Quais os 5 elementos básicos de um relacionamento interpessoal?

colegas de trabalho conversando

Veja 5 elementos básicos para desenvolver um bom relacionamento interpessoal.

O relacionamento interpessoal consiste em diferentes tipos de relacionamentos que desenvolvemos ao longo da vida. Isso significa que abrange os relacionamentos nas esferas pessoal e profissional. No contexto pessoal, temos liberdade para escolher as pessoas com quem teremos mais trocas. Já no âmbito profissional, não temos essa possibilidade e por isso as relações podem ser mais complicadas.

Ao entrar em uma empresa não é possível escolher quem serão os colegas e nem se você deve ou não ter uma relação com eles. Também não é possível escolher quem será seu chefe, quem será sua equipe ou quem serão os clientes. Logo, pode acontecer de você precisar se relacionar com pessoas com quem não teria uma afinidade natural.

Mesmo que tenha afinidade com os colegas e clientes, é possível que o convívio profissional torne difícil manter uma relação sempre harmoniosa. No artigo a seguir iremos explicar quais são os 5 elementos básicos de um relacionamento interpessoal saudável. Continue lendo para entender como melhorar suas relações com as pessoas com quem convive.

Relacionamento interpessoal: conheça os 5 elementos básicos

Relacionamentos interpessoais demandam um esforço mútuo para que sejam construídos em uma base harmônica. As pessoas precisam entender de que forma expor suas opiniões sem invadir o espaço pessoal do outro. Manter-se dentro dos seus valores e crenças sem problemas com aqueles que estão à sua volta é essencial para que o trabalho transcorra de forma positiva. 

Para conseguir desenvolver relações mais agradáveis é interessante conhecer os 5 elementos básicos de um relacionamento interpessoal. A partir disso, poderá entender como investir em relações mais positivas. Se você tem problemas para se relacionar com as pessoas à sua volta, é válido avaliar como desenvolve esses elementos. 

1. Autoconhecimento

Conhecer a si mesmo e as suas emoções é essencial para desenvolver relações saudáveis com as pessoas à sua volta. O autoconhecimento facilita a compreensão de suas questões emocionais e permite entender como ter uma relação mais harmônica com os demais. Se você não enxerga a si mesmo, não conseguirá enxergar os demais.

A partir do autoconhecimento nos tornamos capazes de entender qual é o efeito que causamos nas outras pessoas. Observe quais são as suas principais características e como elas são percebidas pelas pessoas que se relacionam com você. Esse olhar profundo para si mesmo cria uma série de possibilidades e ferramentas para lidar com os demais. 

Se você conhece sua forma de agir e entende as causas, consegue se comportar de forma mais ponderada. Você passa a entender quando uma atitude é ou não justificada. Isso evita uma série de conflitos desnecessários com os colegas de trabalho e até com os familiares. 

2. Empatia

Ser empático nada mais é do que se colocar no lugar do outro, reconhecendo suas motivações e problemáticas. A empatia consiste em analisar uma situação a partir do ponto de vista do outro. Esse exercício é bastante positivo na construção de relações interpessoais porque nos permite ampliar nossos horizontes. 

Ressaltamos, contudo, que a empatia vai além de somente se preocupar ou se conscientizar a respeito da necessidade de identificação com o outro. Ser empático se relaciona com a capacidade de compreender o outro e conseguir se comunicar de forma clara com ele. 

Tenha em mente que é muito fácil julgar outra pessoa quando não olhamos pelo seu ponto de vista. As atitudes de alguém são respostas às condições em que essa pessoa se encontra. Logo, para entender suas ações é imprescindível saber quais são essas condições e como elas afetam a vida dessa pessoa. Uma pessoa empática se torna capaz de “ler” o outro de forma mais alinhada com as emoções do outro. 

3. Assertividade na comunicação

Ser assertivo é ser claro e direto. Basicamente, a assertividade se caracteriza como uma habilidade de comunicação clara, sincera e respeitosa. É importante pontuar a respeito, pois algumas pessoas confundem ser claro e direto com ser grosseiro. Não há relação, a assertividade consiste somente em ser o mais claro quanto possível.

Pessoas que se comunicam de forma clara conseguem atingir seus objetivos com mais facilidade. Além disso, essa comunicação certeira evita uma série de mal entendidos e dificuldades. A clareza é uma grande aliada para a construção de relações mais saudáveis e prósperas. 

4. Ética

Os princípios e valores morais que conduzem o comportamento humano dentro da sociedade recebe o nome de ética. No mercado corporativo, as empresas adotam padrões éticos sociais que são aplicados em suas regras internas. 

O objetivo é que os processos de trabalho caminhem de forma mais positiva para que as metas e objetivos sejam alcançados. Essas regras também objetivam desenvolver bons relacionamentos interpessoais. É imprescindível que os profissionais sigam tanto os padrões de ética da sociedade quanto os da companhia em que atuam. 

O indivíduo que atua pautado pela ética realiza, diariamente, um exercício produtivo de honestidade, confiabilidade e comprometimento. Essa forma de se colocar no mercado baliza o seu comportamento, assim como a tomada de boas decisões. Aquele que age de forma ética é reconhecido não somente pelo seu trabalho, mas também por sua boa conduta. 

Inclusive, devemos ressaltar que não adianta focar nos outros elementos básicos de um relacionamento interpessoal se não há ética em sua forma de agir. É a adoção desse padrão de comportamento dentro das regras que leva a pessoa a desenvolver uma atitude mais equilibrada em sua vida. 

5. Cordialidade

A cordialidade se caracteriza pela adoção de uma postura gentil, simpática e solícita com os outros. A prática da cordialidade demonstra que você é uma pessoa que se preocupa com o próximo. No âmbito profissional significa se importar com a sua equipe e desejar estabelecer boas relações com aqueles que o cercam. 

Sabe quando você recebe um colega de trabalho com um “bom dia” animado e sincero? Ao fazer isso está sendo cordial com essa pessoa e possivelmente melhorando o dia dela. Quando passa por um colega que está com as mãos ocupadas e abre a porta para ele você também está sendo cordial.

As pequenas gentilezas do dia a dia tornam a nossa companhia cada vez mais desejada. Os outros começam a querer que estejamos por perto pelo simples fato de serem criados momentos agradáveis. Contudo, é essencial que a sua cordialidade seja oferecida de forma desinteressada, ou seja, por iniciativa própria e sem esperar nada em troca. 

Esses são os 5 elementos básicos para desenvolver um bom relacionamento interpessoal. Aproveite para compartilhar este conteúdo em suas redes sociais para passar o conhecimento adiante!

José Roberto Marques

Sobre o autor: José Roberto Marques é referência em Desenvolvimento Humano. Dedicou mais de 30 anos a fim de um propósito, o de fazer com que o ser humano seja capaz de atingir o seu Potencial Infinito! Para isso ele fundou o IBC, Instituto que é reconhecido internacionalmente. Professor convidado pela Universidade de Ohio e Palestrante da Brazil Conference, na Universidade de Harvard, JRM é responsável pela formação de mais de 50 mil Coaches através do PSC - Professional And Self Coaching, cujo os métodos são comprovados cientificamente através de estudo publicado pela UERJ . Além disso, é autor de mais de 50 livros publicados.



*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário

IBC - Instituto Brasileiro de Coaching: Av. Prof. Venerando Freitas Borges, 561 - Setor Jaó - Goiânia/ GO - CEP: 74.673-010
CNPJ: 31.328.744/0001-63