Levantar-se ou continuar caído? A escolha é sua.

garota caindo de um bicicleta

Levantar-se ou continuar caído, é uma escolha que precisamos fazer, sobretudo se dejamos conquistar nossas metas e objetivos.

No mundo em que vivemos hoje, são muitas as barreiras e até mesmo os bloqueios que tentam nos impedir de chegar aonde queremos. Às vezes, muitas dessas barreiras acabam nos derrubando e é preciso estar preparado para reagir e levantar. Afinal, mesmo que, na maior parte dos casos, não possamos evitar a queda, temos o poder de escolher levantar.

Se você fez essa escolha, então este é o momento de repensar sua postura. Cair é uma oportunidade de rever o caminho e, também, a caminhada, cair te obrigada a parar e refletir, reavaliar e repensar. Cair não significa que você seja um fracassado, mas permanecer caído sim.

Continue lendo para prosseguir com a reflexão a respeito do poder de escolha que temos sobre levantar após uma queda ou continuarmos caídos.

Levantar-se ou continuar caído: qual é a sua escolha?

Depois de uma queda, para se reerguer é necessário, primeiramente, conhecer os motivos que o levaram a isso. Converse consigo mesmo e procure as respostas, depois, reconheça todos os fatos, situações, motivos, os erros cometidos. Logo em seguida, pense no que pode fazer para aprender com a situação e aproveitar a experiência da melhor maneira possível.

Ficar parado sofrendo e lamentando pelo que aconteceu não irá levar você a parte alguma. Quanto mais tempo ficar assim, mais as ideias limitantes se fortalecerão. Então, passará a acreditar, cada vez mais, que não tem capacidade de acertar, de evoluir e se levantar. E a verdade é que todos têm a possibilidade de aprender e crescer a partir dos próprios erros.

Por tudo isso podemos confirmar que realmente se trata de uma questão de escolha, de decidir aprender com a falha e se fortalecer através dela. É claro que, para isso, é preciso ter coragem, afinal, permanecer inerte parece muito mais confortável. Contudo, pensando a longo prazo, a inércia não tem nada de cômoda, porque gera sofrimento e a eterna dúvida “e se eu tivesse tentado novamente”.

E então, qual é a sua escolha, levantar-se ou continuar caído? Acredite, você tem o poder de decidir o que fazer, como reagir e os caminhos que irá trilhar. Assuma essa função que é sua por direito e escreva a sua história da forma que desejar, seguindo seus objetivos e respeitando os seus valores.

Comece a ter o

Destaque

que você merece!

Preencha os campos abaixo para receber o e-book.

7 Dicas para se levantar após uma queda e aprender com os erros

Se a sua escolha é se levantar, aprender com o erro e dar a volta por cima, as ações a seguir irão te ajudar a trilhar um caminho de aprendizado e desenvolvimento.

1. Tome consciência do seu erro

Antes de qualquer coisa, a primeira atitude a se ter é tomar consciência do seu erro. Admita que falhou, assuma sua responsabilidade em vez de tentar apontar terceiros. A partir disso, se colocará como uma peça ativa da situação em vez de ser apenas um espectador, alguém que assiste ao que acontece sem poder agir.

Esse primeiro passo pode ser simples para alguns e desafiador para outros. Tudo irá depender de como é a sua relação com erros, se é natural ou rodeada por culpa e insegurança. Pessoas que não confiam em si mesmas tendem a ter medo de assumir erros por acharem que parecerão inferiores e isso não é verdade.

Ninguém é pior do que os outros porque errou, simplesmente porque todo ser humano erra. Logo na infância cometemos uma série de erros até que possamos aprender a falar, andar, nos alimentar e realizar funções básicas. Quando crescemos, os erros mudam, mas continuam presentes, porque são importantes para o nosso crescimento.

2. Identifique qual foi a causa do erro

Depois de se tornar consciente sobre o erro e aceitar isso com naturalidade, é hora de identificar qual foi a causa dele. Pense se foi uma atitude sua ou de um terceiro que resultou no ocorrido. Lembrando que, mesmo que tenha sido uma ação de outra pessoa, ainda assim você deve assumir sua responsabilidade. Afinal de contas, somos livres para decidir o que fazer.

