5 Dicas para fazer uma precificação eficiente dos seus produtos

Homem equilibrando o preço e o valor

Confira como realizar uma precificação eficiente de produtos.

A precificação de produtos é um aspecto muito importante em um empreendimento. Afinal, os valores devem ser pensados não apenas no custo, mas também no mercado, posicionamento de marca e outros pontos.

O preço deve não apenas cobrir as despesas e gerar lucro, mas também ser bem aceito pelo público-alvo. Nesse sentido, mais do que operações matemáticas é necessário considerar outros detalhes.

Para te ajudar nessa tarefa, preparamos um guia com 5 dicas práticas para a precificação descomplicada de produtos. Acompanhe e saiba tudo!

Preencha AGORA o formulário para descobrir!

Importância da correta precificação de produtos

O preço de um produto determina sua aceitação pelos consumidores, a lucratividade da empresa e como ela irá se posicionar no mercado. Uma precificação que não considera os objetivos de uma marca pode trazer consequências desastrosas.

Imagine duas lojas de calçados, uma com produtos mais acessíveis e outra que vende itens de grife. Na primeira, o cliente recebe um bom atendimento, mas que é padrão, não é oferecido nada além de um local para se sentar e experimentar os sapatos. Um mesmo vendedor costuma se dividir para atender mais de uma pessoa.

Já na segunda loja, são oferecidos aos consumidores champanhe e opções de biscoitos finos. Cada pessoa é atendida por um vendedor, que lhe dedica toda atenção, dá dicas de como combinar os calçados com peças de roupas, tira as dúvidas e bate papo sobre assuntos diversos.

Em se tratando de preços, é de se imaginar que os valores praticados por cada uma das duas lojas seja bastante diferente, certo? Porém, essa variação não se dá apenas pelos produtos em si, mas também por todo o conjunto do que é oferecido. O champagne, os biscoitos e o tempo dos vendedores não são oferecidos gratuitamente, tudo faz parte do custo daquela empresa, o que impacta o preço dos seus produtos.

A correta precificação, além de contribuir para a saúde financeira de um empreendimento, o posiciona no segmento em que deseja atuar. Para isso, é preciso considerar, em meio a diversos outros pontos, quanto o cliente em potencial está disposto a pagar por aquela categoria de produto.

Dicas para uma precificação eficiente de produtos

Não existe uma fórmula mágica de precificação de produtos que funcione bem para todas as empresas. Existem diversos métodos, mas cada um deles tem seus prós e contras, que podem pesar mais ou menos para cada empreendimento.

Independentemente de qual metodologia de precificação você utilize, existem atitudes importantes a se ter para garantir um bom resultados, acompanhe.

1. Considere todos os custos envolvidos

Os custos envolvidos com os produtos e o negócio como um todo são aspectos fundamentais para uma precificação eficiente. É preciso considerar tantos os custos diretos quanto os indiretos, observe:

Custos diretos

Os custos diretos costumam variar de acordo com cada tipo de produto.

  • Matéria-prima;
  • Produção;
  • Embalagem;
  • Distribuição.

Custos indiretos

Os custos indiretos estão relacionados com o funcionamento da empresa e, por isso, geralmente são fixos.

2. Conheça bem seu público-alvo

Lembra-se que falamos anteriormente que para uma precificação eficiente era preciso considerar mais do que números? O público-alvo é um fator crucial para a definição de preços, afinal, é preciso que as pessoas estejam dispostas a pagar aquele valor.

É importante conhecer profundamente o perfil de consumidor que a marca deseja atrair. Se são pessoas que buscam o menor preço ou que colocam a qualidade e o atendimento em primeiro lugar, mesmo que para isso precisem pagar mais.

3. Pesquise os preços da concorrência

Para evitar que seus preços destoem demais da concorrência, é importante fazer uma pesquisa para saber quais são os valores praticados pelo mercado. Para obter informações corretas é preciso considerar apenas marcas semelhantes.

Não dá para, por exemplo, ter uma loja de calçados de grife e comparar com outras que vendem peças populares. Lembre-se sempre de que não é porque duas empresas vendem a mesma categoria de produtos que são concorrentes. É preciso considerar outros detalhes que compõem a identidade da marca.

4. Opte por uma estratégia de lucro na margem ou no giro

A margem é o valor que sobra quando se subtrai o custo de um produto do seu preço. Nesse sentido, um calçado que é vendido por 150 reais e que tem como custo 75, tem 50% de margem de lucro.

As empresas podem definir a precificação de suas mercadorias baseando seu lucro na margem ou no giro. Veja como essas estratégias funcionam.

Margem: os produtos são vendidos com uma margem de lucro mais alta. Geralmente são itens de maior valor agregado, como joias e carros, que demoram mais para serem vendidos. Assim, uma única venda representa um alto lucro.

Giro: nesse caso, a margem de lucro é bem mais baixa, porém, como são itens muito vendidos, a empresa ganha através do rápido giro de estoque. Um bom exemplo disso são os supermercados, que realizam vendas o tempo todo.

É importante verificar qual dessas estratégias funciona melhor para o seu tipo de negócio. Lembrando que também dá para chegar a um meio termo e trabalhar com uma margem que não seja nem muito alta e nem baixa, ficando na média.

5. Verifique a sensibilidade do mercado em relação ao preço

É fundamental que você conheça o seu público-alvo para verificar qual a sensibilidade desses clientes em relação ao preço. Certos segmentos podem sofrer reajustes sem grande prejuízo às vendas, já outros podem não conseguir o mesmo feito.

O setor de medicamentos, por exemplo, lida com produtos que as pessoas precisarão comprar de qualquer forma. Já em se tratando de alimentos, mesmo que se trate de um artigo de primeira necessidade, em caso de alta de preços os consumidores costumam realizar adaptações para opções mais acessíveis.

Conhecer o nível de sensibilidade do mercado no qual sua empresa está inserida permitirá que tenha conhecimento sobre a elasticidade de preços. Assim, evitará tomar decisões equivocadas que prejudiquem os resultados.

Você já conhecia todos esses detalhes relacionados à precificação de produtos? Tem mais alguma dica a acrescentar? Deixe seu comentário abaixo e envie este conteúdo a alguém que possa se beneficiar das informações compartilhadas.

O artigo é bom, né?

No IBC é assim, não custa nada evoluir e alcançar resultados extraordinários. Se você quer seguir por esse caminho de evolução é só baixar o nosso e-book gratuito,
Tudo sobre Coaching. Preencha o formulário abaixo com seus dados para ler.
José Roberto Marques

Sobre o autor: José Roberto Marques é referência em Desenvolvimento Humano. Dedicou mais de 30 anos a fim de um propósito, o de fazer com que o ser humano seja capaz de atingir o seu Potencial Infinito! Para isso ele fundou o IBC, Instituto que é reconhecido internacionalmente. Professor convidado pela Universidade de Ohio e Palestrante da Brazil Conference, na Universidade de Harvard, JRM é responsável pela formação de mais de 50 mil Coaches através do PSC - Professional And Self Coaching, cujo os métodos são comprovados cientificamente através de estudo publicado pela UERJ . Além disso, é autor de mais de 50 livros publicados.



*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário

IBC - Instituto Brasileiro de Coaching: Av. Prof. Venerando Freitas Borges, 561 - Setor Jaó - Goiânia/ GO - CEP: 74.673-010