A Psicologia do Desenvolvimento Humano e o Coaching

Desenvolvimento Humano

Confira a relação entre a Psicologia do Desenvolvimento Humano e o Coaching.

Estudo desenvolvido pelo psicólogo Jean Piaget, a Psicologia do Desenvolvimento Humano diz respeito às mudanças de comportamento. No artigo a seguir iremos explicar com mais detalhes essa abordagem, assim como apresentar a sua relação com o processo de Coaching.

Convidamos você a embarcar em uma viagem fascinante pela compreensão dos mecanismos que podem levar o ser humano a alterar comportamentos. Vamos começar essa busca por conhecimento?

Psicologia do Desenvolvimento Humano

A Psicologia do Desenvolvimento Humano é um estudo que foi projetado e desenvolvido pelo psicólogo suíço Jean Piaget. O foco do estudioso era a abordagem sobre as mudanças que ocorrem nos comportamentos das pessoas no decorrer de sua vida.

As modificações dizem respeito à formação da identidade de cada ser humano. Compreendem ainda o desenvolvimento de suas capacidades intelectuais, físicas, das emoções, dos aspectos sociais como também a percepção de conceitos e formas. 

O desenvolvimento humano refere-se tanto ao desenvolvimento físico quanto mental. De acordo com Piaget, essas mudanças são adquiridas em determinadas fases da vida. E essas alterações são divididas em quatro estágios do desenvolvimento humano. São eles:

  • Período Sensório-Motor (0 a 2 anos): Percepção das coisas, criação de laços afetivos e demonstração dos primeiros movimentos e reflexos.
  • Período Pré-Operatório (2 a 7 anos): Além de aprimorar os comportamentos anteriores, a pessoa ainda desenvolve a fala e as habilidades físicas.
  • Período das Operações Concretas (7 a 12): Aprimoramento das habilidades anteriores e também o desenvolvimento da capacidade de raciocinar e de decidir algumas questões mais simples. É o período em que a criança adquire cada vez mais independência em relação aos adultos. Nesse período a tendência é interagir menos com grupos do sexo oposto. 
  • Período das Operações Formais (12 anos em diante): Capacidades e competências totalmente desenvolvidas. Nessa fase, a pessoa agrega valores morais à sua conduta, além de conseguir tomar decisões mais complexas. O indivíduo torna-se capaz de entender e trabalhar com conceitos como justiça e liberdade. 

É uma etapa em que a pessoa consegue chegar a conclusões a partir de puras hipóteses. A sociedade se torna o alvo dessa reflexão por haver a compreensão de que ela pode ser transformada. No âmbito afetivo, os adolescentes tendem a vivenciar muitos conflitos internos. 

Entre os 8 e 12 anos, a personalidade da pessoa começa a se formar. Quando uma pessoa chega à idade adulta deixa de ter o surgimento de novas estruturas mentais. Conforme o tempo passa, o indivíduo caminha cada vez mais para o desenvolvimento cognitivo

Os 4 aspectos que influenciam a mudança/desenvolvimento

O desenvolvimento mental permanece constantemente em construção. Essas formas de organização vão se desenvolvendo, de maneira a se aperfeiçoar. Contudo, algumas dessas estruturas mentais permanecem no decorrer da vida. 

Esse estudo permite compreender mais efetivamente como é o comportamento de cada faixa etária. Com isso, se torna possível encadear uma forma melhor de ensinar e saber o que ensinar. 

O desenvolvimento e/ou mudanças que ocorrem na vida das pessoas acontecem através da influência de basicamente quatro aspectos. São eles: crescimento orgânico, maturação neurofisiológica, hereditariedade e estímulos ambientais. 

Crescimento orgânico

Diz respeito ao aspecto físico.

Maturação neurofisiológica

É o que possibilita certo padrão de comportamento.

Hereditariedade

Refere-se à carga genética que pode ou não interferir no potencial de desenvolvimento do indivíduo. As condições ambientais podem favorecer o desenvolvimento de determinadas aptidões. 

Estímulos ambientais

As influências e estímulos do ambiente têm influência na mudança de padrões comportamentais do indivíduo. 

Esse processo está ligado à nossa linha cronológica, ou seja, quando nascemos e somos crianças, estamos passando pelo processo de aprendizagem. Já na fase da adolescência começamos a decidir coisas a partir do nosso próprio entendimento.

Quando alcançamos a idade jovem e adulta nosso comportamento está completamente formado através de todos os conhecimentos e valores que acumulamos ao longo da vida.

Aspectos do desenvolvimento humano

A seguir explicaremos com mais detalhes os aspectos do desenvolvimento humano. 

