Os Principais Pilares do Coaching

coach e coachees

Confira 8 pilares que fazem do coaching uma metodologia de sucesso.

O coaching é uma metodologia que não para de crescer no Brasil e no mundo. Basicamente, ele consiste no trabalho de um coach (um profissional com conhecimentos em diferentes áreas do conhecimento) que orienta um indivíduo (o coachee) a alcançar de forma prática e acelerada o objetivo almejado por ele.

O Instituto Brasileiro de Coaching — IBC é a referência nacional nessa área do conhecimento, tanto nos processos de coaching para a vida pessoal, como nos processos da vida profissional. Um processo de coaching completo e bem-sucedido é composto por 8 pilares. Para saber mais sobre cada um deles e sobre a diferença que eles podem proporcionar na sua vida, continue a leitura a seguir!

1. Ser humano

Um bom coach entende e se especializa continuamente em tudo o que se refere ao ser humano, ao seu processo de mudanças e às melhorias de desempenho. Busca conhecer sobre a psique, sobre a interação entre o corpo e a mente (neurologia, biologia e fisiologias das pessoas), sobre estilos psicológicos, tipos de personalidade, estilos pessoais, comportamento, atitude, motivação, enfim, todos os fatores que promovem melhores performances na diferentes áreas da vida.

Acima de tudo, o coach faz parte do grupo de seres humanos que busca constantemente por melhoria, evolução, aprendizagem, automotivação e transformação pessoal, tornando-se um exemplo e modelo de excelência.

2. Autoconhecimento

O segundo pilar essencial do processo de coaching é o autoconhecimento, ou seja, o ato de conhecer a si mesmo de forma profunda e complexa. Nas sessões de coaching, o indivíduo é convidado a realizar testes e a analisar melhor a sua própria vida em diferentes aspectos.

Essas análises permitem que ele conheça melhor os seus aspectos positivos, que podem ser trabalhados a seu favor, bem como os seus aspectos que ainda precisam de melhorias, o que também será desenvolvido ao longo das sessões. Além disso, é conhecendo a si mesma que uma pessoa se torna autoconfiante, menos dependente da aprovação alheia e capaz de fazer escolhas e definir objetivos compatíveis com a sua felicidade.

3. Metodologia

O coaching está baseado em metodologias, processos e pensamento sistêmico. Esse processo é muito mais efetivo se for embasado em modelagem de pessoas de sucesso, modelos de excelência. Usamos esse processo durante o treinamento, com modelos de coaching comprovados na prática e utilizados internacionalmente.

Os coaches do IBC contam com profunda experiência e conhecimentos valiosos em diferentes áreas do saber — como a psicologia, a gestão de pessoas e a administração de empresas. Inclusive, o IBC é credenciado no Brasil pelo MEC e tem a sua metodologia validada cientificamente pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

4. Técnicas e ferramentas

O coaching é suportado por técnicas e ferramentas que potencializam os resultados dos clientes de forma efetiva e profissional. Um bom coach procura sempre se atualizar por meio de treinamentos, leituras, cursos e trocas de experiências para poder atingir os melhores resultados da maneira mais rápida possível. Com as tecnologias disponíveis no mercado, desenvolvidas, modeladas e testadas devidamente, as ferramentas permitem que os indivíduos alcancem os seus objetivos.

No IBC, empregamos técnicas comprovadas cientificamente e, principalmente, que apresentam resultados efetivos na prática, como testes, matrizes, gráficos, planilhas etc. Além disso, utilizamos os roteiros e questionários estruturados, que facilitam a vida dos coaches e dos seus clientes nas diferentes fases do processo: autoconhecimento, definição de objetivos, planejamento estratégico, acompanhamento de resultados e feedback.

5. Objetivos e planejamento estratégico

A definição de objetivos é também um dos pilares do coaching. Nessa metodologia, o indivíduo é convidado a compreender o seu estado atual e a definir o seu estado desejado, ou seja, o que ele quer alcançar na área da vida que está sendo trabalhada.

