Controle Emocional no Trabalho

Controle Emocional no Trabalho Importância de manter o controle emocional no trabalho

 

Ter equilíbrio emocional é muito importante para conseguirmos alcançar objetivos e metas, e realizar tudo o que planejamos. O fato é que estamos sempre buscando algo, e a maneira como nossa mente está, com certeza, faz toda a diferença em como vamos lidar com cada situação que aparecer. E é incrível como uma novidade muda nosso humor, pois se é uma boa nova, então, rapidamente, nós ficamos felizes. O problema é quando recebemos uma notícia ruim, que por sua vez, nos deixa instáveis para conseguir realizar nossas atividades.

Mas como fazer, então, para manter o controle emocional, principalmente no ambiente de trabalho, mesmo diante de momentos complicados? Para responder a essa pergunta, separei algumas dicas estratégicas para você.

Quer vivenciar uma oportunidade extraordinária na sua vida?
Acesse o meu curso “Introdução ao Coaching”, é um presente!

O que é controle emocional?

Quando se fala em equilíbrio ou controle emocional, está-se querendo referir a alguém que, apesar dos acontecimentos que lhe rodeiam e dos pensamentos sabotadores que surgem em sua mente, consegue manter uma postura razoável perante seus problemas, não deixando-se levar por impulsos, sentimentos ou emoções negativas.

Muitos associam a pessoa que tem controle emocional com alguém frio e calculista. Entretanto, é preciso desenvolver um olhar mais apurado sobre este tipo de indivíduo, pois, na verdade, trata-se de alguém que se conhece muito bem e tem plena consciência de seus sentimentos, emoções e da forma como reage e pode reagir a determinadas situações ao seu redor, principalmente aquelas que lhe trazem problemas.

Assim, é possível dizer, que uma pessoa emocionalmente equilibrada é aquela que, ao invés de levar os problemas de casa para o trabalho e ficar angustiada, pensando neles o dia inteiro, deixando com que isso atrapalhe seu desempenho, consegue separar bem as situações e respira fundo, para continuar exercendo com excelência suas atividades profissionais, pois sabe que haverá o momento ideal para resolver o que precisa ser resolvido em casa. 

Para muitas pessoas pode parecer algo impossível alcançar este tipo de estado emocional. Porém, seguindo os passos certos, desenvolver a inteligência emocional pode ser mais fácil do que se imagina. Basta colocar algumas dicas em prática e assim você conseguirá manter o controle emocional no trabalho. 

Desenvolvendo o controle emocional no trabalho

Por mais que tentemos, em muitos momentos, é difícil nos mantermos equilibrados, principalmente no ambiente de trabalho. Digo isso, pois diversas situações e acontecimentos nos rodeiam, o que faz com que tenhamos que desenvolver um incrível jogo de cintura, para lidar com cada um deles e assim, atingirmos nossas metas e objetivos com maestria e excelência. 

Neste sentido, é fundamental que desenvolvamos técnicas e coloquemos em prática algumas estratégias, que vão nos ajudar a respirar fundo e encontrar as melhores soluções para os nossos problemas do dia a dia profissional. 

Continue a leitura e veja a seguir o que você pode fazer para manter-se equilibrado emocionalmente no trabalho. 

Autoconhecimento para proporcionar controle emocional

Procure saber tudo sobre você, pois assim aprenderá mais sobre suas emoções e descobrirá a melhor forma de administrá-las. Ao se conhecer melhor, as pessoas desenvolvem a capacidade de entender e controlar melhor suas emoções, que podem ser tanto positivas quanto negativas. Essa habilidade é de suma importância para gerenciar as relações interpessoais, conseguindo criar uma boa imagem perante seus colegas e superiores. Além disso, o autoconhecimento é um ótimo exercício de bem-estar, sendo fundamental para evitar o florescimento de sentimentos como:

Aprenda a lidar com sentimentos negativos

Quando você começa a se organizar, conduzir e gerir seus anseios, percebe o que pode te deixar mal e, assim, ajuda a manter maior controle emocional, evitando o aparecimento de qualquer sentimento ruim, como tristeza, raiva, rancor, inveja, impaciência, frustração e por aí vai.

Embora sejam taxados como vilões, somos nós que colocamos esse julgamento de valor negativo. Sentimentos são apenas manifestações do comportamento do nosso organismo, sendo importante para nos fornecer informações essenciais para lidarmos com o mundo. Não existe uma fórmula para evitá-los ou mesmo suprimi-los, mas podemos entendê-los e lidar com o real problema causador desse “sentimento negativo”.

