas não hesite em pedir ajuda quando vir que é preciso enfrentar alguma situação difícil. Todos precisam de ajuda, e ninguém cresce sozinho.

Não há evolução solitária no mundo. Portanto, forme uma rede de apoio com pessoas de sua confiança para que você possa atravessar esses momentos com mais força, segurança e firmeza. Converse com os seus amigos, familiares e colegas em busca de ajuda e de uma palavra de conforto — mas certifique-se de que essas pessoas realmente querem o seu bem e têm meios para ajudar você, OK? Infelizmente, há certos indivíduos que nos deixam mais inseguros do que tranquilos.

7. Procure auxílio profissional

O caminho para a cura da insegurança emocional tem momentos de muita dor e angústia, pois você terá que lidar com emoções muito fortes, como o medo e a rejeição. Por isso, é muito importante que você tenha o amparo de um profissional com quem você possa trilhar esse caminho com segurança e firmeza.

Por mais que tenhamos amigos e familiares, nem sempre nos sentimos confortáveis de dividir os nossos medos com eles, e eles nem sempre compreendem o que se passa conosco. Assim, não tenha receio em buscar a ajuda de psicólogos e demais profissionais da área da saúde emocional. Procure profissionais com referências confiáveis para que você inicie essa jornada de intensa transformação.

Que você, querida pessoa, descubra o seu potencial e viva com mais alegria, com mais autenticidade! Lembre-se sempre de se lembrar que você é um ser de luz. Uma luz que precisa permanecer forte e pronta para iluminar a sua vida e a vida daqueles que o rodeiam.

Você tem todo o potencial para transformar essa insegurança emocional em uma grande potência capaz de transformar a sua existência. Não tenha medo. Não deixe para depois a mudança que pode acontecer nesse instante. Você consegue, querida pessoa. Estamos todos na torcida por você!

Agora, conte para nós: já passou por algum processo de enfrentamento de insegurança emocional? Você se considera uma pessoa insegura emocionalmente? Utilize o espaço abaixo para contar a sua experiência e também a sua opinião sobre este tema. Podemos sempre aprender muito uns com os outros. Por fim, se este conteúdo o ajudou, curta-o e compartilhe-o nas suas redes sociais!

 

José Roberto Marques

Sobre o autor: José Roberto Marques é referência em Desenvolvimento Humano. Dedicou mais de 30 anos a fim de um propósito, o de fazer com que o ser humano seja capaz de atingir o seu Potencial Infinito! Para isso ele fundou o IBC, Instituto que é reconhecido internacionalmente. Professor convidado pela Universidade de Ohio e Palestrante da Brazil Conference, na Universidade de Harvard, JRM é responsável pela formação de mais de 50 mil Coaches através do PSC - Professional And Self Coaching, cujo os métodos são comprovados cientificamente através de estudo publicado pela UERJ . Além disso, é autor de mais de 50 livros publicados.



*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário

IBC - Instituto Brasileiro de Coaching: Av. Prof. Venerando Freitas Borges, 561 - Setor Jaó - Goiânia/ GO - CEP: 74.673-010