O coach orienta a pessoa a definir as suas metas com inteligência e precisão. Em seguida, a ajuda a estabelecer e a organizar as ações que devem ser feitas para que o objetivo em questão possa ser alcançado, em um processo conhecido como planejamento estratégico.

6. Competências

O processo de coaching ajuda o indivíduo a desenvolver competências que ele ainda não tem, bem como a potencializar aquelas que ele já demonstra. Naturalmente, o tipo de competência a ser trabalhado e exercitado, tanto na teoria como na prática, depende do perfil do indivíduo e do objetivo que ele deseja alcançar.

Para que o sucesso do coaching seja obtido, o coach deve desenvolver um perfil, com certas habilidades e competências (por exemplo: planejamento, comunicação, gestão do tempo, motivação, visão sistêmica, transformação ética etc.), certas características (como comprometimento, confiança, disciplina, generosidade, compaixão, entusiasmo etc.) e certos princípios (como não julgamento, superação do passado, ação no presente, planejamento do futuro etc.), além de seguir um código de ética.

7. Motivação

Quem já lutou por um objetivo sabe que, ao longo do percurso, o ânimo diminui, os erros despertam inseguranças, e o cansaço bate. Nessas horas, o coach ajuda o indivíduo a relembrar-se dos seus propósitos e a reencontrar o ânimo que havia sido perdido.

Mesmo na hora de corrigir erros e dar aquele “puxão de orelha” discreto, o coach o faz sempre com ética e respeito e sem provocar o desânimo naquele indivíduo. Ao contrário, ele demonstra que confia nas capacidades da pessoa, levando-a a também confiar mais em si mesma e ter mais autoestima.

8. Análise de desempenho e feedback

Por fim, também aparece entre os pilares do coaching a avaliação de desempenho. Depois de realizar o planejamento das ações, o indivíduo começa a colocá-las em prática, prestando contas daquilo que faz em cada sessão. Assim, o coach consegue supervisionar e dar maiores orientações à pessoa, com base no desempenho apresentado.

O feedback é bastante completo nessa metodologia, contemplando não apenas os erros que precisam ser corrigidos, mas também o reconhecimento pelo progresso feito. Além disso, o coach oferece sugestões, dicas de melhoria e conteúdos ricos que agregam conhecimento ao cliente, complementando a sua trajetória de sucesso.

Esses são os 8 pilares que fazem do coaching uma metodologia de sucesso em diversos países do mundo, inclusive no Brasil. Por aqui, o IBC é a referência, já que colocamos em prática todos esses pilares. Para saber mais sobre as soluções que oferecemos, entre em contato conosco!

Gostou deste conteúdo? Então, deixe o seu comentário no espaço a seguir. Além do mais, que tal levar estas informações a todos os seus amigos, colegas de trabalho, familiares e a quem mais possa se beneficiar delas? Compartilhe este artigo nas suas redes sociais!

José Roberto Marques

Sobre o autor: José Roberto Marques é referência em Desenvolvimento Humano. Dedicou mais de 30 anos a fim de um propósito, o de fazer com que o ser humano seja capaz de atingir o seu Potencial Infinito! Para isso ele fundou o IBC, Instituto que é reconhecido internacionalmente. Professor convidado pela Universidade de Ohio e Palestrante da Brazil Conference, na Universidade de Harvard, JRM é responsável pela formação de mais de 50 mil Coaches através do PSC - Professional And Self Coaching, cujo os métodos são comprovados cientificamente através de estudo publicado pela UERJ . Além disso, é autor de mais de 50 livros publicados.



*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário

IBC - Instituto Brasileiro de Coaching: Av. Prof. Venerando Freitas Borges, 561 - Setor Jaó - Goiânia/ GO - CEP: 74.673-010
CNPJ: 31.328.744/0001-63

This will close in 0 seconds