O que é Relacionamento Interpessoal

relacionamento interpessoal

As relações entre o relacionamento interpessoal e o coaching

 

De acordo com a Psicologia e a Sociologia, podemos definir Relacionamento Interpessoal como a ligação, conexão ou vínculo entre duas ou mais pessoas dentro de um determinado contexto. Este, por sua vez, pode ser o ambiente de trabalho, familiar, social, religioso, amoroso ou educacional, por exemplo. Neste sentido, segundo o psiquiatra austríaco Sigmund Freud, considerado o pai da Psicanálise, o homem é, em sua essência, um ser relacional. Isso quer dizer que eu, você e as pessoas ao nosso redor temos esta característica nata.

Por isso mesmo, é da natureza do ser humano se relacionar. Para isso, busca sempre estar vinculado a alguém e alimentar uma intensa troca de energia, conhecimentos e emoções com outras pessoas. Portanto, quanto melhores e mais positivos forem os nossos relacionamentos interpessoais, maiores são as chances de construirmos conexões verdadeiras com as pessoas com as quais convivemos. Para isso, elementos como empatia e respeito são fundamentais.

A Importância de um Bom Relacionamento Interpessoal

Sabia que um bom relacionamento interpessoal é o resultado de um bom relacionamento intrapessoal? Ou seja, reflexo da forma como nos relacionamos com nós mesmos. Se internamente estamos bem-resolvidos com nossas questões pessoais e profissionais, nossas relações exteriores tendem a ser melhores também. Por outro lado, quando algo, em nossa mente ou coração, não vai bem e padecemos de algum tipo de dor emocional acabamos refletindo este mal estar na forma como tratamos as outras pessoas e a nós.

Na maioria das vezes, este desconforto pode revelar atitudes negativas, agressivas, errôneas e altamente sabotadoras.  Portanto, não é por acaso que vemos líderes e colegas de trabalho que, por conta de seus problemas pessoais, às vezes, acabam tratando com rispidez todos com quem se relacionam em seu dia a dia. No trânsito, nos locais públicos ou mesmo no trabalho ninguém lhes escapa.

Em casa não é diferente, pois quando um dos membros da família não está satisfeito ou feliz com algo, logo acaba tendo comportamentos nocivos, que tanto podem afastar como ferir e magoar profundamente os seus familiares. Portanto, para ter um bom relacionamento interpessoal com os demais, antes de tudo, a pessoa precisa estar em paz consigo mesma.

Neste sentido, eu quero convidar você a fazer o exercício poderoso de começar a observar com mais atenção às atitudes das pessoas ao seu redor e também as suas. Note que quando algo não vai bem, não raro, nós tendemos a externalizar nossa insatisfação por meio do mau humor, da tristeza, do isolamento ou mesmo da agressividade.

Perceber isso é muito importante, especialmente nas relações de trabalho e familiares, pois quando o outro não está bem e nos trata de forma hostil ou afrontosa, geralmente tendemos a levar isso para o pessoal e a achar que o problema dele é conosco. O mesmo acontece na visão dos outros em relação a nós. Saiba que na maioria das vezes não é pessoal e, que seu comportamento, na real, é o reflexo de uma insatisfação interna, passageira ou constante.

Claro, agredir alguém verbalmente não é a melhor forma de resolver um problema. Contudo, este é um aprendizado que apenas a vida e o tempo pode nos proporcionam. De sua parte, o que pode fazer quando isso acontecer com você é exercitar o não julgamento. Não se apresse em dar um diagnóstico para o que o outro sente, pois se nem ele mesmo está convicto disso ou entende de fato pelo que está passando naquele momento, não cabe a nenhum de nós julgarmos seus motivos.

Ter esta consciência nos faz exercitar a capacidade de empatia, que o ato de se colocar no lugar do outro para tentar entender suas ideias, sentimentos, motivações ou mesmo as suas dores. Ser empático é o primeiro passo para aprender a respeitar as pessoas com as quais convivemos e um elemento essencial na construção de relacionamentos interpessoais mais positivos.

