Saiba quais são os sintomas de uma crise de ansiedade

homem preocupado

Um dos fatores que podem desencadear a crise de ansiedade é a própria personalidade da pessoa.

Segundo o dicionário Michaelis, a palavra ansiedade significa aflição, angústia; atitude emotiva concernente ao futuro. Caracteriza-se por alternativas de medo e esperança; medo vago adquirido especialmente por generalização de estímulos. Impaciência, sofrimento de quem espera algo que ainda não aconteceu; desconforto físico e psíquico; excesso de agonia.

Esse distúrbio é mais comum do que se imagina. No entanto, a ansiedade é também uma reação comum presente no dia a dia de todos de nós, principalmente em situações de tensão ou medo. Sabe aquele frio na barriga antes de encontrar alguém de quem gostamos ou de aguardar para passar por uma entrevista de emprego? Essa é a ansiedade normal, que faz parte da vida. 

Deve apenas se tornar motivo de preocupação quando deixa de ser uma consequência de um momento de tensão e passa a ser um estado frequente. Sentir-se extremamente preocupado diante de uma situação que não demanda tal reação caracteriza a ansiedade patológica. A pessoa que sofre disso pode perder o controle e ter reações perigosas e desproporcionais. 

A crise de ansiedade pode ser provocada por vários fatores, como problemas hormonais, uso de substâncias tóxicas, como álcool e drogas, genética, doenças, estilo de vida desregrado, traumas e, até mesmo, a própria personalidade. Continue lendo para entender melhor o que é a ansiedade, seus principais sintomas e como amenizar o problema. 

Quer descobrir qual grau da sua felicidade?
Clique aqui e acesse o “Termômetro da Felicidade”!

O que é ansiedade?

A palavra ansiedade é usada para definir uma série de distúrbios que geram grande nervosismo, preocupação, apreensão e medo nas pessoas acometidas. Como já mencionamos, é uma reação natural que todo ser humano experimenta em algum momento. O problema surge quando o nervosismo gerado por ela se manifesta em situações em que não se justifica e em uma proporção muito maior do que o esperado.

Vivenciar essa situação com frequência e em grande intensidade reduz a qualidade de vida do indivíduo. Além disso, também pode comprometer o seu desempenho profissional e prejudicar as suas relações interpessoais. Segundo o DSM-5 (Manual de Diagnóstico e Estatística dos Transtornos Mentais), transtornos de ansiedade se caracterizam como aqueles em que se manifesta o medo e ansiedade em excesso.

O medo consiste na resposta emocional a uma ameaça iminente, que pode ser real ou percebida. Nada mais é do que a antecipação da preocupação em relação a uma ameaça futura. Os ataques de pânico, por sua vez, se destacam como um tipo particular de resposta ao medo dentro do escopo de transtornos de ansiedade.

Principais sintomas da ansiedade

A ansiedade pode se manifestar tanto na forma de sintomas emocionais quanto físicos. Entenda melhor abaixo. 

Sintomas emocionais da ansiedade

Confira abaixo os principais sintomas emocionais causados pela ansiedade.

Angústia

O indivíduo que sofre de ansiedade vive angustiado pela perspectiva de que algo terrível irá acontecer a qualquer momento. Esse sentimento geralmente se baseia na observação de situações comuns do dia a dia que não demandam tal reação. 

Perda de controle

A ansiedade faz com que o indivíduo enxergue perigo em quase tudo. Manter-se nesse registro pode fazer com que a pessoa perca o controle eventualmente devido ao seu estado emocional abalado. 

Ataques de pânico

Um ataque de pânico consiste em um episódio de medo ou ansiedade intensos com sintomas físicos em decorrência de um perigo imaginário. O indivíduo que vivencia um ataque de pânico pode sentir vertigem, sensação de engasgo, medo de morrer, entre outros. O acompanhamento médico é fundamental. 

