A vida de Peter Drucker – História, Frases e Livros

 

Peter Ducker

“A Melhor Maneira De Prever O Futuro, É Criá-lo.”
Peter Drucker

 

A Administração de Empresas nunca mais foi a mesma depois de receber as ideias inovadoras de um austríaco que conseguiu modernizar a área de gestão de negócios. Peter Ferdinand Drucker inspirou por mais de 60 anos diversos administradores em todas as partes do mundo com seus artigos, conferências e mais de 30 livros. Entre os maiores líderes do management mundial que assumiram ter bebido dessa poderosa fonte intelectual estão o fundador da Microsoft, Bill Gates, e o criador da Ford Motor, Henry Ford.

Todo esse conhecimento é atribuído à sua atuação em diferentes profissões, bem como ao interesse por conhecer outros modos de vida. Hoje,vou contar à você um pouco da história deste grande nome, que até hoje transforma a maneira como administramos nossos negócios, por meio de seus ensinamentos, de seus livros e frases poderosas que compartilhou conosco ao longo de sua trajetória de vida.

Quem foi Peter Drucker?

O estudioso nascido em 1909, considerado o pai da administração moderna, atuou como jornalista, conferencista, escritor, economista, analista financeiro e também professor. Ao longo de sua vida, conviveu com variadas culturas, pois teve a oportunidade de morar em países como Alemanha e Estados Unidos e de manter relações com o Japão. Em 2005, ano em que faleceu, vivia na Califórnia e atuava como professor de Ciências Sociais na Claremont Graduate.

Peter Drucker também teve muito contato com a economia brasileira, tendo passado pelo país algumas vezes para a realização de conferências e seminários. Na década de 1950, ele se encontrou pessoalmente com o então presidente Juscelino Kubitschek e revelou-se um entusiasta diante do projeto da construção da capital federal. Nessa mesma época, conheceu mais sobre as estatais Petrobras e a Embraer, demonstrando grande interesse por esta última.

A economia de outros países da América Latina também foi objeto de estudo de Drucker. Sobre isso, o estudioso defendia que “não há países subdesenvolvidos, há países subgeridos”. Nessa perspectiva, considerava que o principal desafio para o desenvolvimento do Brasil é a integração socioeconômica entre as regiões Norte e Sul.

Drucker também influenciou muito o mercado educacional no mundo todo, inclusive por aqui. Tendo como base a sua teoria de que as reflexões no campo dos negócios permitiam elaborar soluções para combater problemas econômicos e sociais, foram criadas diversas instituições brasileiras de ensino voltadas exclusivamente ao ramo. Os programas de MBAs são os maiores resultados disso.

Livros de Peter Drucker

Todos os conceitos valiosos para a Administração de Empresas de uma forma geral podem ser encontrados nos livros que Drucker publicou ao longo da carreira.

A seguir, vou listar algumas de suas obras, para que você possa aprofundar ainda mais seus conhecimentos sobre as teorias de Peter Drucker.

Conceito da Corporação (1946)

Neste livro, Drucker fala sobre a empresa General Motors dos anos 40, a famosa GM, e nele, faz um manifesto em que enfatiza uma de suas principais teorias, a de que o mais importante para qualquer tipo de organização, são as pessoas que dela fazem parte, ou seja, é necessário enxergar o capital humano como recursos e não como custos.

O Gestor Eficaz (1967)

Para Peter Drucker, é possível que a eficácia seja aprendida, ou seja, nesta obra ele compartilha, principalmente, com gestores, líderes, empresários e empreendedores, ensinamentos sobre eficácia, para que conduzam seus negócios rumo ao sucesso que tanto almejam.  

As Novas Realidades (1989)

Nesta obra, Peter Drucker faz uma grande análise sobre as mudanças que ocorrerão nas décadas que se seguem. O estudioso analisa também o papel das lideranças políticas nestas transformações, bem como as exigências da sociedade pós-empresarial em todo este contexto que se apresenta.

Sociedade Pós-Capitalista (1993)

Uma obra altamente pioneira para a sua época, que faz uma análise através das mudanças de uma sociedade que tinha como principais ativos o capital, a terra e o trabalho, e, com o passar do tempo, estes ativos mudaram, sendo o conhecimento o principal recurso ao qual a sociedade passou a se valer.

Desafios Gerenciais para o Século XXI (1999)

Aqui, Drucker trata basicamente das questões que serão os verdadeiros desafios a serem enfrentados pela administração moderna. Nesta obra, ele deixa para trás fatores como liderança, trabalho em equipe, criatividade, entre outros pontos, considerando-os como parte do passado e trazendo novos olhares à nossa percepção.

Observa-se que as suas obras são leituras obrigatórias para administradores que querem entender as tendências da economia mundial, bem como a gestores que almejam tornarem-se líderes de excelência.

