Neurociência e Coaching no Desenvolvimento das Habilidades Mentais

Homem segurando um cérebro

Entenda o que é neurociência e Coaching.

A neurociência é a ciência que estuda o sistema nervoso sob o viés científico. Geralmente, é alocada como um ramo da Biologia, no entanto, já se entende que tem amplo caráter multidisciplinar. Ela colabora com outros campos, como a química, a educação, a filosofia, a comunicação, a medicina e até mesmo a psicologia.

Por sua vez, o processo de Coaching consiste em uma metodologia que visa levar o indivíduo ao pleno desenvolvimento de competências e habilidades. Qualquer pessoa pode passar por esse processo e alcançar excelentes resultados apenas conhecendo as ferramentas que já possui dentro de si. 

No artigo a seguir iremos explicar com mais detalhes o que é neurociência e Coaching. Também iremos apresentar como essas duas áreas se entrelaçam e podem ajudar você a potencializar os seus resultados. Boa leitura! 

O que é Neurociência?

Como a mente funciona? A neurociência é a disciplina que pretende responder essa pergunta, que já foi explorada por diversos ramos da ciência, como psicologia, medicina, biologia e até filosofia. Ela estuda toda a estrutura neural para descobrir o que influencia nosso comportamento, pensamento e emoções. 

Para conseguir responder a essa pergunta tão fundamental, os neurocientistas conduzem suas pesquisas. Sua investigação contempla os elementos fisiológicos e anatômicos do cérebro e demais terminações nervosas que interagem com todo nosso corpo.

Essas estruturas são responsáveis por todas as atividades que realizamos. Sejam elas voluntárias, como caminhar, sentar, comer, ou involuntárias, como piscar, espirrar, suar, salivar e até mesmo a ação dos nossos mecanismos de defesa. 

Um exemplo pode ser observado quando um cisco entra em nossos olhos. Lacrimejamos até que o corpo estranho saia dos olhos. Quando engasgamos e automaticamente começamos a tossir para expelir o que está preso na garganta também estamos manifestando um mecanismo de defesa. 

Evolução dos estudos de neurociência

Desde o Egito antigo são realizadas cirurgias cerebrais. Até o século passado, a trepanação, técnica que se baseia em um furo de 2,5 cm em média no crânio, era comum para tratamentos dessa natureza. Hipócrates, considerado o pai da medicina moderna no século IV a.C., desenvolveu a primeira teoria sobre o funcionamento do nosso cérebro e a função de cada parte dele. 

No entanto, os estudos e entendimento da neurologia como um campo disciplinar só aconteceram no século XIX. Ocorreram seguidas descobertas a respeito das diversas partes do cérebro e a função de cada uma. Os estudos sobre neurociência, por muitos anos, estiveram condicionados à dissecação de animais e estudos de patologias cerebrais em seres humanos. 

Porém, nos últimos anos, a possibilidade de reconhecer padrões cerebrais durante a ressonância magnética fez com que essa ciência desse um salto evolutivo. Atualmente, é um dos campos mais proeminentes da ciência e que mais tem avançado.

Aplicação da Neurociência

O primeiro objetivo dessa pesquisa é fornecer informações que poderão ser usadas para diagnóstico e tratamento de patologias que alteram os padrões mentais. Porém, ao descobrir exatamente como a mente funciona, abre-se uma porta para o desenvolvimento de técnicas que tenham como objetivo alterar, positivamente, o comportamento humano. 

Sendo assim, a neurociência, ou melhor, uma de suas aplicações, visa analisar e desenvolver as capacidades mentais. Podemos citar como tais capacidades a memória, concentração, aprendizado e demais habilidades psicológicas do ser humano.

O conhecimento derivado desse intenso trabalho já tem dado frutos. O conjunto de informações provenientes das pesquisas realizadas tem influenciado diretamente um outro campo de estudos: o processo de Coaching.

O que é Coaching?

Coaching é uma metodologia que promove o desenvolvimento individual e coletivo daqueles que procuram por esse processo. Com um mix de técnicas e ferramentas, o Coaching ajuda as pessoas a se tornarem melhores, podendo então atingir os seus objetivos.

Através dele é possível encontrar dentro de si os recursos necessários para resolver problemas e realizar metas. Por ser um processo flexível, o Coaching pode ser aplicado a diferentes áreas com grande efetividade. 