A intenção aqui é identificar a causa para que o aprendizado aconteça e não para inferiorizar ou culpar ninguém. Tenha isso em mente ao longo de todo o processo para impedir que se culpe e acabe criando ideias limitantes na sua mente.

3. Se questione a respeito da situação

Se questionar é importante para compreender melhor uma situação. É como se fizesse uma entrevista consigo mesmo, com perguntas pontuais para obter um panorama mais amplo sobre o ocorrido. Alguns questionamentos válidos a se fazer incluem: o que eu poderia ter feito diferente? Por que não agi dessa forma? O que pesou mais na hora de eu tomar uma decisão?

Lembre-se sempre de manter um tom amigável porque a ideia aqui é realmente aprender e não se julgar, se culpar e se sentir mal. Apontar dedos para si ou para os outros não resolve nada, pelo contrário, é o acolhimento que traz a motivação para a mudança e o aprendizado.

4. Peça feedback para pessoas da sua confiança

Ouvir a opinião de outras pessoas pode tornar o processo ainda mais enriquecedor. Apenas tome o cuidado de escolher bem quem irá fazer isso, pois é preciso que seja alguém que realmente deseje seu bem. Indivíduos negativos irão apontar dedos e não fazer críticas construtivas, que são os feedbacks que podem realmente agregar.

5. Crie um plano para resolver a questão

Depois de estar consciente do erro, das ações que levaram a ele e do que poderia ter feito diferente, chega o momento de criar um plano para resolver a questão. Nesse caso, os detalhes irão depender de acordo com a situação, se é para consertar algo ou tentar novamente. Independentemente do que seja, ter um planejamento fará toda a diferença e irá aumentar as chances de sucesso de maneira significativa.

6. Compartilhe experiências com outras pessoas e aprenda através dos erros delas

Além de aprendermos através dos nossos próprios erros, também podemos aprender através das falhas de terceiros. Por isso, o compartilhamento de experiências é tão enriquecedor, porque nos poupa dores e nos permite ensinar e aprender uns com os outros. Nesse sentido, procure compartilhar suas experiências com pessoas da sua confiança e absorva ao máximo quando compartilharem algo do tipo contigo.

7. Mantenha sua mente em constante expansão

À medida em que vamos envelhecendo, as ideias vão se tornando mais fortes em nossa mente. Isso acaba dificultando o aprendizado e a transformação, mas a boa notícia é que esse obstáculo pode ser contornado. Nós podemos escolher manter a nossa mente estagnada ou em constante expansão.

Para expandir as ideias é preciso se manter sempre em contato com coisas novas, desafiar as próprias crenças e preconceitos. Assim, vamos nos acostumando com a novidade e tomamos gosto pelo aprendizado e desenvolvimento. Mantenha a melhoria contínua como um valor em sua vida e seja sempre fiel a ele.

Levante-se, continue sua caminhada, você foi criado para caminhar, seguir em frente e não para ficar na inércia. Acredite no seu potencial e na sua força!

Aproveite para deixar seu comentário abaixo e compartilhar o conteúdo em suas redes sociais para passar a motivação adiante!

Imagem: Por BonNontawat

E aí, curtiu esse conteúdo?

Saiba que ele é apenas a pontinha do iceberg e você pode desenvolver suas habilidades de liderança muito mais. Baixe agora o ebook Leader Coach e aprenda como extrair o máximo resultado da sua equipe.
Preencha o formulário, é de graça.
José Roberto Marques

Sobre o autor: José Roberto Marques é referência em Desenvolvimento Humano. Dedicou mais de 30 anos a fim de um propósito, o de fazer com que o ser humano seja capaz de atingir o seu Potencial Infinito! Para isso ele fundou o IBC, Instituto que é reconhecido internacionalmente. Professor convidado pela Universidade de Ohio e Palestrante da Brazil Conference, na Universidade de Harvard, JRM é responsável pela formação de mais de 50 mil Coaches através do PSC - Professional And Self Coaching, cujo os métodos são comprovados cientificamente através de estudo publicado pela UERJ . Além disso, é autor de mais de 50 livros publicados.



*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário

IBC - Instituto Brasileiro de Coaching: Av. Prof. Venerando Freitas Borges, 561 - Setor Jaó - Goiânia/ GO - CEP: 74.673-010