Como ter ideias inovadoras

Homem segurando uma lâmpada

Conheça formas de manter a capacidade de inovação e renovar sempre o pensamento.

Sabemos que qualquer produto, estratégia ou modelo de negócio fica desgastado com o tempo. Isso ocorre devido às mudanças de mercado e, um meio de combater a monotonia que pode pairar sobre seu negócio ou vida profissional é a inovação.

Tudo o que ajuda a ser mais eficiente, reduzindo erros, padronizando métodos ou controlando, enrijece seus caminhos, dificultando a capacidade de inovação. O desafio da atualidade consiste exatamente em conseguir administrar simultaneamente os processos que facilitam e organizam o cotidiano das empresas, e permitir que as ideias inovadoras fluam livremente.

No artigo a seguir iremos falar mais sobre o tema e listar uma série de dicas de como manter sua capacidade de inovação. Afinal, organizar processos é essencial, assim como se manter criativo e com capacidade de fazer coisas diferenciadas. 

Conheça dicas para manter a capacidade de inovação

A inovação é fundamental para que uma empresa possa se destacar em seu segmento de mercado. A seguir iremos apresentar dicas de como potencializar e manter essa capacidade de inovação dentro da companhia. 

1. Amadureça as ideias

Para que suas ideias sejam sempre aceitas, aprenda a amadurecê-las, registre-as e avalie os seus possíveis potenciais. Caso seja necessário, aprofunde as pesquisas antes de mostrá-las a alguém. Suas chances de aprovação serão muito maiores por meio desse cuidado. Projetos de inovação também precisam ser amadurecidos.

Uma primeira ideia que surge em sua mente não necessariamente estará pronta para ganhar o mundo. Ter paciência é crucial para que o esboço criado em sua mente possa ser melhor delineado, chegando a respostas mais satisfatórias. Quanto mais você puder pensar a respeito de algo, mais conseguirá identificar pontos de melhoria. 

2. Abandone a especialização

Um especialista tem a tendência de buscar soluções já conhecidas, baseadas na experiência que possui, afastando-se da inovação. Para permitir que sua mente inove, estude outras disciplinas, saia da zona de conforto, leia outros livros, veja sobre o que não é óbvio para você.

Conviver com pessoas de diferentes áreas de atuação pode ser uma forma de aprofundar os seus conhecimentos a respeito de outros temas. Ao aprender sobre algo diferente, você expande o seu horizonte e pode encontrar soluções impensadas. Não subestime o impacto positivo que novos saberes podem ter na sua vida criativa. 

3. Dê valor ao coletivo

Para o aumento das probabilidades do desenvolvimento de soluções inovadoras é importante compartilhar conhecimento no ambiente de trabalho, colocando à disposição dos colegas sua biblioteca intelectual. Para isso, é preciso sempre se lembrar de dar os créditos a cada um que fez parte da criação da solução inovadora. 

Caso contrário, você poderá sofrer o bullying do conhecimento, passando a ser privado propositalmente do conhecimento que circunda a empresa. Creditar os colegas por suas contribuições é uma postura ética e que estimula o maior intercâmbio de informações. Os trabalhos realizados em equipe tendem a ser mais ricos porque contam com contribuições de diferentes perspectivas. 

4. Seja autêntico

Mudanças geram inseguranças nos profissionais. Porém, as empresas já estão saturadas dos comportamentos padrões e resistentes às mudanças. As organizações mais modernas e inovadoras buscam pessoas irreverentes que não têm medo de ousar. Ousadia não é o mesmo que inconsequência, ser ousado significa fazer as coisas de uma forma diferente, mas que gera bons resultados.

Claro que nem sempre temos como ter certeza de que uma ação ousada trará o resultado esperado, mas podemos tomar alguns cuidados. Em suma, a ousadia significa mudar a forma de fazer as coisas de maneira a chegar a resultados positivos por outros caminhos. Aqueles que se arriscam a ser ousados se tornam mais autênticos.

5. Tenha papel e caneta sempre à mão

Em um contexto em que anotamos tudo no smartphone, parece estranho sugerir o uso de papel e caneta, não é mesmo? No entanto, se você deseja tornar as suas ideias mais inovadoras deverá confiar nessa dica. Quando escrevemos ou até mesmo rabiscamos esquemas em forma de desenho, damos formas às nossas ideias.

As ideias mais inovadoras costumam ser, em grande parte, mais distantes da realidade. Quando você dá uma forma física para as suas ideias no seu caderno pode enxergá-las de modo mais aplicável. Então, mantenha sempre um caderninho e uma caneta na sua bolsa ou bolso e não hesite em anotar aquilo que passa pela sua mente.

6. Aprenda com seus erros

Uma das atitudes que mais tolhem a criatividade e, consequentemente, a inovação, é a de evitar a todo custo os erros. Para não errar, as pessoas começam a se desviar de caminhos que podem ser potencialmente menos satisfatórios. Quando faz isso, a pessoa perde a oportunidade de vivenciar uma experiência inovadora.

Além disso, é importante desmistificar o erro, pois é a partir dele que aprendemos as lições mais relevantes para nossas vidas. Quando se deparar com uma dificuldade, siga em frente e se der errado, analise o que poderia ter sido feito de forma diferente. Transforme cada erro em um degrau para chegar a um patamar mais elevado de conhecimento.

7. Seja mais suave na autocrítica

A autocrítica é um processo essencial para o amadurecimento, pois permite absorver e assimilar as críticas alheias com mais facilidade. Também possibilita aprofundar o autoconhecimento, uma vez que você olha para suas ações, afastando as emoções do julgamento. Ficou evidente o quanto a autocrítica é importante, certo? 

Trata-se realmente de um processo relevante, mas que deve ser praticado na medida certa. Ser duramente crítico consigo mesmo não contribui, necessariamente, para esse processo de crescimento pessoal. O foco não deve ser se desacreditar e sim encontrar o que pode ser melhorado. 

O ideal é analisar as suas ideias e projetos, tentando identificar o que pode ser melhorado e o que já está no ponto certo. Assim, é possível potencializar o que está bom e corrigir o que precisa ser modificado.

Em suma, a autocrítica auxilia no desenvolvimento de ideias mais inovadoras, desde que seja feita de forma estratégica com foco na melhoria. Inovação também é sinônimo de melhoria constante. 

Esse artigo foi útil para você? Comente e compartilhe nas redes sociais com os amigos e familiares!

José Roberto Marques

Sobre o autor: José Roberto Marques é referência em Desenvolvimento Humano. Dedicou mais de 30 anos a fim de um propósito, o de fazer com que o ser humano seja capaz de atingir o seu Potencial Infinito! Para isso ele fundou o IBC, Instituto que é reconhecido internacionalmente. Professor convidado pela Universidade de Ohio e Palestrante da Brazil Conference, na Universidade de Harvard, JRM é responsável pela formação de mais de 50 mil Coaches através do PSC - Professional And Self Coaching, cujo os métodos são comprovados cientificamente através de estudo publicado pela UERJ . Além disso, é autor de mais de 50 livros publicados.



*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário

IBC - Instituto Brasileiro de Coaching: Av. Prof. Venerando Freitas Borges, 561 - Setor Jaó - Goiânia/ GO - CEP: 74.673-010
CNPJ: 31.328.744/0001-63