Como a Psicologia Organizacional pode afetar meu ambiente de trabalho?

psicologia organizacional e ambiente de trabalho

A psicologia organizacional tende a resolver possíveis problemas na gestão de empresas. / Copyright: Rawpixel.com


 
Hoje vou falar de como a psicologia organizacional influencia no dia a dia de uma organização. Por definição, uma empresa é uma pessoa jurídica que busca por meio de bens e serviços atender alguma necessidade humana e, cujo processo produtivo tem como finalidade alcançar o lucro. Entretanto, além dos bens materiais, uma empresa é composta essencialmente por pessoas. E é importante lembrar de que são estes profissionais que cuidam dos processos e tornam os resultados tangíveis.

Para que a empresa obtenha sucesso é fundamental que os colaboradores sejam tecnicamente qualificados, tenham acesso a formações complementares, sejam motivados pela gestão e pela área de recursos humanos e não se envolvam em conflitos. A lista de fatores para o sucesso pode ser ainda maior do que isso!

Para que todas as ações necessárias sejam cumpridas corretamente, existe a psicologia organizacional. Continue lendo para entender mais sobre o assunto.

O que é psicologia organizacional e do trabalho

A psicologia organizacional estuda os fenômenos psicológicos que são consequências do ambiente das organizações com o objetivo de solucionar os problemas relativos à gestão de pessoas. Com isso, o estudo busca manter a qualidade do clima organizacional, oferecer condições favoráveis ao trabalho e desenvolver o capital humano e, consequentemente, ao alcance de metas e lucros.

Entre os focos de atuação da psicologia organizacional é possível destacar:

Recrutamento e seleção: otimização de métodos para encontrar os melhores profissionais.

Análise de cargos e salários: revisão regular e atenta dos níveis dos colaboradores.

Aplicação de testes comportamentais (coaching assessment): para avaliação periódica para mapear os colaboradores,

Avaliação de desempenho e performance: esse sistema de feedback deve ser aplicado obrigatoriamente e com períodos determinados. Eles devem conter a autoavaliação, avaliação da gestão, da área e da empresa. Além de traçar objetivos e planos para o futuro profissional do colaborador.

Gestão do clima organizacional: com a aplicação de pesquisas de avaliação de clima.

Resolução de problemas e conflitos entre profissionais: entender o que está acontecendo e encontrar a melhor maneira de resolver.

Planejamento de carreira: organização de uma estrutura de crescimento da empresa, das áreas e cada funcionário delas. Com isso, será mais fácil fazer a retenção de talentos.

Promover qualidade de vida no trabalho: ações que visam a harmonia entre pessoas e o bem-estar das equipes contribuem para estimular um convívio agradável e saudável.

Se a sua empresa ainda não promove nenhuma das ações acima é a hora de conversar com o seu gestor. Pode ser que essa conversa seja o ponto de partida para começar um projeto de psicologia organizacional no local em que você trabalha. E se o local em que você é empregado já tem ações como essa, analise para avaliar o que poderia ser alterado para melhor.

Como o estudo muda o dia a dia

Por estudar o bem-estar, progresso e o relacionamento entre funcionários dentro de uma empresa, a psicologia organizacional influencia diretamente no bom andamento da corporação. Para realizar esse trabalho, é necessário contar com psicólogos qualificados e especializados.

Esses profissionais irão trabalhar diariamente com alguns dos seguintes tópicos:

  • Prevenção de conflitos;
  • Estímulo para a capacitação de colaboradores;
  • Preocupação em atender da melhor maneira possível as necessidades profissionais dos funcionários;
  • Empatia para compreender se houver problemas pessoais;
  • Melhorar a comunicação entre funcionários e diretoria;
  • Avaliação regular de todos os colaboradores da empresa, incluindo a gestão;
  • Motivação para o crescimento das áreas e da empresa;
  • Fazer uma seleção eficaz de novas pessoas para a organização, garantindo assim que sejam qualificadas para as vagas disponíveis e que tenham o perfil procurado pela corporação.

Viu como essa área da psicologia tem papel fundamental no bem-estar da empresa?

Conheça a Teoria de Maslow

O psicólogo Abraham Harold Maslow é um dos nomes mais significativos na área. Alguns dos temas de suas pesquisas estão conectados à gestão de recursos humanos e de quem trabalha com isso. Afinal, esses profissionais se preocupam em como as pessoas se sentem e como elas se relacionam umas com as outras.

Entre os seus estudos, posso destacar a Pirâmide de Maslow. Na base da pirâmide estão as necessidades fisiológicas, tais como respirar, beber água, alimentar-se e ter onde morar. Acima, está a cama da segurança, em que está a obrigatoriedade de se sentir salva em relação ao emprego, família, saúde e questões financeiras. A camada seguinte é ligada às questões sociais, tais como os amigos, a família e a vida amorosa. Após isso, há o nível da estima, em que estão as conquistas individuais, confiança e autoestima. E, por último, está a realização pessoal, em que está a autoavaliação, ausência de preconceitos, moralidade e criatividade.

Como você pode perceber, o estudo dele busca entender em que momento da pirâmide as pessoas estão e por que. No âmbito empresarial, a área de recursos humanos precisa entender em qual momento o funcionário está, se ele está feliz ou não dessa forma e quais são as melhores maneiras de fazer com que elas evoluam nela. Dessa maneira, a empresa terá um funcionário produtivo e a vida pessoal estará andando junto de forma harmoniosa.

A relação com o coaching

Buscando aperfeiçoar e ampliar as competências dos profissionais, os cursos de coaching têm sido muito procurados por psicólogos organizacionais que desejam desenvolver as habilidades de um coach e alcançar, de forma mais efetiva, a excelência.

Eles buscam por essa qualidade máxima em aspectos como a comunicação, o relacionamento interpessoal, a liderança, o desenvolvimento e a gestão de pessoas. E mais que isso, hoje estes psicólogos comprovam por meio dos seus próprios resultados o quanto o coaching é efetivo.

A aplicação do coaching deve ser feita de forma correta. Os resultados serão positivos e irão aparecer quando o método também for aplicado em treinamentos de desenvolvimento de habilidades e competências específicas dos colaboradores para líderes e equipes. Quem é da área de recurso humanos pode estudar a possibilidade de incluir cursos de coaching voltado para Treinamento e Desenvolvimento – T&D dentro do orçamento anual da empresa.

Gostou de conhecer um pouco sobre a psicologia organizacional? Compartilhe seus comentários comigo! Gostaria de saber o que você pensa sobre o assunto.

O artigo é bom, né?

No IBC é assim, não custa nada evoluir e alcançar resultados extraordinários. Se você quer seguir por esse caminho de evolução é só baixar o nosso e-book gratuito,
Tudo sobre Coaching. Preencha o formulário abaixo com seus dados para ler.
Deixe seu Comentário

IBC - Instituto Brasileiro de Coaching: Av. Prof. Venerando Freitas Borges, 561 - Setor Jaó - Goiânia/ GO - CEP: 74.673-010