Por exemplo: se o seu chefe te irritou, ou se você acabou entrando em conflito com um colega de trabalho, ao invés de ficar remoendo tudo o que aconteceu e alimentar ainda mais os sentimentos ruins que estão dentro de você, o que você pode fazer é convidá-los para uma conversa honesta, em que você vai expor o que está sentido, de forma respeitosa, para que assim, ambos possam resolver o problema juntos. 

Lembre-se sempre de se lembrar de nunca esquecer, que o melhor caminho para resolver problemas que surgem a partir de relacionamentos interpessoais é o diálogo. Por isso, opte sempre por ele. 

Respeite os seus limites

Isto quer dizer que você deve saber o que é melhor para si e até onde deve ir diante de determinada ocasião. Preocupe-se com as suas emoções e o que sentirá perante o ocorrido. Para conseguir esse feito, é preciso antes dominar todos os dois ensinamentos anteriores.

É necessário um enorme exercício de autoconhecimento para compreender quais são os gatilhos que provocam determinados sentimentos, que o impulsionam a desenvolver um sentimento e a tomar uma decisão ruim. Conhecer e saber respeitar os seus limites é fundamental para evitar arrependimentos por ter dito ou feito algo no calor do momento e da emoção.

Faça exercícios físicos

Dizem que quando o corpo está são, a mente segue essa característica e vice-versa. Por isso, extravase os sentimentos, fazendo exercícios que te dão prazer. Durante a prática de atividade física, o nosso organismo libera diversas substâncias, que promovem o bem-estar e satisfação, como a endorfina, uma das responsáveis por nos manter motivados e dispostos.

Além disso, os níveis de serotonina, dopamina e noradrenalina se mantêm elevados por horas, mesmo depois do término do exercício, produzindo uma sensação de relaxamento e bem-estar. Um bom exemplo de atividade física que você pode praticar, são as artes marciais, que além dessas qualidades, promovem autodisciplina e ajudam a reorientar emoções. 

Leia

Essa é uma técnica que pode ser utilizada por você a qualquer momento. Ler aprimora seus conhecimentos e desenvolve, claro, uma mente mais saudável e evoluída. De acordo com pesquisa realizada em dois centros de Saúde de Coimbra, com 342 pacientes, ler é uma das principais atividades que proporcionam bem-estar. Entre suas principais características está a capacidade de nos transportar para “outros mundos”, conseguindo êxito no processo deixarmo-nos menos estressados.

Trabalhe a sua respiração

Para muitos exercitar a respiração em meio aos problemas do dia a dia, principalmente aqueles relacionados ao trabalho, é algo praticamente impossível. Porém, tudo o que você pode e deve fazer, quando estiver passando por situações estressantes, é sair do ambiente que está lhe causando emoções e sentimentos negativos, e se concentrar em sua respiração. 

Procure meditar, pensar em coisas boas, sempre inspirando e expirando. Conforme você vai praticando este exercício, você vai aprimorando-o e vendo os resultados positivos que ele lhe traz. Assim, você consegue voltar ao trabalho com a mente mais arejada e pensar em soluções assertivas para lidar com os problemas e acontecimentos de seu cotidiano de trabalho. 

Evite tomar decisões no calor da emoção

Ser de Luz, preste bastante atenção no que eu vou lhe dizer e leve este ensinamento para toda a sua vida: as emoções não são boas conselheiras e podem levá-lo a tomar decisões ruins, tanto em casa, quanto no ambiente de trabalho. 

Tendo isso em mente, todas as vezes que tiver diante de uma escolha e estiver vivendo um turbilhão de emoções e sentimentos, é importante que você evite decidir por algo perante este contexto. 

Digo isso, pois quando inseridos nas condições que descrevi acima, as chances de agirmos por impulso e tomarmos decisões que podem nos prejudicar e prejudicar as demais pessoas com que trabalhamos, são enormes. 

Sendo assim, se você estiver estressante, triste, cansado, frustrado, ansioso, sentindo pressionado a decidir por algo, pare um pouco, procure se acalmar, distancie-se do problema e, somente quando estiver com a cabeça mais fria, você volta e toma a decisão que precisa tomar. 

Fazendo isso, você garante maior assertividade a este processo e passa a se sentir mais tranquilo com relação às escolhas que faz. 

Exercite a sua empatia

Como eu disse mais acima, dentro do ambiente do trabalho, podemos facilmente entrar em conflito com nossos colegas e também com nossos superiores, situação esta, que serve apenas para gerar desconforto e prejudicar o bom andamento dos processos organizacionais e das atividades desempenhadas por todos, não é mesmo?!

Sendo assim, para evitar problemas desta natureza, algo que você pode exercitar no dia a dia é a sua empatia. Quando observar que está frustrado, decepcionado ou até mesmo com raiva de alguém, procure colocar-se no lugar dessa pessoa, tentando enxergar a situação como um todo sob a sua ótica. 