Aspecto físico-motor

Tem relação com o crescimento orgânico e com a maturação neurofisiológica. Um exemplo é o do bebê que leva a chupeta à boca. 

Aspecto intelectual 

Trata-se da capacidade de pensamento e raciocínio. Podemos exemplificar através de uma criança de dois anos que utiliza o cabo de uma vassoura para puxar um brinquedo que foi para baixo da cama. 

Aspecto afetivo-emocional

Consiste na forma particular com que o indivíduo integra as suas experiências. Esse aspecto abrange a sexualidade. Um exemplo é a vergonha que as pessoas sentem em algumas situações. 

Aspecto social

Diz respeito à forma como o indivíduo reage perante situações que incluem outras pessoas. Um exemplo é quando dentro de um grupo podemos identificar uma criança sozinha. 

Ressaltamos que não é possível dar exemplos “puros”, uma vez que todos esses aspectos se relacionam permanentemente. 

A Psicologia do Desenvolvimento Humano e o Coaching

Baseado em diversas abordagens da Psicologia (Cognitivo-comportamental, Positiva, Organizacional), o Coaching trabalha os diversos modelos de formação do comportamento humano. Por isso, essa ciência é fundamental no processo de mudanças comportamentais e para a aceleração de resultados que a metodologia propõe.

O método de Coaching utiliza uma ampla gama de recursos, ferramentas e técnicas para levar o coachee a realizar uma mudança verdadeira e significativa. Trata-se de uma metodologia que emprega conhecimentos multidisciplinares de áreas como administração, psicologia, planejamento estratégico, neurociência, linguagem ericksoniana entre outros. 

Esse processo se propõe a conquista de grandes e efetivos resultados em diferentes contextos seja pessoal, familiar, espiritual, financeiro ou profissional. As mudanças conquistadas são duradouras e têm grande impacto positivo no crescimento do indivíduo.

Passar pelo processo de Coaching significa sair de um ponto A para um ponto B, vivenciando experiências internas que concretizarão a mudança.

Visualização clara de si mesmo

O processo de Coaching amplia a perspectiva do indivíduo em relação a si mesmo, permitindo que ele entenda os pontos em que pode se aperfeiçoar. Com isso, há a potencialização da autoconfiança e a quebra de crenças limitantes. O autoconhecimento promovido pelo processo de Coaching é determinante para que seja possível alcançar a sua melhor performance.

Tendo uma visualização clara dos seus pontos de melhoria, fica mais simples entender como chegar ao seu máximo potencial. Essa metodologia se caracteriza por ser realizada em caráter sigiloso e seguro para o coachee. O coach tem a função de estimular e apoiar os seus coachees para que estes possam, então, chegar aos resultados tão desejados. 

Todo indivíduo tem um potencial infinito a ser descoberto dentro de si. Para conhecer e tirar o melhor do que já possui, a pessoa deve ser levada a entender aquilo que a move e como usar essa força a seu favor. O crescimento é uma possibilidade real quando se aprende a olhar da forma correta para dentro de si. O processo de Coaching oferece ferramentas poderosas para se tornar a sua melhor versão. 

Na formação Professional & Self Coaching – PSC são utilizadas diversas ferramentas da Psicologia para formar e desenvolver, tanto o aspecto pessoal como profissional do futuro Coach. Então, este, munido de conhecimentos sobre a ciência do comportamento poderá ter sucesso com seus clientes.

Gostou de conhecer mais sobre a relação entre a Psicologia do Desenvolvimento Humano e o Coaching? Comente abaixo e compartilhe o conhecimento nas redes sociais!

José Roberto Marques

Sobre o autor: José Roberto Marques é referência em Desenvolvimento Humano. Dedicou mais de 30 anos a fim de um propósito, o de fazer com que o ser humano seja capaz de atingir o seu Potencial Infinito! Para isso ele fundou o IBC, Instituto que é reconhecido internacionalmente. Professor convidado pela Universidade de Ohio e Palestrante da Brazil Conference, na Universidade de Harvard, JRM é responsável pela formação de mais de 50 mil Coaches através do PSC - Professional And Self Coaching, cujo os métodos são comprovados cientificamente através de estudo publicado pela UERJ . Além disso, é autor de mais de 50 livros publicados.



*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário

IBC - Instituto Brasileiro de Coaching: Av. Prof. Venerando Freitas Borges, 561 - Setor Jaó - Goiânia/ GO - CEP: 74.673-010
CNPJ: 31.328.744/0001-63

This will close in 0 seconds