10 coisas que você não deve fazer para ter uma vida melhor

Vida melhor

Hábitos que você não deve fazer para ter uma vida melhor

 

Os hábitos diários são determinantes para o alcance de resultados extraordinários no âmbito pessoal e profissional. São as pequenas ações cotidianas que fazem uma diferença substancial para a concretização de suas metas e objetivos.

Busque ter comportamentos favoráveis, que te potencializem e colaboram para a construção de uma vida melhor. Elimine todas as práticas que bloqueiam sua transformação e evolução contínua.

Mesmo encontrando uma satisfação na sua vida profissional, saiba que somente isso não é suficiente para se ter uma qualidade de vida. A rotina do trabalho pode nos entediar. Precisamos reservar um tempo para a vida familiar, social, espiritual.

É preciso equilibrar o tempo!

Você está infeliz

com seu corpo?

Logo do desafio 21

Temos um desafio incrível que vai te ajudar na conquista da mente necessária para ter o corpo dos seus sonhos.

Hábitos que devem ser eliminados

  • Dormir pouco

Nada melhor do que uma boa noite de sono para se sentir revigorado e disposto para começar mais um dia com força total.  Cada amanhecer é uma nova oportunidade para estar mais próximo de suas metas e objetivos. Além disso, dormir insuficientemente ao longo do tempo causa prejuízos a saúde e sem ela ficamos impossibilitados de viver plenamente. Priorize seu descanso!

  • Pessimismo

A força do pensamento é capaz de transformar nossa realidade, somos energia e emitimos vibrações ao universo que nos retribui através das experiências que vivenciamos. Ao exercitamos o otimismo, entramos em harmonia com as abundâncias do universo, nada menos do que realmente somos merecedores. Basicamente, nossas escolhas e atitudes são reflexos do que se manifesta em nossa mente, portanto, se olharmos para a vida com uma perspectiva mais positiva, naturalmente tomaremos ações melhores diante de quaisquer circunstâncias.

  • Se isolar demasiadamente

Nascemos para viver em sociedade, trocar experiências, nos comunicar, expressar ideias e opiniões. Se relacionar é uma das necessidades básicas do ser humano, de acordo com a Teoria de Maslow. Essa premissa não elimina a importância dos momentos de reclusão para conectarmos a nós mesmos, ideal para refletir e compreender na essência, o EU mais autêntico, promovendo nosso processo evolutivo ao nível mais elevado. Assim como em todos os outros aspectos da vida, a moderação é sempre o mais indicado, busque o equilíbrio de seu tempo entre as atividades sociais e os momentos de recolhimento para si.

  • Não perdoar a si e aos outros

O perdão é um ato nobre que apenas os humildes conseguem faze-lo verdadeiramente. É preciso reconhecer que somos todos humanos passíveis de erros. É preciso estar evoluído o suficiente para compreender a intenção positiva por trás de determinada falha, seja ela cometida por você ou por terceiros. Perdoar é crescer diante da decepção e decidir levar apenas o que foi bom, é carregar somente o que agrega, que engrandece.

  • Não praticar atividades físicas

Manter o corpo em movimento é um forte contribuinte para elevar a qualidade de vida, no âmbito pessoal e profissional. Além da melhora na saúde, as atividades físicas impactam positivamente em sua autoestima e autoconfiança, te proporcionando força física e mental para encarar os desafios de frente e ter coragem para aproveitar as oportunidades.

  • Fazer má gestão do tempo

O tempo é irreversível, portanto aproveite-o bem, como se fosse a última oportunidade.  Utilize cada momento do seu dia de maneira útil e somatória, invista em experiências que te deem energia, que te fazem bem. Uma vida melhor é uma vida bem vivida!

  • Não buscar novos conhecimentos

A evolução é o maior sentido de nossa existência. Se paramos de aprender, deixamos de desenvolver, damos abertura a estagnação. Seja curioso, busque novos horizontes, viaje mais, leia mais, esteja aberto a conhecer novas pessoas, converse, relacione-se. Desafie-se, supere-se!