Relacionamento Interpessoal no Trabalho

Empresas são os resultados de pessoas. Como tal, quanto melhor for à relação dos colaboradores de uma organização, mais produtiva será a sua convivência. Profissionais que fazem parte de grupos harmônicos trabalham em maior sintonia também, pois se conhecem e se respeitam mutuamente, o que torna o desempenho individual e o trabalho em equipe muito mais proveitoso.

Por outro lado, quando os colaboradores não se dão bem, os departamentos não se comunicam com efetividade e os profissionais não cooperam para o alcance efetivo das metas; a empresa acaba perdendo muito de sua capacidade produtiva e, consequentemente, seus investimentos. Isso acontece porque num ambiente onde as relações pessoais não são auspiciosas, a organização perde sua força máxima. Logo, o lema: “juntos somos mais fortes”, não é apenas uma expressão. Na prática, isso realmente faz muita diferença!

Fazendo mais uma vez uma autoanálise, convido você a relembrar pelo menos de uma situação onde isso ficou claro em seu trabalho. Pode ser um projeto importante em que um colega não entregava nunca a sua parte; uma demanda emperrada pela falta de colaboração de outro departamento ou ainda pela dificuldade do líder de comunicar ao grupo suas ideias, metas e decisões.

Ainda que estes sejam apenas exemplos de circunstâncias hipotéticas, saiba que estes problemas acontecem com bastante frequência nas empresas. No dia a dia, estes são também alguns dos motivos que fazem com que o relacionamento interpessoal entre seus profissionais seja minando. Para virar este jogo e construir relações profissionais melhores: respeito; empatia; trabalho em equipe; visão sistêmica; paciência; cooperação e uma liderança positiva; são verdadeiramente palavras-chave.

Como Melhorar suas Relações Interpessoais na Empresa

Como diz um velho ditado – “Quando um não quer; dois não brigam.” E esta ideia se aplica também as relações interpessoais no trabalho e na vida de modo geral, pois quando, por exemplo, você não quer entrar em discussões ou criar problemas com seus colegas, não tem porque perder seu tempo fazendo isso. Portanto, para criar um bom ambiente profissional, familiar ou social, todos os envolvidos precisam colaborar e fazer a sua parte pelo bem de todos.

Como o ser humano é imprevisível, em sua rotina diária na empresa existem muitas situações que realmente vão testar a sua paciência. Contudo, estes são os momentos ideais para exercitar a sua inteligência emocional e relacional, e para buscar resolver qualquer tipo de ocorrência por meio do diálogo pacífico.  O mau humor do chefe; a insatisfação do cliente; aquele colega que está insatisfeito com seu emprego e retardando o trabalho do grupo… Seja qual for o problema, é a forma como você reage a eles que definirá a qualidade das suas relações.

Quando sabemos nos comunicar com efetividade e temos um relacionamento interpessoal positivo com as pessoas com as quais convivemos, isso facilita a que possamos resolver as pendências e superar os momentos de crise com muito mais sabedoria e agilidade. Logo, podemos usar estes atributos para dialogar positivamente com os envolvidos em qualquer questão ou problema e alcançar efetivamente a conciliação dos interesses de todas as partes.  

Para isso, eu quero que você, aproveitando a leitura deste artigo, pare também para refletir sobre os seus comportamentos atuais. A intenção é que assim tenha a oportunidade de avaliar como as suas atitudes afetam positiva ou negativamente a qualidade dos seus relacionamentos interpessoais na organização onde atua em específico. Vamos às perguntas poderosas, pense a respeito e seja sincero nas respostas.

  • De 0 a 10, o quanto suas atitudes têm facilitado ou dificultado suas relações interpessoais no trabalho?
  • De 0 a 10, o quanto colabora para uma boa comunicação com seus colegas, com a empresa e os clientes?
  • Comunica-se sempre de forma respeitosa e amigável ou não?
  • Busca voluntariamente construir bons relacionamentos ou está constantemente em conflito com alguém?
  • Foca sempre em dar o seu melhor ou sua insatisfação atual é tão gritante e evidente que não permite que você se relacione bem com as pessoas e conquiste seu respeito e sua cooperação?

Reflita a respeito e, caso seja preciso, comece a rever os seus comportamentos e permita-se mudá-los a partir de agora!

