Clima Organizacional

Analisar o clima organizacional é imprescindível para qualquer empresa que deseja obter sucesso durante a sua jornada

Você já se perguntou qual é a percepção que os colaboradores da sua empresa têm a respeito do ambiente psicológico oferecido para elas diariamente? Se ainda não se fez essa pergunta, saiba que deveria, pois um ambiente agradável e acolhedor contribui para o aumento da produtividade e para o estabelecimento de parcerias de sucesso entre os funcionários.

Esse ambiente nada mais é do que o clima organizacional, entender esse conceito e como mantê-lo positivo é o segredo para tornar a sua companhia mais bem posicionada no mercado. Vamos mergulhar mais profundamente nesse conceito?

O que é clima organizacional?

O ponto mais importante de compreender a respeito do clima organizacional é que esse certamente é o fator mais impactante para identificar o grau de engajamento e entusiasmo individual e coletivo dos colaboradores. Em linhas gerais, o clima organizacional pode ser definido como os elementos passíveis de mensuração e identificação que compõem o ambiente corporativo.

Os funcionários chegam a uma conclusão de satisfação ou insatisfação de acordo com alguns fatores, dentre os quais estão os benefícios oferecidos pela companhia, a qualidade das ferramentas de trabalho fornecidas, carga horária, relação com os colegas e superiores, existência ou não de um plano de carreira, ergonomia oferecida no ambiente físico, entre outros.

Esses fatores supramencionados se refletem direta ou indiretamente na produtividade e qualidade do trabalho dos colaboradores. Empresas que desejam contar com funcionários mais produtivos devem investir em recursos que os ajudem a aproveitar melhor seu tempo em paralelo ao aumento da sua qualidade de vida.

Comece a ter o

Destaque

que você merece!

Preencha os campos abaixo para receber o e-book.

7 fatores que influenciam o ambiente de trabalho de uma empresa

  • Flexibilidade – O quanto os funcionários se sentem livres para inovar;
  • Responsabilidade – Sua responsabilidade para com a empresa;
  • Padrões – Níveis de padrão/processos definidos na empresa;
  • Recompensas – O quanto as recompensas recebidas são vistas como corretas;
  • Transparência – O quanto as pessoas entendem os valores e a missão da empresa;
  • Comprometimento – nível de compromisso com um propósito em comum;
  • Liderança – A qualidade das lideranças da empresa.

Líderes que usam estilos que afetam o clima positivamente conseguem, sem dúvida, resultados financeiros melhores do que aqueles que usam estilos com efeito negativo. O clima empresarial, ou seja, a ambiência, é responsável por 1/3 dos resultados, o que é demais para ser ignorado.

Não confunda clima organizacional com cultura organizacional

Ambos conceitos são essenciais para o bom andamento do ambiente de trabalho, mas têm diferenças substanciais entre si. A compreensão dessa diferença permite estabelecer um planejamento mais efetivo para garantir um clima organizacional mais saudável e com boas chances de produtividade.

Cultura organizacional resulta da composição de comportamentos, hábitos e valores humanos dentro do ambiente de trabalho. Toda empresa é única exatamente porque possui uma cultura muito particular que resulta tanto dos valores organizacionais como dos valores pessoais dos colaboradores. Quando novos funcionários entram na companhia, é natural que a cultura se adapte em certo grau.

O clima organizacional, por sua vez, é a percepção deixada pela cultura, ele pode ser mensurado através da avaliação de dados técnicos, assim como a partir de aspectos emocionais por meio da observação dos públicos como clientes e colaboradores.

Pesquisa de clima organizacional: a base para entender a percepção do ambiente

Essa pesquisa deve ser realizada pela equipe de Recursos Humanos com o objetivo de identificar e monitorar o clima organizacional da companhia. Trata-se de uma ferramenta bastante eficaz para encontrar padrões comportamentais e eventuais focos de problemas corporativos.

Em síntese, essa pesquisa se ocupa de determinar de que maneira o clima influencia o ambiente de trabalho e a capacidade de produtividade dos colaboradores. O trabalho da equipe responsável pela pesquisa consiste em fazer uma lista dos pontos fortes e fracos do ambiente empresarial.

Algumas empresas utilizam esse tipo de pesquisa com outros objetivos, como identificar as chances de melhoria, analisar mudanças realizadas no decorrer do tempo na organização, dar apoio para decisões tomadas por gestores, entre outros.