  • Depender de fatores externos

Você é o responsável por suas derrotas e vitórias, o único que possui o poder de mudar a própria realidade. Almeje, pense grande, prepare-se, crie suas oportunidades e não deposite expectativas em pessoas ou situações, a verdadeira realização é promovida de dentro para fora. Assuma o controle, aproprie-se de seu potencial pleno e tome as ações necessárias para o alcance de seus objetivos.

  • Não se planejar

No geral, o brasileiro não tem o costume de organizar-se antecipadamente, entram em algum projeto sem análises prévias, apenas pelo impulso da emoção. Este comportamento aumenta o risco de fracassos, desperdícios, e consequentemente, a decepção. Saber se planejar é fundamental para orientar sua vida e carreira de forma consistente, desfrutando da melhor maneira seus recursos e talentos para atingir resultados extraordinários.

  • Não agradecer

Ser grato é uma das principais características das pessoas felizes,elas enxergam além do que está visível aos olhos, compreendem o poder na simplicidade de cada detalhe da vida cotidiana. O exercício da gratidão é um estado de ser e elevação do EU maior. Quanto mais praticamos, mais fácil e natural se torna, criamos um hábito. Agradecer é doar e receber, canalizar e direcionar as boas energias, recebendo com abundância o que o universo tem a nos oferecer.

  • Não cuidar da sua alimentação

Tenha equilíbrio na sua alimentação entre os nutrientes principais: carboidratos, proteínas e gorduras. Não faça dietas loucas e rápidas. Consulte um nutricionista caso precise controlar seu peso ou alguma dieta especial. Deixar de consumir algum alimento importante para o seu organismo pode lhe trazer resultados indesejados como doenças e indisposição.

  • Não evitar alimentos industrializados

Procure consumir mais alimentos naturais aos industrializados. Eles são mais saudáveis. Alimentos industrializados, muitos contém muito açúcar que eleva o índice glicêmico, causando oscilação no seu metabolismo.

  • Não fazer avaliações médicas

As empresas costumam solicitar ao funcionário que ele faça avaliações junto ao médico sobre o estado geral de saúde, a cada final ou início de ano. Essa prática deve ser adotada por toda pessoa, estando ou não trabalhando. Melhor prevenir do que remediar!

  • Não beber água

Beba pelo menos dois litros de água por dia. A água transporta oxigênio, nutrientes, hormônios e outros componentes das células – explica a nutricionista Anália Barhouch. Também é água quem leva as toxinas das células para os rins, ou seja, ela desintoxica o organismo.

  • Não sorrir

Sorrir faz bem! E receber sorrisos também. Mesmo nos momentos mais difíceis da vida, não se esqueça de sorrir.

  • Não buscar seu equilíbrio

Por mais que a vida lhe traga desordens, mantenha-se forte, seja resiliente.  O equilíbrio, muitas vezes, vem da flexibilidade. É preciso ter muita serenidade e sabedoria para manter-se em permanente equilíbrio, pois muitas vezes todas as forças do universo parecem conspirar para nos fazer cair.

  • Não ter metas

Tenha o hábito, de todas as noites, fazer uma lista com suas metas do próximo dia e cuide para executá-las. Tenha a sua mão, pode ser no seu celular, essa lista para que possa sempre estar visualizando.

  • Não ter fé

Pedir a Deus, ou a qualquer força espiritual que você acredite, força e para que seu dia seja repleto de realizações, de energia positiva, de luz. É preciso acreditar em algo que te levanta e faz com que suas realizações aconteçam.

  • Não aceitar as mudanças

Estamos, todo o tempo, em fase de mudanças. Infelizmente, nem todos os que o rodeiam estão preparados para mudar suas atitudes ou aceitar que você está mudando. Aceite as mudanças em você mesmo e nos outros.

  • Não se socializar

Algumas pessoas preferem ficar no seu mundo e esquecer o resto. Quando se está num ambiente de trabalho em que exige concentração, é explicável, mas se isolar das pessoas não é a melhor opção para compartilhar seu dia a dia, suas dores, suas alegrias. Compartilhar faz bem para ou outro e pra você mesmo.