O Coach (profissional) ajuda o coachee (cliente) a sair do ponto A para o ponto B. Em muitos casos, o que separa as pessoas das conquistas almejadas são crenças limitantes. Ao entender as causas e como eliminá-las, o coachee tem mais facilidade para realizar seus objetivos.

Qual a origem do Coaching?

Em 1850, o termo Coach passou a ser associado aos professores de universidades, tendo o sentido de “tutor”. A função do Coach nas instituições de ensino era a de auxiliar os estudantes a se preparar para os exames. Em outras palavras, Coaching já significava ajudar alguém a realizar suas metas.

Foi por volta de 1950 que o termo passou a ser relacionado à habilidade de gerenciar pessoas. Nesse período, surgiram as primeiras técnicas de desenvolvimento pessoal com foco na valorização das competências individuais. Havia o entendimento de que essas competências estavam associadas ao processo de evolução e melhoria contínuas. 

Também por volta de 1950, a palavra Coach passou a ser utilizada para se referir ao profissional destinado ao treinamento e aperfeiçoamento de atletas. Treinadores de diferentes modalidades esportivas passaram a utilizar um conjunto próprio de técnicas para conduzir os atletas aos melhores resultados.

Atualmente, o processo de Coaching é bastante utilizado em empresas de diferentes ramos para o desenvolvimento e qualificação dos colaboradores. 

Como funciona o processo de Coaching?

Basicamente, o Coaching é um método que está relacionado ao atingimento de metas. O primeiro passo consiste na identificação do estado atual. Como está a vida e os resultados do coachee? Na sequência, o coachee define quais são os seus objetivos, ou seja, qual é o estado desejado, onde ele quer chegar. 

O papel do Coach é ajudar o coachee a identificar quais são os fatores impeditivos e facilitadores. Com essa compreensão se torna possível traçar ações que o conduzirão do ponto A (Estado Atual) ao ponto B (Estado Desejado). 

Por exemplo, imagine um coachee que deseja ter uma vida financeira mais estável. O Coach o ajudará a entender o que o está impedindo de realizar esse desejo. Dessa forma, o cliente pode mudar as atitudes que sabotam suas finanças chegando onde queria. Trata-se de ser conduzido para olhar de forma mais clara o que o impede de ser como se deseja ser. 

Neurociência e Coaching

Ao serem aplicadas em conjunto, esses dois conceitos têm a capacidade de contribuir substancialmente para o desenvolvimento de talentos, comportamentos e tantas outras habilidades humanas. 

Nessa parceria multidisciplinar, a neurociência é responsável por fornecer informações pontuais sobre o funcionamento do cérebro humano. Com isso, os Coaches conseguem criar mapas mentais mais efetivos e desenvolver práticas e técnicas com base nele. 

Através dos conhecimentos sobre como as nossas emoções, percepções e a forma como aprendemos moldam o nosso comportamento, os Coaches desenvolvem técnicas que permitem a completas transformações. Essas transformações são de atitudes, de pensamentos e eliminação de todo e qualquer comportamento limitante e sabotador.

Formação Neurocoaching

No Brasil, o IBC – Instituto Brasileiro de Coaching é pioneiro nesse campo. A formação Neurocoaching, única do país, une os conhecimentos dos campos de Coaching e Neuromarketing para retirar o melhor de cada um dos alunos.

Essa modalidade promove o aprimoramento das habilidades mentais e desenvolvimento de capacidades neurológicas que serão essenciais para o sucesso tanto de sua vida profissional quanto pessoal.

A junção das áreas de Neurociência e Coaching contribui para desenvolver comportamentos e pensamentos alinhados com suas metas!

José Roberto Marques

Sobre o autor: José Roberto Marques é referência em Desenvolvimento Humano. Dedicou mais de 30 anos a fim de um propósito, o de fazer com que o ser humano seja capaz de atingir o seu Potencial Infinito! Para isso ele fundou o IBC, Instituto que é reconhecido internacionalmente. Professor convidado pela Universidade de Ohio e Palestrante da Brazil Conference, na Universidade de Harvard, JRM é responsável pela formação de mais de 50 mil Coaches através do PSC - Professional And Self Coaching, cujo os métodos são comprovados cientificamente através de estudo publicado pela UERJ . Além disso, é autor de mais de 50 livros publicados.



*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário

IBC - Instituto Brasileiro de Coaching: Av. Prof. Venerando Freitas Borges, 561 - Setor Jaó - Goiânia/ GO - CEP: 74.673-010
CNPJ: 31.328.744/0001-63

This will close in 0 seconds