Como começar um negócio sem dinheiro?

Homem olhando para carteira vazia sem dinheiro

Saiba como começar um negócio sem dinheiro.

Muitas pessoas têm o sonho de abrir uma empresa, mas não levam esse desejo adiante por não ter capital no momento. Contudo, com algum planejamento é possível começar um negócio sem dinheiro. Se você tem enfrentado dificuldades para captar recursos e não sabe como tirar seus planos do papel, saiba que veio ao lugar certo.

No artigo a seguir explicaremos como algumas pessoas conseguem dar início à sua jornada empreendedora, mesmo sem ter recursos para isso. Tenha em mente que, mesmo sendo uma tarefa desafiadora, não é impossível. O seu sonho pode estar mais próximo de ser realizado do que você imagina!

Falta de recursos: saiba como usar a seu favor

Não ter ou ter poucos recursos financeiros para iniciar a sua atividade empreendedora pode se transformar no seu combustível para o sucesso.

No ano de 2020, quando teve início a pandemia de Covid-19, a taxa de empreendedorismo potencial do Brasil aumentou em 75%. Isso significa que há 50 milhões de brasileiros que ainda não estão empreendendo, mas que desejam abrir um negócio nos próximos três anos. 

Os números apresentados foram extraídos da pesquisa da Global Entrepreneurship Monitor (GEM), feita em parceria com o Instituto Brasileiro de Qualidade e Produtividade (IBPQ) e com o apoio do Sebrae.

Outro levantamento, realizado pela Globo, demonstrou que houve o crescimento do número de jovens empreendedores, 24% de pessoas entre os 16 e 30 anos já estão empreendendo. Nesse grupo, 60% deseja ter uma empresa para chamar de sua.

Entre os jovens que desejam empreender, 67% querem conquistar a independência financeira. Para 39% é importante ter autonomia, 33% desejam flexibilidade de horários e 31% buscam a oportunidade de oferecer um produto/serviço inovador. 

Podemos perceber que a necessidade funciona como um dos incentivos para que as pessoas desejem empreender. Essa necessidade pode ser resultante da falta de oportunidades ou pelo desemprego. 

Em suma, chegamos à conclusão de que os jovens, assim como os desempregados, precisam de uma oportunidade para conquistar seu sustento e independência. Porém, como seguir nesse caminho sem ter recursos? 

Como começar um negócio sem dinheiro?

Aquele que deseja empreender deve ter em mente que precisa ser mais criativo do que os seus concorrentes. Então, quem não tem recursos financeiros precisa pensar em formas de reduzir os custos para iniciar seu empreendimento. Fazer algumas substituições e adaptações pode ajudar a delinear caminhos fora do convencional. Ressaltamos que iniciar um negócio sem recursos não é impossível.

Obviamente, é mais desafiador dar início à sua atividade empreendedora sem ter capital. Contudo, saiba que os obstáculos irão te preparar para enfrentar desafios muito maiores lá na frente.

A adversidade é uma das melhores professoras que existem quando sabemos aprender com ela. Aqueles que iniciam suas atividades com menos recursos tendem a valorizar mais a sua jornada e ter mais cuidado com o uso dos seus recursos.

Esses empreendedores entendem que é essencial fazer mais com menos. É uma forma de pensar alinhada com o modelo lean, que se popularizou no mercado. As startups utilizam esse sistema de atividades com equipes reduzidas. 

Dicas para começar um negócio sem dinheiro

A seguir apresentaremos dicas de como realizar o sonho de ter seu próprio negócio mesmo sem recursos. 

1. Seja um bom vendedor da sua ideia

Muitos empreendedores iniciam suas atividades captando recursos no mercado. É importante saber que existem fundos de investimentos disponíveis para investir em negócios de alto potencial de crescimento. Para ter acesso a esses fundos, é necessário convencer os investidores que sua ideia tem potencial. 

Sendo assim, o empreendedor deve ter mais do que uma boa ideia, é preciso saber como vendê-la. Persuasão é essencial para convencer os investidores a respeito da viabilidade do empreendimento. 

2. Busque alternativas econômicas

Algumas pessoas desejam empreender, mas ainda não têm um projeto específico. Se esse é o seu caso, fica a dica de procurar alternativas de negócios econômicos que não demandam grande investimento inicial. Dê preferência para áreas com as quais tenha aptidão. 

3. Tenha um projeto em paralelo

É bastante arriscado deixar o emprego ou investir todo o dinheiro da rescisão em um negócio. Lembre-se de que até começar a ter os primeiros resultados é fundamental ter uma atividade em paralelo que funcionará como sua principal fonte de renda. O prejuízo, nesse caso, será menor se a empresa não der certo ou demorar muito para se consolidar. 

4. Prepare-se para ser empreendedor

Alguns modelos de negócios demandam um investimento mínimo e/ou exigem a presença integral do empreendedor. Nesse caso, como manter suas despesas pessoais pagas em dia, além de injetar capital para começar as atividades? O ideal é que, antes de se entregar totalmente ao seu negócio, você faça uma reserva de dinheiro para esse primeiro período. 

5. Feche parcerias

Uma alternativa que pode funcionar bem é a de ter uma sociedade. Normalmente, nesse caso, uma pessoa entra com o recurso e outra com a ideia ou a realização do projeto.

Porém, fique atento para escolher bem seus sócios ou parceiros. Todos os participantes devem estar com suas expectativas e objetivos devidamente alinhados. Defina as responsabilidades de cada um para que não haja problemas no futuro. 

6. Desenvolva um plano de ação

O plano de ação deve ser adaptável e flexível. Quanto menos recursos se tem, melhor eles precisam ser geridos. Sendo assim, tenha um plano de negócios que possa ser adaptado no decorrer da jornada no mercado.

7. Fortaleça o networking

Ter uma boa rede de contatos e saber como usá-la é imprescindível. Essas conexões poderão ajudá-lo a encontrar parceiros em potencial e excelentes oportunidades de negócios. O networking pode, ainda, ajudar a promover o seu produto/serviço, o bom e velho de boca em boca. 

8. Venda seu projeto

Ideias podem valer dinheiro, basta encontrar empresas que se disponham a pagar por elas. Inúmeros negócios inovadores surgiram a partir de ideias que foram vendidas para companhias. Há casos em que o autor da ideia se mantém como um dos integrantes do corpo diretivo, participando assim das decisões. 

Iniciar um empreendimento com pouco ou nenhum dinheiro demanda coragem e preparo!

José Roberto Marques

Sobre o autor: José Roberto Marques é referência em Desenvolvimento Humano. Dedicou mais de 30 anos a fim de um propósito, o de fazer com que o ser humano seja capaz de atingir o seu Potencial Infinito! Para isso ele fundou o IBC, Instituto que é reconhecido internacionalmente. Professor convidado pela Universidade de Ohio e Palestrante da Brazil Conference, na Universidade de Harvard, JRM é responsável pela formação de mais de 50 mil Coaches através do PSC - Professional And Self Coaching, cujo os métodos são comprovados cientificamente através de estudo publicado pela UERJ . Além disso, é autor de mais de 50 livros publicados.



*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário

IBC - Instituto Brasileiro de Coaching: Av. Prof. Venerando Freitas Borges, 561 - Setor Jaó - Goiânia/ GO - CEP: 74.673-010
CNPJ: 31.328.744/0001-63