  • Não ouvir música

Vale cada segundo ouvir um som, uma boa música. A música é alimento para a alma. Com ela você pode resgatar sonhos, tranquilidade, bem estar. Pode te tirar de um momento de depressão, tristeza. Música eleva o humor. Use e abuse da música para melhorar sua qualidade de vida.

  • Não sentir prazer no que faz

Quando você gosta do que está fazendo e sente prazer, tudo fica mais gratificante, fica mais fácil e os resultados são melhores. Quando a pessoa está satisfeita, ela atrai prosperidade para si. Por isso, avalie se o que você está vivendo hoje está valendo a pena.

  • Não ter organização

Seus resultados vão depender de sua organização. A organização facilita qualquer rotina. Saiba organizar seu tempo para que estresse não tome conta de você durante o dia. Isso fará uma diferença muito importante na sua qualidade de vida.

  • Recusar o sistema de mobilidade

O mundo agora é digital. Muitas pessoas, principalmente os nascidos antes da década da era mobile, não se adaptaram ainda com o novo sistema. Apesar de nos afastar um pouco das pessoas “fisicamente”, esse sistema nos trouxe facilidades em filas de banco, salas de espera. Muitas tarefas hoje podem ser realizadas através da internet. Fazer uso disso também é uma grande opção de qualidade de vida.

  • Não fazer pausas para descanso

Muitas empresas vêm adotando horários de trabalho flexíveis. Você também, em casa, dever fazer isso. Só tem vantagem nessa prática. Reservar uma pausa no trabalho para descanso e relaxamento e até mesmo em casa, quando precisar terminar algum projeto pessoal seu. Pesquisas mostram que para recarregar a bateria é preciso fazer essas pausas. Criar essa flexibilidade promove tranquilidade. E no final de tudo melhora a qualidade de vida.

  • Não fazer uma tarefa de cada vez

Muitos acham que ser versátil é uma qualidade bastante solicitada pelas empresas e pessoas. Cuidado com isso. É legal ser proativo, saber executar mais de uma tarefa ao mesmo tempo, mas não somos máquinas. Manter o foco numa única tarefa pode produzir melhor resultado.

  • Não se valorizar

Descubra o seu valor: Viver com qualidade de vida tem relação não apenas com o TER e sim com o SER. Priorize-se!

  • Não construir relacionamentos.

Construa relacionamentos durante toda sua vida. Viver é também se relacionar com pessoas. E durante o relacionamento vamos adquirindo mais competências para lidar com cada uma delas. Isso traz felicidade pra nossas vidas.

  • Não ter empatia

Procure se atentar para sua comunicação. Quando nossas relações são mais abertas, com diálogo sincero, com afetividade, sem pré-julgamentos, nos tornamos pessoas mais felizes. É saudável também para o outro essa relação de empatia.

É comprovado que os sentimentos influeciam diretamente na sua criatividade
Faça o nosso teste e descubra qual o seu nível de felicidade!

  • Não trabalhar perdas e frustrações

Todos nós procuramos aprender com os erros. Saber trabalhar as perdas e frustrações do dia a dia é dar um novo significado pra vida. Faça valer a sua estória. Aprenda com seus erros para se tornar um ser humano cada vez melhor.

Comece a mudar seus hábitos hoje e sinta uma verdadeira transformação na sua vida, no seu corpo, na sua saúde e em sua qualidade de vida. O coaching pode te ajudar nessa transformação com avaliação e aplicabilidade no contexto profissional e pessoal, dando um direcionamento e maximizando seus resultados

Este artigo foi útil para você? Comente e compartilhe as dicas com seus amigos nas redes sociais.

 

Copyright: 551302042 – https://www.shutterstock.com/pt/g/chuleeporn

 



*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário

IBC - Instituto Brasileiro de Coaching: Av. Prof. Venerando Freitas Borges, 561 - Setor Jaó - Goiânia/ GO - CEP: 74.673-010