Neuromarketing – O que é e quais as suas vantagens?

Conceito neuromarketing

Confira 5 vantagens de usar o neuromarketing.

Entender o que leva os consumidores a decidirem por esse ou aquele produto/serviço é crucial para alcançar o sucesso. A área da ciência conhecida como neuromarketing se ocupa exatamente dessa análise e estudo dos fatores mais decisivos na hora da compra.

O entendimento desses elementos cria vantagens competitivas para as organizações se destacarem em meio aos concorrentes. Continue lendo para entender mais sobre o que é neuromarketing e as suas vantagens.

Preencha AGORA o formulário para descobrir!

O que é neuromarketing?

Antes de qualquer coisa, cabe dizer que neuromarketing não tem relação com estratégias de marketing. Essa é uma área da ciência cuja ocupação é entender os fatores mais relevantes por trás da tomada de decisões de compra dos consumidores. Dessa forma, o foco está em compreender o comportamento humano e o modo como as informações são processadas no cérebro das pessoas.

A partir dessa análise e compreensão dos fatores, é possível colocar em prática estratégias para captar clientes de maneira inteligente. O criador do termo neuromarketing é o professor da Erasmus University, na Inglaterra, Ale Smidts. Embora tenha sido Smidts o criador, quem popularizou esse termo foi o doutor Gerald Zaltman, pesquisador de Harvard, nos Estados Unidos.

Zaltman era médico de formação e decidiu dedicar sua carreira ao uso de equipamentos de ressonância magnética para fazer pesquisas de mercado. Em sua pesquisa ele mapeou a atividade do cérebro humano ao receber estímulo de ações de marketing. Seu objetivo era identificar as reações do cérebro humano aos estímulos. Saber se, de fato, havia alguma reação que culminava pela decisão por X ou Y.

Registro de neuromarketing

Zaltman registrou, na década de 2000, neuromarketing como sendo uma ferramenta de marketing. Os métodos são utilizados até os dias atuais. Para muitas marcas, essas técnicas se refletem no aumento potencial de vendas.

O uso de cores, mensagens, textos, entre outros recursos, contribuem para esse despertar da atenção dos consumidores. Basicamente, são utilizados estímulos mentais que levam a atividades cerebrais que culminam na compra.

Exemplos de neuromarketing

Para compreender realmente o que é neuromarketing, é interessante conhecer alguns cases de marcas que utilizaram essa ferramenta. Um exemplo são os dias de teste que streamings como a Netflix e o Globoplay oferecem. Nesse período, os potenciais assinantes têm acesso aos conteúdos das plataformas sem gastar nada. Ao final, decidem se querem ou não assinar efetivamente.

Nesse período, a marca foca em oferecer uma excelente experiência para os potenciais assinantes. Todo o catálogo dos streamings fica acessível, gerando, assim, mais interesse nos eventuais assinantes. Outro exemplo que podemos citar é o da marca tradicional de sopas Campbell, que decidiu mudar a sua identidade visual após uma pesquisa.

A marca alterou a identidade para transmitir uma imagem mais reconfortante. A Campbell se tornou ainda mais bem vista pelos consumidores. A adoção de cores vibrantes ajudou a passar a sensação de calor, algo imprescindível para uma sopa. Essas decisões das marcas se baseiam em reações cerebrais das pessoas que foram estudadas.

Vantagens do neuromarketing

Empresas que embasam suas estratégias no neuromarketing têm muito a ganhar, pois passam a ter mais chances de converter os consumidores. No tocante a vendas e conquista de consumidores, é imprescindível se atentar para todos os detalhes. O mercado está cada vez mais competitivo e, dessa forma, é determinante se destacar em seu segmento. Confira a seguir as vantagens de usar o neuromarketing.

1. Potencializa a tomada de decisão de compra

O neuromarketing tem como um dos seus principais objetivos entender como atrair clientes e vender para eles. Logo, o domínio dessa ciência permite identificar quais fatores contribuem para a tomada de decisão ou não por parte do cliente. Conhecendo os fatores decisivos, é possível alinhar as suas estratégias e direcionar os seus esforços para práticas mais eficientes.

2. Personalização de entrega

Compreendendo o que influencia, fica mais fácil direcionar a entrega para um viés mais personalizado. O marketing da marca passa a dialogar de forma mais eficiente com o público potencial. A resposta para as dores das pessoas que possuem o perfil de cliente perfeito para sua marca é essencial para o sucesso. O neuromarketing ajuda a guiar esse processo.

3. Desenvolvimento de soluções focadas nos clientes

O neuromarketing permite delinear estratégias de alcance e atendimento dos clientes com muito mais potencial de sucesso. Torna-se mais simples desenvolver soluções que encantem os consumidores. Tudo o que é criado pela marca passa a estar alinhado com uma experiência cada vez melhor para aqueles que a consomem.

4. Produção de conteúdo mais efetivo

O neuromarketing também contribui para um marketing de conteúdo mais eficiente para atender as demandas dos clientes. As marcas devem ficar atentas que, mais do que atender as “dores” do seu público, é necessário encantá-lo. Além de ter conhecimento a respeito do uso das ferramentas dos buscadores, é essencial saber como envolver os seus clientes.

A partir do entendimento dos estímulos que levam os indivíduos a fazerem compras, é possível saber como conduzi-los para essa compra. É possível desenvolver páginas e conteúdos alinhados com as expectativas dos potenciais compradores.

O neuromarketing permite desenvolver formas mais efetivas de se comunicar com seu público. E a comunicação é essencial para que as vendas sejam efetivadas pela sua marca.

5. Resultados potencializados

Por fim, o neuromarketing permite alcançar resultados mais positivos para a sua marca. A empresa se torna mais próxima dos seus clientes e potenciais clientes. O conhecimento dos estímulos que levam à tomada de decisão de compra é determinante para direcionar o seu , 

O neuromarketing consiste em uma área da ciência dedicada à compreensão do comportamento humano. Empresas que seguem estratégias ligadas a esse conceito tendem desenhar estratégias mais eficientes para alcançar e converter os seus leads.

Por isso, é bastante vantajoso contar com as ferramentas de neuromarketing para potencializar os resultados da sua empresa. Vale a pena se engajar no conhecimento das técnicas e nos resultados que elas podem entregar para sua companhia.

Neuromarketing é uma área da ciência que permite compreender os fatores que levam o consumidor a compra!

Gostou do conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e aproveite para compartilhá-lo em suas redes sociais para levar o conhecimento adiante!

O artigo é bom, né?

No IBC é assim, não custa nada evoluir e alcançar resultados extraordinários. Se você quer seguir por esse caminho de evolução é só baixar o nosso e-book gratuito,
Tudo sobre Coaching. Preencha o formulário abaixo com seus dados para ler.
José Roberto Marques

Sobre o autor: José Roberto Marques é referência em Desenvolvimento Humano. Dedicou mais de 30 anos a fim de um propósito, o de fazer com que o ser humano seja capaz de atingir o seu Potencial Infinito! Para isso ele fundou o IBC, Instituto que é reconhecido internacionalmente. Professor convidado pela Universidade de Ohio e Palestrante da Brazil Conference, na Universidade de Harvard, JRM é responsável pela formação de mais de 50 mil Coaches através do PSC - Professional And Self Coaching, cujo os métodos são comprovados cientificamente através de estudo publicado pela UERJ . Além disso, é autor de mais de 50 livros publicados.



*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário

IBC - Instituto Brasileiro de Coaching: Av. Prof. Venerando Freitas Borges, 561 - Setor Jaó - Goiânia/ GO - CEP: 74.673-010