10 Dicas de como lidar com a frustração na vida afetiva

Homem frustrado

Saiba como vencer a frustração na vida afetiva.

A frustração na vida afetiva age como uma barreira que impede o indivíduo de dar um passo adiante e viver novas experiências. O fim de um relacionamento é interpretado por muitas pessoas como um fracasso. Nesse contexto, a sequência do término pode ser o início de uma crise existencial. A tristeza dessa situação pode levar a um peso na mente e no coração.

O sentimento de frustração pode se originar de uma traição, da descoberta de incompatibilidades, do fim do amor de um dos envolvidos ou por expectativas não realizadas. Independentemente dos motivos que levaram à frustração é essencial buscar a superação da dor e seguir adiante.

Continue lendo e confira dicas de como vencer a frustração na vida afetiva.

Frustração na vida afetiva: 10 dicas de como lidar

Antes de qualquer coisa, devemos ressaltar que não existe uma fórmula mágica para superar uma frustração afetiva. Não determinamos por quem iremos nos apaixonar e nem a intensidade que nossos sentimentos terão. Cada indivíduo tem seu tempo e seu processo para lidar com o término e a desilusão. 

Além disso, os motivos que levaram ao término podem ser traumáticos para algumas pessoas. Já para outros, conseguir colocar um ponto final pode representar um alívio. Estamos querendo dizer que não existe uma verdade absoluta e nem um sentimento universal nesses momentos.

O ideal é evitar autocobranças fora de propósito e se dar um tempo para assimilar. Confira abaixo dicas para superar uma frustração na vida afetiva. 

1. Evite buscar um culpado

A primeira dica da nossa lista é não ficar repassando o que aconteceu na busca por um culpado. Culpar a si mesmo ou a outra parte não vai mudar o término. O sofrimento já existe dentro do seu coração e o momento deve ser totalmente dedicado ao autocuidado. Respeite a sua dor e não fique cutucando a ferida. 

Coisas ruins que acontecem em nossas vidas deixam uma lição, no entanto, não precisa acelerar essa reflexão. Enquanto estiver doendo não foque em pensar no assunto, pois você não conseguirá enxergar com objetividade essa lição.

2. Permita-se ter um tempo de recolhimento 

Respeitar a si mesmo é imprescindível, então permita-se ficar um tempo quieto e sozinho, se esta for sua vontade. Você não precisa provar nada para ninguém. Isso significa que não precisa sair e rir como se não houvesse amanhã apenas para mostrar que está bem. Não precisa postar fotos alegres em suas redes sociais.

Tirar um tempo para olhar para dentro de si e reconhecer a própria dor ajudará na sua recuperação. Fazer coisas apenas para manter as aparências não contribuirá em nada para que você possa se refazer. 

3. Evite as lembranças 

Relacionamentos afetivos, sejam amorosos ou de amizade, tendem a ter muitas lembranças como fotos e presentes. Em um momento de rompimento, o mais indicado é tirar esses itens do seu campo de visão para não ficar incitando sentimentos ruins. Não se trata de fingir que nada está acontecendo, mas sim evitar que a dor seja realimentada. 

4. Foque em atividades de que goste

Nesse momento de recolhimento você pode e deve considerar as atividades de que gosta e que cabem nesse contexto. Você pode aproveitar para ler, assistir séries ou filmes, desenhar, conversar com seus amigos entre outras atividades. Faça apenas o que te faz sentir bem, esse é um momento, acima de tudo, de acolhimento. 

5. Esteja pronto para mudar

Terminar uma relação é algo que acarreta uma série de mudanças, sejam subjetivas internas ou práticas externas. A tendência é achar essas transformações ruins porque elas nasceram de um momento difícil. No entanto, é válido olhar para elas com mais carinho, pois podem representar uma oportunidade de expandir seus horizontes. Mudar não é sinônimo de algo ruim, apenas de algo diferente.

6. Pratique o bem 

Já percebeu que o sofrimento é quase sempre egoísta? Quando estamos frustrados e tristes acreditamos que ninguém sofre mais do que nós. Porém, a verdade é que todo mundo está enfrentando seus próprios problemas. Sofrimentos não devem ser comparados, pois não existe métrica para a intensidade da dor de cada indivíduo.

A dica é evitar esse sofrimento de viés egoísta e estar aberto para ajudar quem está à sua volta. Trabalhar como voluntário em um projeto, ajudar algum familiar a resolver um problema ou simplesmente demonstrar empatia pelo próximo te ajudará a superar a frustração. 

7. Dê atenção para outros relacionamentos

Relacionamentos amorosos representam apenas uma fração dos relacionamentos de um indivíduo. Na vida existem os familiares e os amigos, relações que também precisam ser cuidadas para se manter saudáveis. Você pode e deve se dedicar mais a eles. Aproveite o maior tempo livre para fazer atividades especiais com as pessoas que fazem parte da sua vida. 

8. Não apresse a cicatrização da ferida

O desejo de se recuperar e não sofrer com o que aconteceu não pode te levar a apressar a cicatrização da ferida. Lembre-se de que algumas feridas levam bastante tempo para se fechar.

Isso não quer dizer que permanecerão abertas e doendo para sempre, apenas que precisam de algum tempo. Foque em outras áreas da sua vida e em algum momento você perceberá que essa dor se tornou uma mera lembrança do passado. 

9. Foco no futuro

Para lidar com a frustração de maneira saudável é essencial olhar para o seu futuro e para as possibilidades. Assim é possível deixar de lado o que tanto está te fazendo sofrer. 

Pense a respeito da sua carreira, sonhos e objetivos. Ter um relacionamento amoroso pode ser muito bom, mas não ter um também pode ser. Quando não se tem uma relação amorosa há mais liberdade para escolher os caminhos a seguir. Você não precisa ponderar suas decisões com a opinião de outra pessoa. 

10. Lembre-se da pessoa incrível que você é

A confiança para seguir adiante vem da lembrança constante de quem você é, da sua essência. Não se envergonhe por ter confiado em alguém que te enganou, o erro é do outro e não seu.

Confiar é uma demonstração de nobreza daquele que confia nas boas intenções do outro. Tenha em mente que cada pessoa tem seu tempo para se recuperar e que em algum momento você ficará bem em relação a sua frustração. 

Quando você ficar bem, poderá recomeçar da forma que desejar!

José Roberto Marques

Sobre o autor: José Roberto Marques é referência em Desenvolvimento Humano. Dedicou mais de 30 anos a fim de um propósito, o de fazer com que o ser humano seja capaz de atingir o seu Potencial Infinito! Para isso ele fundou o IBC, Instituto que é reconhecido internacionalmente. Professor convidado pela Universidade de Ohio e Palestrante da Brazil Conference, na Universidade de Harvard, JRM é responsável pela formação de mais de 50 mil Coaches através do PSC - Professional And Self Coaching, cujo os métodos são comprovados cientificamente através de estudo publicado pela UERJ . Além disso, é autor de mais de 50 livros publicados.



*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário

IBC - Instituto Brasileiro de Coaching: Av. Prof. Venerando Freitas Borges, 561 - Setor Jaó - Goiânia/ GO - CEP: 74.673-010
CNPJ: 31.328.744/0001-63

This will close in 0 seconds