Exercitar a sua empatia, antes de descontar seus sentimentos negativos e de colocar expectativas sobre os comportamentos e atitudes do outro, vai te permitir analisar o conflito gerado com maior tranquilidade, tendo a possibilidade de compreender os motivos e as razões que levaram o seu chefe ou o seu colega a agir de uma forma contrária à que você esperava. 

Com isso, você pensa duas vezes antes de entrar em conflito com o outro e passa a resolver seus problemas de relacionamento de forma mais racional, sem se deixar levar tanto pelo calor da emoção.

Entenda que reclamar não ajuda

Geralmente, quando estamos em meio a uma situação ruim, a primeira coisa que fazemos é reclamar, ao invés de assumir uma postura mais resolutiva com relação a ela, não é mesmo?! Acontece, que, por mais a gente finja bem, todos nós sabemos que viver constantemente reclamando não vai nos ajudar em absolutamente nada. 

Pelo contrário. Agir assim, só vai fazer com que alimentemos o sentimento ruim dentro de nós, além de contaminarmos todo o ambiente no qual estamos inseridos, prejudicando, assim, o nosso trabalho e nos fazendo perder o controle sobre nossas emoções. 

Neste sentido, todos os momentos em que uma reclamação surgir em sua mente, o que você deve fazer é combatê-la com algum motivo que tenha para agradecer. Lembre-se do que eu disse no começo deste tópico: ao invés de reclamar, procure, de imediato, por soluções para o seu problema, pois assim, você evita perder tempo com algo que não vai te ajudar e nem te levar a lugar algum. 

Aprenda com os problemas e com os erros

Ao longo de toda a nossa existência, fomos ensinados que problemas, erros, fracassos e falhas servem apenas para nos atrapalhar, principalmente no ambiente de trabalho. Porém, poucos de nós sabemos que é possível acontecer exatamente o contrário. 

Quando nos visualizarmos em meio à uma situação desagradável, algo que podemos fazer para contribuir com o nosso controle emocional é analisar o problema como um todo e, principalmente, com calma, para que assim consigamos observar os ensinamentos e aprendizados que estes têm a nos oferecer. 

Assumir esta postura, vai nos ajudar em nosso processo evolutivo, tanto enquanto indivíduos, quanto como profissionais. 

Benefícios do controle emocional no trabalho

Agora que você já sabe qual passo a passo seguir para manter o controle emocional no trabalho, algo que vai te convencer em definitivo a investir na aplicação de cada uma das dicas que acabei de compartilhar é compreender os benefícios que este processo pode trazer à sua rotina, não só profissional, mas também pessoal. Confira!

Transforma você em uma pessoa mais saudável

Quando temos o controle sobre nossas emoções, a tendência é que lidemos cada vez melhor com situações capazes de nos tirar do eixo. Estresse, ansiedade, raiva ou frustração já têm o mesmo efeito sobre nós, o que, consequentemente, nos torna indivíduos mais saudáveis física e mentalmente. 

Descubra como conquistar o controle sobre si mesmo!
Acesse o meu curso “Introdução ao Coaching”, é um presente!

Ajuda no processo de tomada de decisão

Falei sobre este ponto mais acima, porém acredito ser importante enfatizá-lo, pois são as escolhas que fazemos ao longo da vida, que nos levam aos caminhos que vamos percorrer no futuro. 

Sendo assim, ao desenvolver o controle emocional, temos a possibilidade de agir com mais racionalidade, ao invés de ceder e aos impulsos decorrentes de nossas emoções, algo que nos ajuda a tomar decisões cada vez mais assertivas, principalmente no trabalho. 

Melhora as relações interpessoais

Se tem uma coisa que muitos evitam é estar ao lado de alguém explosivo, pois sabem, que uma hora ou outra, o seu descontrole emocional pode atingi-los.

Neste sentido, ao manter as emoções sob controle, você evita descontar suas frustrações nas pessoas que te rodeiam, agindo de forma mais racional e calma, contribuindo, assim, para a construção de relações verdadeiramente saudáveis e construtivas. 

Essas técnicas podem te ajudar a fazer dos imprevistos do dia a dia, momentos passageiros e acontecimentos fáceis de lidar. Pense nisso e coloque-as em prática já!

Gostou deste conteúdo, Ser de Luz? O que você faz para manter o equilíbrio emocional? Deixe a sua opinião sobre o tema nos comentários e lembre-se sempre de se lembrar de compartilhar este artigo em suas redes sociais, para que seus amigos também aprendam a lidar com seus próprios sentimentos. 

Deixe seu Comentário

IBC - Instituto Brasileiro de Coaching: Av. Prof. Venerando Freitas Borges, 561 - Setor Jaó - Goiânia/ GO - CEP: 74.673-010