Conheça as 5 etapas de realização de uma pesquisa de clima organizacional

Geralmente, as pesquisas de clima organizacional são realizadas seguindo as cinco etapas que você verá a seguir.

Primeira etapa – Planejamento (definição dos objetivos)

A primeira etapa para a realização de uma pesquisa de clima organizacional consiste em planejar o processo e definir os objetivos a serem buscados. Nela, a equipe deve discutir sobre a necessidade de focar em alguma questão específica durante a realização da pesquisa. É nesse momento que será definida a forma de mensuração dos dados obtidos.

As datas de início e fim da aplicação da pesquisa deverão ser definidas, assim como o sistema utilizado para fazer as perguntas e como os dados serão apresentados para os colaboradores. Há diversos formatos de questionários que podem ser usados para realizar a pesquisa de clima organizacional, o mais importante é que, independentemente da forma, aborde tópicos como carga horária, satisfação salarial, avaliação das lideranças, volume de trabalho e qualidade do espaço físico.

Segunda etapa – Comunicação

A aplicação de um questionário, como o da pesquisa de clima organizacional, pode deixar os colaboradores nervosos se não houver uma explicação clara a respeito dos objetivos. Os funcionários devem compreender que a intenção é analisar o clima corporativo sem que haja qualquer ameaça de prejuízo para eles, ou seja, eles podem e devem ser sinceros sem temer nenhum tipo de represália.

Terceira etapa – Aplicação do questionário

O ideal é que o questionário a respeito do clima organizacional seja respondido de forma anônima para que os funcionários se sintam mais tranquilos para opinar com sinceridade.

Caso não seja possível realizar uma pesquisa anônima, é sugerida a realização de uma pesquisa de participação voluntária. Para ter uma boa adesão nesse caso, foque em fazer uma campanha de comunicação a respeito dos benefícios da participação. As lideranças devem dar o exemplo participando.

Quarta etapa – Análise dos dados

Tendo realizado a etapa de aplicação do questionário, chega o momento de analisar os dados de acordo com as regras de mensuração previamente estabelecidas. Os resultados obtidos por meio da pesquisa devem servir de base para a tomada de decisões futuras, que podem influenciar os rumos da companhia. É importante fazer a pesquisa de clima organizacional de tempos em tempos para ficar a par de eventuais mudanças que possam ocorrer na percepção do ambiente corporativo.

Quinta etapa – Projetos de melhorias

Como mencionado, os dados obtidos pela pesquisa de clima organizacional devem ser usados para estruturar projetos de melhoria do ambiente para os colaboradores. Conhecendo os pontos fortes e os que precisam ser desenvolvidos da sua companhia, fica mais simples pensar em ações que melhorem o engajamento dos seus funcionários.

Coaching para desenvolvimento de Clima Organizacional

As lideranças de uma organização estão entre as principais responsáveis pelo clima de uma empresa. O Coaching é atualmente uma das mais poderosas ferramentas para desenvolvimento de liderança. Sendo assim, um projeto de Coaching estruturado, passando por uma parte significativa das lideranças da organização, pode causar um impacto extremamente positivo no Clima Organizacional.

Aproveite para comentar abaixo sua opinião sobre o assunto e compartilhar este conteúdo em suas redes sociais!

E aí, curtiu esse conteúdo?

Saiba que ele é apenas a pontinha do iceberg e você pode desenvolver suas habilidades de liderança muito mais. Baixe agora o ebook Leader Coach e aprenda como extrair o máximo resultado da sua equipe.
Preencha o formulário, é de graça.
José Roberto Marques

Sobre o autor: José Roberto Marques é referência em Desenvolvimento Humano. Dedicou mais de 30 anos a fim de um propósito, o de fazer com que o ser humano seja capaz de atingir o seu Potencial Infinito! Para isso ele fundou o IBC, Instituto que é reconhecido internacionalmente. Professor convidado pela Universidade de Ohio e Palestrante da Brazil Conference, na Universidade de Harvard, JRM é responsável pela formação de mais de 50 mil Coaches através do PSC - Professional And Self Coaching, cujo os métodos são comprovados cientificamente através de estudo publicado pela UERJ . Além disso, é autor de mais de 50 livros publicados.



*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário

IBC - Instituto Brasileiro de Coaching: Av. Prof. Venerando Freitas Borges, 561 - Setor Jaó - Goiânia/ GO - CEP: 74.673-010