Legados de Peter Drucker para a gestão empresarial

Em sua trajetória, Peter Drucker foi um visionário e uma de suas maiores contribuições para a administração foi discutir a gestão moderna, trazendo pilares para a sua construção enquanto disciplina, ampliando seu campo de atuação e criando conceitos que permitissem estudá-la em âmbito acadêmico. Com isso, a área passou a ser considerada ciência social prática e humanista, cujos pilares não se limitavam apenas ao âmbito organizacional, mas se relacionava com filosofia, economia, psicologia, história, matemática e teoria política.

Mesmo depois de passados vários anos da publicação de seus estudos, Drucker ainda é considerado o “Pai da Gestão”, por ter colocado esse ramo em evidência no mundo empresarial. Devido à sua capacidade de interpretar dados presentes do mundo dos negócios e prever suas implicações no futuro, o estudioso ficou conhecido como o “guru” do management, rótulo que sempre rejeitou.

No dia a dia das instituições, os conceitos de Peter Drucker são amplamente utilizados para se referir à relevância que os indivíduos têm no ambiente corporativo, sejam eles funcionários ou clientes. O destaque à questão humana dentro das empresas, inclusive, é um dos pontos mais relevantes de sua obra.

Ele foi categórico ao apontar que o elemento mais importante nas organizações são as pessoas e costumava dizer: “O conhecimento e a informação são os recursos estratégicos para o desenvolvimento de qualquer país. Os portadores desses recursos são as pessoas” e “Não é a empresa que define o mercado. É o cliente”. O escritor ainda elaborou teorias sobre a visão de lucro que as companhias deveriam ter: “Uma organização que visa o lucro é, não apenas falsa, mas também irrelevante. O lucro não é a causa da empresa, mas sua validação. Se quisermos saber o que é uma empresa, devemos partir de sua finalidade, que será encontrada fora da própria empresa. Essa finalidade é: CRIAR UM CLIENTE”.

Ele também considerava os funcionários como donos do conhecimento mais relevante dentro da sociedade pós-capitalista.

Entre as suas várias contribuições para a administração em geral estão as ideias sobre “(re)privatizações”, em que discute a privatização de serviços públicos como principal forma de acabar com a burocracia, “descentralização nas empresas”, em que sugere a autonomia dos setores para obter maior rapidez das atividades e “gestão por objetivos”, em que propõe uma gestão baseada em fatores quantitativos, como avaliações e método de planejamento.

Principais frases de Peter Drucker

Com a sua enorme contribuição, não só para a Administração de Empresas, nos moldes que conhecemos hoje, mas também para as diversas outras áreas do conhecimento, este grande pensador e estudioso, ao longo de sua trajetória de vida, nos presenteou com diversas reflexões, frases e pensamentos, fundamentais para o nosso crescimento, enquanto profissionais e seres humanos em constante evolução.

A seguir, compartilho com você algumas das frases de livros e de diversos outros momentos do pai da administração moderna.

  • O conhecimento era um bem privado, associado ao verbo SABER. Agora, é um bem público ligado ao verbo FAZER.

  • Quando você vê um negócio bem-sucedido é porque alguém, algum dia, tomou, uma decisão corajosa.
  • Para sobreviver e ter sucesso, cada organização tem de se tornar um agente da mudança. A forma mais eficaz de gerenciar a mudança é criá-la.
  • O tomador de decisão eficaz compara o esforço e o risco de ação com o risco de inação.
  • Cada decisão é arriscada: ela é um comprometimento de recursos presentes com um futuro incerto e desconhecido.
  • Há sempre mais tarefas produtivas para amanhã do que tempo para executá-las, e mais oportunidades do que pessoas para se encarregarem delas.
  • A primeira regra para a concentração de esforços do gerente é se libertar do passado que deixou de ser produtivo.
  • Administração é fazer as coisas direito. Liderança é fazer as coisas certas.
  • As reuniões são, por definição, uma concessão a uma organização deficiente. Ou se trabalha, ou faz reuniões. Não dá pra fazer as 2 coisas ao mesmo tempo.
  • Muito do que chamamos de gerenciamento consiste em fazer com que seja difícil para as pessoas trabalharem.

 

É muito bom ter a oportunidade de aprender um pouco mais sobre administração de empresas, liderança, gestão, filosofia, entre muitos outros temas com este grande pensador, que contribuiu e continua contribuindo, de maneira significativa, para o nossa evolução contínua. E que bom é poder compartilhar todo este conhecimento com você.

Agora me conte: você foi influenciado pelas teorias de Peter Drucker? Deixe a sua experiência nos comentários e lembre-se de compartilhar este conteúdo com seus amigos em suas redes sociais.

 

O artigo é bom, né?

No IBC é assim, não custa nada evoluir e alcançar resultados extraordinários. Se você quer seguir por esse caminho de evolução é só baixar o nosso e-book gratuito,
Tudo sobre Coaching. Preencha o formulário abaixo com seus dados para ler.

Copyright: : 1035571555 – https://www.shutterstock.com/pt/g/tpyxa

Deixe seu Comentário

IBC - Instituto Brasileiro de Coaching: Av. Prof. Venerando Freitas Borges, 561 - Setor Jaó - Goiânia/ GO - CEP: 74.673-010