Dicas para Melhorar o Relacionamento Interpessoal No Trabalho

Desenvolver atitudes positivas é essencial para construir bons relacionamentos com as pessoas que as quais convivemos. Para isso, conheça algumas ações que podem ajudar neste sentido:

Desenvolva a Empatia

Sem empatia é quase impossível construir um bom relacionamento interpessoal em qualquer área da vida e, no trabalho, não é diferente. A empatia é o que permite a uma pessoa se colocar no lugar da outra, compreender melhor os seus sentimentos e atitudes e evitar julgamentos apressados sobre sua forma de ser, pensar e agir.

Assim como nós, cada um tem sua história e seus motivos para ser como é. Claro que isso não justifica nenhum mau comportamento. Contudo, saber se colocar no lugar do outro além de uma demonstração de compaixão e respeito, evita que julguemos nossos colegas, clientes e chefes, sem ao menos dar-lhes a chance de mostrar o outro lado da moeda. Portanto, exercita mais a empatia!

Mantenha o Respeito

Seja qual for o problema, jamais perca o respeito pelas pessoas com as quais convive ou se deixe levar pela raiva ou pela insatisfação. O respeito ao próximo é à base de todo relacionamento interpessoal e uma prova de civilidade e humanidade. Não faça aos outros, o que não gostaria que fizessem contigo, pois tudo que vai, volta e alimentar um ciclo de desrespeito só gera mais falta de entendimento. Portanto, partir para a briga ou para qualquer tipo de agressão pessoal são caminhos que devem ser evitados veementemente.

Se você está aborrecido com algo ou com alguém, por exemplo, lembre-se sempre de que isso não te dá o direito de ser mal educado ou de agir de forma inadequada. Do mesmo modo, não libera seus chefes, clientes ou colegas a te tratarem mal. Quando todos entendem isso, todos ganham, pois o respeito é a chave para a construção de relações positivas e duradouras.

Tenha uma Comunicação Efetiva

A comunicação, seja ela verbal ou não verbal, é o que gera o vínculo entre as pessoas e os grupos aos quais fazem parte. Portanto, saber se comunicar, além de uma qualidade indispensável na carreira, é um atributo essencial à construção de relacionamentos interpessoais positivos. Representa ouvir e ser ouvido, criar um ambiente de respeito, onde as pessoas são capazes de trocar ideias, conhecimentos e experiências de forma recíproca.

Quando as pessoas querem se comunicar efetivamente umas com as outras, elas se abrem a ouvir, na essência, o que o outro tem a dizer, a decodificar as informações e intenções contidas ali, bem como se sentem mais seguras e confortáveis para expor o que pensam e dialogar com seus colegas de trabalho, amigos ou familiares. Por isso, prezar por uma boa comunicação faz toda diferença para que as relações interpessoais sejam sempre construtivas.

Respeite a Diversidade

Assim como nós, cada pessoa tem sua origem e sua história, que merece ser sempre honrada e respeitada. Como tal, para que possamos elevar a qualidade do nosso relacionamento interpessoal no trabalho e nos demais ambiente onde vivemos, devemos sempre buscar evoluir como seres humanos e defender o respeito às diferenças sejam elas quais forem.

Na prática, isso quer dizer que independente do credo, origem, cor, orientação sexual, nacionalidade, time, religião, cultura ou ideologia política, devemos sempre lutar para que o espaço de todos seja respeitado, assim como queremos que o nosso seja. Por mais diferente que o seu colega seja de você, isso não quer dizer que ele seja pior, apenas que tem outra mentalidade.

Contudo, ao contrário do que muitos pensam, entender estas diferenças e também buscar seus pontos em comum, pode trazer muitos aprendizados e crescimentos para ambos. Permita-se!

Seja Cooperativo

Todo relacionamento interpessoal envolve troca, pois quando cada um dá o seu melhor, as relações se fortalecem e se tornam positivas para todos. O que isso significa? Que você deve não deve se furtar de contribuir com seus conhecimentos, habilidades e experiências para ajudar as pessoas ao seu redor a solucionarem os problemas, aprender e crescer continuamente também. Do mesmo modo, esteja sempre aberto a receber tudo isso!

