Microgerenciamento – O que é e como se livrar desse problema?

Microgerenciamento

No microgerenciamento, o gestor assume para si uma responsabilidade demasiada e exagerada, não dando espaço o restante da equipe.

A forma como um gestor decide liderar a sua equipe é de fundamental importância, para que esta seja bem-sucedida em suas ações ou não. Se a gestão ocorre através da parceria e do exemplo, as chances de alcance de resultados extraordinários são grandes. Porém, se o contrário acontece, ou seja, se o líder não delega tarefas, não acompanha o desenvolvimento de seu time, não lhes fornece feedbacks assertivos, problemas podem surgir, afastando, significativamente, a possibilidade de conquista de metas e objetivos.

Para evitar que isso aconteça, é preciso que o líder tenha, principalmente, visão sistêmica, para entender, não só o que a empresa deseja alcançar, mas também cada um de seus colaboradores. É necessário acompanhar, orientar e inspirar diariamente as pessoas que fazem parte da equipe, para que elas consigam se desenvolver e sintam-se motivadas e autônomas o suficiente para realizar um bom trabalho todos os dias. 

Mas, por mais que saibamos que esse é o caminho para que o gestor leve a sua equipe em direção ao bom desempenho, na prática, nem sempre é isso o que de fato acontece. O que observamos são gestores mal preparados, que não sabem como devem liderar grupos e acabam comprometendo até mesmo os resultados de toda a empresa. 

Um dos problemas, neste sentido, comumente visto nas organizações é o microgerenciamento. Se você deseja saber mais sobre esse assunto e entender de que forma você pode evitá-lo em sua empresa, continue nos acompanhando na leitura deste conteúdo. 

Comece a ter o

Destaque

que você merece!

Preencha os campos abaixo para receber o e-book.

O que é microgerenciamento?

O microgerenciamento é conhecido como um comportamento adotado pelo gestor de uma equipe, em que ele transforma a liderança e a administração em algo extremamente rígido e minucioso. 

Trata-se, basicamente, daquele líder que exerce um controle extremo sobre seus liderados, bem como sobre os projetos e atividades realizadas por todos, beirando um perfeccionismo totalmente exagerado. Isso faz com que haja pouco espaço para a contribuição do restante da equipe, afastando todo tipo de manifestação autônoma de qualquer um dos membros do grupo. 

Por mais que pareça, é importante esclarecer que o microgerenciamento não pode ser confundido com um estilo de gestão. Pelo contrário. Quando ele entra em cena, é um sinal de que, na verdade, o estilo de gestão escolhido está sendo falho e não funciona como deveria funcionar. 

E para identificar um microgestor não tem segredo. É aquele que faz questão de estar copiado em todos os e-mails, que a todo momento marca reuniões de alinhamento, que exige de seus colaboradores diversos relatórios e quer marcar presença em todos os processos organizacionais e de sua equipe, por menor que eles sejam. 

Dicas para se livrar do microgerenciamento

Como pudemos perceber o microgerenciamento pode acabar prejudicando os resultados alcançados pela equipe de trabalho e pela empresa. Para evitá-lo ao máximo, confira nossas dicas e coloque-as em prática agora mesmo:

Apoie sua equipe

Toda equipe está sujeita a passar por dificuldades. Sabendo disso, é fundamental que o líder seja um apoio para seus liderados durante as adversidades. Em situações adversas, ao invés de procurar culpados, é papel do gestor se transformar em um guia, para ajudar seu time a superar os desafios

Reconheça os méritos de sua equipe

Sempre que tiver oportunidade elogie as conquistas de sua equipe. Esta ação é importante para que eles se sintam valorizados e cada vez mais motivados a alcançar as metas e objetivos propostos para o time. 

Conheça cada membro de sua equipe

Faça questão de conhecer cada um dos membros de sua equipe. Fazer isso é fundamental para quem ocupa um cargo de liderança, porque você consegue elaborar estratégias mais assertivas para motivar a todos individualmente. Além disso, ao conhecê-los, você cria empatia por eles e também confiança mútua, algo que é essencial para uma boa relação entre vocês. 

Dê autonomia

Se tem uma coisa que o microgestor não faz é dar autonomia para a sua equipe. Como você não que ser como este tipo de gestor, você deve fazer exatamente o contrário, ou seja, deve estimular ao máximo a autonomia de cada membro do seu time, para que, dessa maneira, eles se desenvolvam constantemente e alcancem bons resultados para todos. 

Organize as demandas

Este é um ponto em que você organizará as demandas e as delegará de acordo com as melhores habilidades e capacidades de cada um. Ao adotar este método, você terá mais chances de fazer com que os melhores resultados sejam alcançados, efetivamente e na prática. 

Coloque-se à disposição

Além de ser um apoio nas adversidades, é importante que você também coloque-se à disposição de seus liderados, ajudando-os no que eles precisarem. Lembre-se de que isso será um acompanhamento e não uma medida autoritária, em que você fará questão de saber sobre cada passo que estão dando. 

Seja transparente

Não esconda nada da sua equipe. Compartilhe com eles as informações necessárias para que cada um realize bem o seu trabalho. E se você se encontrar diante de uma dificuldade, conte com eles para ajudá-lo com ideias e soluções para os problemas. Tenha confiança neles e você verá que sugestões criativas e inovadoras vão surgir. 

Veja que é muito mais fácil ser um líder parceiro, do que um microgestor, que quer controlar tudo e todos. Se você ver que precisa, coloque estas dicas em prática e depois conte-nos nos comentários os resultados que está obtendo. 

E se você gostou deste conteúdo, compartilhe-o em suas redes sociais, para ajudar um número ainda maior de pessoas. 

Imagem: Por everything possible

E aí, curtiu esse conteúdo?

Saiba que ele é apenas a pontinha do iceberg e você pode desenvolver suas habilidades de liderança muito mais. Baixe agora o ebook Leader Coach e aprenda como extrair o máximo resultado da sua equipe.
Preencha o formulário, é de graça.
José Roberto Marques

Sobre o autor: José Roberto Marques é referência em Desenvolvimento Humano. Dedicou mais de 30 anos a fim de um propósito, o de fazer com que o ser humano seja capaz de atingir o seu Potencial Infinito! Para isso ele fundou o IBC, Instituto que é reconhecido internacionalmente. Professor convidado pela Universidade de Ohio e Palestrante da Brazil Conference, na Universidade de Harvard, JRM é responsável pela formação de mais de 50 mil Coaches através do PSC - Professional And Self Coaching, cujo os métodos são comprovados cientificamente através de estudo publicado pela UERJ . Além disso, é autor de mais de 50 livros publicados.



*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário

IBC - Instituto Brasileiro de Coaching: Av. Prof. Venerando Freitas Borges, 561 - Setor Jaó - Goiânia/ GO - CEP: 74.673-010