Medo exagerado

A ansiedade leva o indivíduo a identificar ameaças enormes em situações que não necessariamente representam uma ameaça verdadeira. Pequenas coisas do dia a dia se tornam motivo para que a pessoa entre em uma espiral de grande tensão. 

Preocupações exageradas

Como já mencionamos ao longo do artigo, a ansiedade pode fazer com que o indivíduo identifique ameaças onde não existe. Além disso, situações que despertam geralmente uma tensão mínima costumam adquirir muito mais relevância. Assim, as ameaças percebidas por ele são exageradas. 

Pensamentos de suicídio

O acompanhamento clínico de quadros de ansiedade é essencial justamente por ser um distúrbio que pode levar o indivíduo a ter pensamentos suicidas. 

Sintomas físicos da ansiedade

Entre os sintomas físicos mais comuns que este tipo de crise provoca, estão: 

– Dor de cabeça frequente;

– Mãos frias;

– Dificuldades de respirar;

– Suor excessivo;

– Dilatação das pupilas;

– Desmaios;

– Coração acelerado;

– Dores musculares;

– Micção frequente; 

– Dificuldade para engolir; 

– Sensação de engasgo; 

– Calafrios; 

– Boca seca;

– Tontura; 

– Desconforto abdominal; 

– Tremor e calor repentino;

– Diarreia; 

– Mal estar;

– Irritação instantânea;

– Medo;

– Gastrite.

Dicas para amenizar crises de ansiedade

Confira algumas dicas que podem ajudar a aliviar as crises de ansiedade e estresse. Veja abaixo:

– Procure distrair a sua mente nos momentos de ansiedade lendo um livro ou escutando uma música relaxante;

– Faça exercícios de respiração, inspirando e expirando pausadamente;

– Faça anotações sobre os seus sentimentos. Elas podem lhe ajudar a controlar e a lidar melhor com as crises;

– Imagine uma situação ou um lugar confortável. Quando estiver no meio de uma crise de ansiedade, procure controlá-la utilizando sua imaginação. Pense em uma situação ou um lugar que lhe agrade, como uma linda paisagem, por exemplo. Isso pode lhe ajudar a acalmar suas emoções aos poucos;

– Não ignore as suas crises. Não trate a ansiedade como algo comum, ela é um transtorno e, como tal, precisa ser tratado de forma correta;

– Busque ajuda de um profissional de saúde mental, pois ele poderá fazer o diagnóstico e recomendar o melhor tratamento;

– Elimine os pensamentos negativos;

– Não deixe a sua mente vazia. Ocupe o seu tempo com atividades que proporcionem bem-estar e relaxamento físico e mental;

– Não guarde suas angústias só para você. Ponha seus sentimentos para fora com um amigo, além de fazer terapia com um profissional especializado;

– Pratique atividades físicas com frequência;

– Tenha um hobby;

– Tome medicamentos apropriados quando orientado por um especialista.

E você, quais outras dicas teria para amenizar uma crise de ansiedade? Deixe o seu comentário e contribua com o conhecimento! Aproveite para levar a informação adiante, compartilhando o conteúdo em suas redes sociais!

José Roberto Marques

Sobre o autor: José Roberto Marques é referência em Desenvolvimento Humano. Dedicou mais de 30 anos a fim de um propósito, o de fazer com que o ser humano seja capaz de atingir o seu Potencial Infinito! Para isso ele fundou o IBC, Instituto que é reconhecido internacionalmente. Professor convidado pela Universidade de Ohio e Palestrante da Brazil Conference, na Universidade de Harvard, JRM é responsável pela formação de mais de 50 mil Coaches através do PSC - Professional And Self Coaching, cujo os métodos são comprovados cientificamente através de estudo publicado pela UERJ . Além disso, é autor de mais de 50 livros publicados.



*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário

IBC - Instituto Brasileiro de Coaching: Av. Prof. Venerando Freitas Borges, 561 - Setor Jaó - Goiânia/ GO - CEP: 74.673-010
CNPJ: 31.328.744/0001-63