No seu trabalho, por exemplo, é importante que entenda a importância da cooperação entre os colaboradores e departamentos, dê valor ao senso de grupo e ao poder as ações individuais e coletivas, pois quando cada um faz corretamente a sua parte, todos são beneficiados por excelentes resultados.

Coopere sempre, pois nada pior do que alguém que não ajuda e ainda por cima atrapalha os demais em suas funções. Não queira ser este tipo de profissional que não contribui! Foque em ser aquele colaborador que sabe trabalhar em equipe e que tem humildade para ensinar e aprender.

Melhore seu Relacionamento Interpessoal com o Coaching

Se você tem muitas dificuldades em se relacionar e confiar nas pessoas e, inclusive, já recebeu muitos feedbacks em relação a isso, mas não conseguiu avançar e mudar, sozinho, esta situação, saiba que o Coaching pode te ajudar a virar definitivamente esta chave e a construir relacionamentos interpessoais mais positivos. Para isso, é essencial trabalhar no desenvolvimento de aspectos importantes e que são:

Comunicação: foco no desenvolvimento de habilidades de intercomunicação, diálogo positivo, na competência de falar com clareza e de ouvir na essência, de modo que a pessoa sinta-se capacitada a interagir e expor suas ideias.

Interação: o objetivo aqui, além de abrir espaço para que se expresse, é apoiar a que desenvolva a capacidade de criar vínculos e conexões positivas e verdadeiras com os demais, de modo que o ato de interagir seja bom para ela e gere relações confiáveis para sua vida.

Percepção: trabalha para que o indivíduo consiga superar suas crenças limitadoras e experiências negativas em relação ao ser humano. Ou seja, a que assim possa perceber também o que há de bom nas pessoas ao seu redor e, fazer com que também vejam suas qualidades, talentos e competências.

Aproximação: o foco aqui é quebrar os bloqueios e medos, tanto internos com externos, que impedem a pessoa de se relacionar e fazer com que se sinta confortável o suficiente para construir seus relacionamentos interpessoais sem colocar tantas barreiras e restrições.

Por meio de técnicas e ferramentas e de perguntas poderosas de Coaching, que geram reflexão e mudança de mindset, o processo confere o apoio que a pessoa precisa para identificar as razões que dificultam o seu relacionamento interpessoal, bem como para desenvolver estratégias efetivas para superar o problema e ir além em suas relações.

Muitas vezes, as respostas para esta lacuna, estão em situações do passado que não foram ressignificadas ou em decepções ainda não superadas relativas a algum acontecimento ou pessoa. Pode ser ainda fruto de bloqueios emocionais, de uma timidez excessiva ou de uma introspectividade que impede o indivíduo de abrir-se para o outro. Logo, não consegue sentir-se seguro para criar vínculos mais positivos e duradouros com aqueles com os quais convive.

Contudo, seja qual for à razão, o processo de Coaching é um excelente aliado à superação deste obstáculo, que pode tanto comprometer a carreira como as relações familiares, afetivas e sociais. O método ajuda a pessoa a encontrar as respostas para sua dificuldade de se relacionar, a superar crenças limitantes e a traçar estratégias efetivas para vencer seu problema definitivamente.

Além disso, também lhe auxilia a que desenvolva uma melhor comunicação interpessoal, vença os medos e bloqueios que impedem a pessoa de se relacionar e a que, deste modo, conquiste maior qualidade de vida em suas relações interpessoais em todos os sentidos. Maravilhoso, não é mesmo?

Portanto, se você também busca construir e melhorar seu relacionamento interpessoal no trabalho e na vida pessoal, minha dica é – invista em Coaching e aprenda a construir relações mais construtivas, produtivas, bem-sucedidas e extraordinárias!

 

O artigo é bom, né?

No IBC é assim, não custa nada evoluir e alcançar resultados extraordinários. Se você quer seguir por esse caminho de evolução é só baixar o nosso e-book gratuito,
Tudo sobre Coaching. Preencha o formulário abaixo com seus dados para ler.

Copyright: 631289606 – https://www.shutterstock.com/pt/g/pathdoc

Deixe seu Comentário

IBC - Instituto Brasileiro de Coaching: Av. Prof. Venerando Freitas Borges, 561 - Setor Jaó - Goiânia/ GO - CEP: 74.673-010